Domingo, 06.07.08

Uma torta direitinha!



Eu e a minha saga de enrolar tortas. Não tenho qualquer afeição pela arte do enrolanço. Embora às vezes me enrole toda em certas coisas ;)
Não querendo enrolar ninguém, passo já para a receita desta torta que ficou direitinha... yes!!!
Aproveitei algumas cerejas que me foram oferecidas (não enrolar ninguém tem as suas vantagens, quanto mais não seja, receber coisinhas boas dos vizinhos eh eh) e não resisti à tentação de tentar fazer uma torta de cerejas :) Baseei-me numa receita que encontrei na revista "Mulher Moderna na Cozinha" nº 106 (2005) mas fiz algumas alterações.

Ingredientes da massa:
3 ovos
4 gemas (usei 3)
250 g de açúcar (usei 230)
4 colheres (sopa) de leite morno
125 g de farinha
1 colher (sobremesa) de farinha maisena
1 colher (sopa) de manteiga amolecida
manteiga e aroma de baunilha q.b. (ainda não encontrei aroma de baunilha, está esgotado ou ninguém compra por cá)

Ingredientes do recheio e cobertura:
1 chávena de creme de pasteleiro (fiz o meu na hora)
2 dl de natas (não usei)
15 cerejas
50 g de chocolate (tablete)
cacau em pó (usei açúcar em pó)

Untei um tabuleiro (usei o do forno) com manteiga e forrei com papel vegetal também untado.
Bati os ovos com as gemas até ficar fofo. Juntei o açúcar e bati mais um bocadinho. Adicionei o leite e quem tiver e quiser adicione a essência de baunilha também.
À parte peneirei as farinhas e envolvi no preparado de ovos, alternado com a manteiga amolecida. Verti a massa no tabuleiro e levei ao forno por 15 minutos. Retirei e polvilhei com açúcar. Desenformei e deixei arrefecer.
Entretanto preparei o creme de pasteleiro: fervi 1,5 dl de leite com uma casca de limão. Retirei a casca do limão. À parte, misturei 45g de açúcar, duas gemas e 15g de farinha. Verti o leite em fio, mexendo sempre. Levei ao lume até engrossar.
Barrei o bolo com o creme de pasteleiro e polvilhei com cinco cerejas picadas (acho que mais ficava melhor). Enrolei a torta com a ajuda do papel vegetal (não foi preciso o pano para ajudar) e aparei as pontas. Não usei, mas pode cobrir-se com as natas batidas com 2 colheres de açúcar. Eu polvilhei com açúcar em pó. Derreti o chocolate com um pouco de leite no microondas. Como ainda não tenho saco de pasteleiro (aiiiiii, que tristeza! Comprei um rafeiro que se desfez na primeira utilização, a culpa não foi minha ok?) pus o chocolate numa saca plástica e cortei a ponta. Fiz risquinhas por cima da torta e depois pus as cerejas em fila. Pus chocolate em cima das cerejas. E prontinho :)



Gostei muito do creme de pasteleiro... muito fácil! Só acho que gastei muitos ovos e a torta ficou "piquena" (a nível de altura da massa), gosto quando cresce muito (lá vem a malandrice eh eh).
tags: ,
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (45) | partilhar
Sexta-feira, 04.07.08

Quiche do que havia...




Numa altura de muito calor saiu uma quiche. E que bela quiche. Para quem gosta não há nada melhor. Algo leve, acompanhado de uma saladinha e temos um jantar agradável.

Como tinha comprado uma base de massa quebrada usei-a antes que terminasse o prazo. Ainda não experimentei fazer caseira... Quando tiver MFP torna-se mais fácil :)


Ingredientes:
1 base de massa quebrada
cebola q.b
azeite q.b
2 dl de natas
pimentos q.b
10 fatias de paio
10 fatias de fiambre
queijo ralado q.b. (usei emmental)
noz moscada q.b
sal q.b
cebolinho q.b.
2 ovos

Preparação:

Estendi a massa na tarteira e piquei-a com um garfo (grande asneira, a massa já é fina e como a tarteira é de fundo amovível, o recheio começou a escorrer), espalhei em círculo as fatias de paio. Numa frigideira, parti a cebola e levei-a a refogar em azeite. Juntei pimento verde e vermelho partido aos bocadinhos, o fiambre e as restantes fatias de paio. Temperei com noz-moscada e deixei refogar. Entretanto, bati as natas com os dois ovos e temperei de sal e noz-moscada. Espalhei o refogado de pimentos na tarteira e acrescentei o molho de natas. Coloquei as fatias de paio por cima, polvilhei com queijo, cebolinho picado e oregãos. Levei ao forno por 30 minutos.
Acompanhei com uma salada de milho cozido, cenoura ralada e tomate, regados com sumo de limão e oregãos.




Nota: Deveria ter usado mais ovos, tenho a sensação que cresceria mais. Mas, eu e a minha mania de evitar os ovos e o colesterol.

É que durante cerca de 10 anos comia uma gemada todos os dias antes de deitar... depois enjoei. O meu colesterol tá porreiro... mas o que posso evitar, evito, em nome de morrer um bocadito mais saudável ;)
tags:
publicado por Ameixinha às 09:00 | link do post | comentar | ver comentários (31) | partilhar
Quarta-feira, 02.07.08

Tcharan!!!

Não resisto a mostrar umas fotos do "piqueno" cá de casa. Anda numa fase de atacar tudo o que mexe, come que nem uma lontra gigante e adormeçe nos sítios mais estranhos. Tcharan... É o Matias manhoso ;)

Agarrado às novas tecnologias...a vítima foi a bateria do computador :)

O sítio onde mais gosta de estar, seja acordado seja a dormir.

Pois é, tenho um sapo mas o desgraçado não se transforma em princípe nem por nada. Se calhar é sapa e o Matias lá se agarrou a ela :)


Parecia um dia de praia... estendido que nem um lagarto ao sol. Olhem-me para aquela barriga ;)
tags:
publicado por Ameixinha às 18:41 | link do post | comentar | ver comentários (38) | partilhar

Desafio

Mais um desafio, e desta vez foi-me enviado pela Catarina! Ficam a saber mais um bocadito de mim :)


1- Um alimento que não gosto: nabos cozidos (mas adoro sopa de nabos);
2- Nomear as três comidas preferidas: Cozido, cabrito, bacalhau;

3- A minha receita preferida: Todas as que envolvam batata em puré;
4- A minha bebida favorita: Água e capuccino;
5- O prato que sonho fazer: Todas as novas receitas que vejo e que me entusiasmam... não há uma só. São mais que as mães ;)

6- A minha melhor recordação de culinária: as experiências falhadas e vitoriosas desenvolvidas na infância e adolescência.


Este desafio consiste em colocar o link de quem nos desafiou, colocar as regras e finalmente nomear outras seis pessoas!

Eu acho que a maioria gostaria de responder a este desafio. Mesmo que não o publiquem, pelo menos vão ficar a pensar nisto, certo?

:)
tags:
publicado por Ameixinha às 09:00 | link do post | comentar | ver comentários (8) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

arquivos

tags

links

subscrever feeds