Quinta-feira, 05.11.09

Maçanada

Devo dizer que adorei o nome :)
Se com marmelo se faz marmelada, com maçãs faz-se maçanada!

Como já tinha dito aqui, tive acesso a algumas maçãs caseiras e aproveitei para fazer outra compota com elas. Desta vez, inspirei-me n' O Livro de Pantagruel e saiu esta compota maravilhosa. Queria que tivesse ficado com uma consistência mais durinha, para que pudesse cortar à faca, mas não consegui. É que tenho a mania de usar menos açúcar e também, por já estar farta de estar como bruxa de volta do caldeirão a mexer a maçanada! Que maçada :)
Foi com a maçanada que servi as panquecas de maçã.

Ingredientes:
1 kg de maçãs-reinetas descascadas e descaroladas (usei outra variedade)
1 kg de açúcar (usei cerca de 600 gramas)
1 limão pequeno, raspa e sumo
1 pau de canela

Cozem-se as maçãs em pouca água, escorrem-se e passam-se pelo passe-vite (usei a varinha). Ferve-se a água da cozedura com o açúcar e o pau de canela até ponto de fio*, juntam-se o polme da maçã, a raspa e o sumo de limão e deixa-se fervinhar em lume lento até descobrir o fundo do tacho.

Como é natural, O Livro de Pantagruel não dá muitas indicações quanto ao tempo ou ao que fazer depois de estar a receita pronta. É um pouco impreciso! Coloquei a maçanada ainda quente em tigelas e tapei com rodelas de papel vegetal. Conserva-se muito bem mas acho que fica ainda melhor em frascos tapados.

Gostei muito do toque do limão, dá-lhe um sabor mais refrescante.

*Ponto de fio: Colocando uma gotinha de calda entre o polegar e o indicador humedecidos em água fria, unindo-os e afastando-os repetidamente, forma-se entre ambos um pequeno fio; 25 a 28º no pesa-xaropes (é um densímetro que se utiliza para densidades superiores à água).


A Paula e a Manu ofereceram-me este selinho com uns nenúfares fofinhos!
Pelos vistos, vinha acompanhado de uma espécie de inquérito acerca daquilo que nos apaixona na vida em relação a:

Internet: pesquisas, comunicar com amigos e familiares que estão longe, ver programação e instituto de meteorologia (páginas mais visitada), blogs e mais uma série de coisas.

Pessoas: os sorrisos sinceros, cheirinho agradável (mas não intenso ao ponto de intoxicar meio mundo), simpatia, honestidade, alegria (mas nada em demasia, que ser-se demasiado feliz é estranho he he), gosto de pessoas que gostam de animais, com educação e histórias de vida interessantes.

Vestuário: gosto de casacos e meias/collants

Cosméticos: cremes hidratantes, lápis, sombras e perfumes

Comida: é que nem começo. Não vale a pena!!!

Hobbies: ler, caminhar, jardinagem, ver tv.

A Manu também me ofereceu este! Acho que não tenho que responder a nada :)


Obrigada e, adiantando-me, boa sexta-feira e bom fim de semana!
publicado por Ameixinha às 21:00 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar
Terça-feira, 03.11.09

Brownie de chá verde e chocolate


Apesar de viver rodeada de pintores, não entendo nada de arte mas, olhando para a foto acima fico com a sensação que até parece uma pintura um tanto ao quanto, aquelas pinturas que olhamos e não sabemos o que é. Por momentos, até consigo ver Guernica neste brownie :) Uma Guernica pacífica e docinha!!!
Mas isso sou eu, que tenho as vistinhas miúpes e a minha cabeça já não dá para muito mais!

Usei o último pózinho de matcha que a Si me enviou e, como não poderia deixar de ser, fiz esta receita dela.
Devo dizer que fechei esta saga de Matcha em grande, foi a minha primeira vez a fazer brownie e é uma receita fantástica, não tivesse ela queijo-creme que eu tanto gosto.

Por ser tão bom e ter resultado muito bem, com este brownie um tanto ao quanto artístico, brindo o Tertúlia de Sabores que está de parabéns por dois deliciosos anos de blog.
A Moira é um doce e a minha contribuição tem que ser docinha, de forma a retribuir toda a simpatia desta bloguista que tive o prazer de conhecer pessoalmente.
Agradeço-lhe a ela o convite e presto-lhe a minha sincera homenagem :)

Moira encantada, o embrulho de baixo é para ti! Espero que gostes e que continues a brindar-nos com as tuas deliciosas sugestões!



Ingredientes:
200 gr de chocolate
100 gr de manteiga/margarina
4 colheres rasas (sopa) de cacau em pó
4 ovos pequenos
160 gr de açúcar refinado
80 gr farinha de trigo

Para o creme de chá verde:
225 gr de queijo-creme/cream-cheese
80 gr de açúcar
1 ovo
1 colher (sopa) de farinha de trigo
1 1/2 colher (sopa) de chá verde/matcha

Aqueça o forno a 180º C.
Unte uma forma quadrada ou rectangular, forre-a com papel vegetal e volte a untar.
Pique o chocolate grosseiramente e derreta-o juntamente com a manteiga em banho maria ou no microondas.
Assim que estiver totalmente derretido misture o cacau em pó.
Bata os ovos e o açúcar durante 5 minutos.
Adicione a mistura de chocolate e cacau, misture e envolva em seguida a farinha.
Coloque o queijo-creme num recipiente e bata até estar cremoso, junte o açúcar e bata mais um pouco. Adicione o ovo e bata novamente por 2 minutos.
Finalmente, adicione a farinha e o matcha/chá verde, previamente peneirados. Envolva bem.
Despeje a massa de chocolate e a de matcha alternadamente e passe um palito para lhe dar um aspecto mármore.
Leve ao forno cerca de 30 a 40 minutos. Assim que estiver cozido retire do forno e deixe arrefecer coberto por um pano durante 10 minutos, antes de desenformar.
Corte os brownies apenas quando a massa estiver completamente fria.

Quem não tiver chá verde ou matcha, pode colocar corante, extracto de baunilha ou outro a gosto. Acho que também resulta muito bem!

Quero também lançar um desafio, que tal passarem no blog da Moira, escolher uma receita dela e publicá-la no vosso blog no dia 20 de Novembro? É o dia do blogoniversário do Tertúlia! Seria muito giro e estou a pensar fazer o mesmo quando o Canela Moída completar 2 anos :)

Podem ver a minha sugestão no Tertúlia de Sabores, clicando aqui. Garanto que lá está muito mais bonito :)
publicado por Ameixinha às 00:20 | link do post | comentar | ver comentários (88) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

arquivos

tags

links

subscrever feeds