80 comentários:

Sónia Alexandra a 17 de Maio de 2009 às 15:38
Amiga nesse caso sou da tua opinião...prefriro os casamentos tradicionais...pelo menos na parte de encher a barriguinha...cá agora uma sreles folhinhas, nem se sabe bem do que, num pratinho imaculado...e olhamos ficando a pensar"o que é feito do resto????"Jesus, não critico ninguém de quere ser "chique", ma spelo amor da santa, pelo menos pensem nos convidados que estão horas à espera da noiva, e que estão horas dentro da igreja e que vão aperaltados, com os pés a doer, e a gravata a apertar, e a única coisa que desejam é que os noivos asejam felizes, e que lhes deêm algo de digno e tradicional para comer...afinal casamento sem noiva, nãoa é casamento, mas casamento sem português sem o tradicional pratinho de bacalhau quentinho, também não sabe a nada.
Modernices...eu cá fico pelo tradicional...não sei até quando , se calhar um destes dias calha-me um desses...jinhos doces e pelo menos tira a barriguinha de misérias hoje.
Sandreane a 17 de Maio de 2009 às 15:43
Bacalhau..hum...
Amo muito tudo isso *rsrrs*
Amei a segestão, mas fiquei sem entender sobre as cores dos pratos... Vou ler as postagens anteiores, acredito que assim tiro a dúvida :)
Ah! Como vai Luizinho?
Abraços!
Isa Lourenço a 17 de Maio de 2009 às 15:57
Esse bacalhau ficou excelente!
Também tenho o Pantagruel que foi o 1º livro de culinária que comprei quando me casei e nunca fiz de lá uma receita.
Bos
Mari a 17 de Maio de 2009 às 16:03
Ameixinha querida, mas que linda participação!!! Aqui em casa, amamos bacalhau, mas por conta do precinho salgado, só comemos na páscoa, e olhe la!
Adorei a história do casamento... ri a beça contigo agora... rsrsrs
Bjo grande, minha flor

Mari
Marly a 17 de Maio de 2009 às 16:09
Um bacalhauzinho desses, quentinho e acompanhado de arroz branco... não precisa mais nada!
Só não entendi o que é esse colorau que deixa o prato amarelo, seria cúrcuma (o 'açafrão' da terra?)
Beijinho!
RUTE a 17 de Maio de 2009 às 16:42
Olha! Bem pensado. Bacalhau e amarelo tem tudo a ver.

Também gostei do texto que acompanhou o bacalhau. Eu gosto de casamentos diferentes e essa ideia de comer o bolo logo à saída da igreja faz todo o sentido. Nunca tal tinha ouvido falar.

Quando casei, era para ter casado numa sexta-feira à tarde às 17.30 mas os nossos pais não deixaram.

Também levei um vestido muito original desenhado por mim e feito pela minha mãe q é costureira. Era 2 em 1, vestido de noiva e 2ºfato em que a saia rodada de noiva retirava-se completamente ficando uma mini-saia girissima ;-))

Enfim... Foi há muito muito tempo... era eu uma criança :-)) Beijokas.
Verdinha a 17 de Maio de 2009 às 16:43
nhami nhami ;)

bacalhauuuu, gosto mt!
anna a 17 de Maio de 2009 às 16:51
Belo bacalhau, bem amarelinho como o dia exige!
Olha, acho que passar pela máquina é picar naquelas máquinas antigas de dar à manivela... agora temos a 1, 2,3...
Beijinhos.
Nela a 17 de Maio de 2009 às 17:11
Belo bacalhau, bela participação também, beijinhos bom domingo.
Gina a 17 de Maio de 2009 às 17:32
Você acertou em cheio com esse bacalhau. Sua opção é quase sempre pelos salgados e eu pelos doces.
O bolo depois do casamento foi uma boa. Faz tempo que não vou a um casamento, não sei como estão os costumes atualmente.
Bjs.