Terça-feira, 12.05.15

Bruschetta de abacate

Bruschetta de abacate.jpg

Dias de calor pedem refeições leves e calmaria. Depois de uns dias de tempestade a primavera chegou em força. Os passarinhos dançam descontroladamente nos céus, munidos de truques de acasalamento que não sei se resultam ou não, mas parecem-me felizes. O céu está raiado de azuis e brancos e há uma neve felpuda que enevoa o ar e entope tudo que é via respiratória. Ahhhh, a primavera, que alegria :/ Depois há esse bicho fantástico que se chama gafanhoto e que todas as primaveras se atravessa no meu caminho. Estes dias, enquanto caminhava encontrei um e decidi que o melhor era atravessar a rua. Fiquei a pensar nele, porque pela reação desses bichos, sei que têm tanto pavor de mim como eu tenho deles. Percebi que o meu medo não é o facto deles saltitarem, é o facto de eles panicarem e eu não saber para onde eles vão saltar. Se eles saltassem para longe de mim... estava tudo tranquilo. Mas não, os bichinhos ficam tão desorientados comigo que nem sabem por onde se enfiar e atiram-se desalmadamente para onde calha, na esperança de conseguirem fugir. Não é uma dança elegante, daí a minha reticência aos gafanhotos. Não são elegantes nem bonitos e devem ver-me exactamente da mesma forma. Cheguei à conclusão que vivemos bem um sem o outro, eu sem gafanhotos, eles sem mim :)

O abacate também não é o meu alimento favorito, mas tenho experimentado algumas receitas que me têm surpreendido. Para além disso, tem uma gordura saudável e é bastante benéfico. As experiências com este pseudofruto continuam nesta cozinha. Até breve ;)

 

Bruschetta de abacate - Na cozinha com Nigella:

1 abacate maduro

2 colheres (chá) de sumo de lima/limão

4 fatias grossas de pão

sal e pimenta a gosto

1 colher (sopa) salsa finamente picada

 

Parta o abacate a meio, retire a polpa para uma taça com o sumo de lima, esmague bem com o garfo e tempere a gosto. Espalhe grosseiramente sobre cada fatia de pão e polvilhe com salsa.

publicado por Ameixinha às 10:47 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar
Quinta-feira, 16.08.12

Lasanha de courgette

 

 

 

Fi-la a medo, falta-me a confiança para me sentir mais ousada ao ponto de me deixar levar pela curiosidade de testar receitas pensadas por mim. Por enquanto, baseio-me nos melhores e dou um toquezinho meu. Felizmente a época das courgettes voltou. Este ano não me voltei muito para os doces, fiz algumas receitas salgadas que correram muito bem, embora as fotos não tenham ficado grande coisa. Gostei do tom bronzeado desta lasanha, combina com o calor, e o paladar foi uma surpresa. O béchamel é indispensável e as courgettes biológicas intensificam o sabor desta refeição. Além das courgettes, podem usar cogumelos, espinafres ou qualquer outro legume da vossa preferência. Uma combinação de todos há-de ser qualquer coisa de muito especial... a testar brevemente ;)

 

Ingredientes:

12 folhas de lasanha

2 colheres (sopa) de azeite

1 cebola

2 dentes de alho

1 receita de molho béchamel*

3 chávenas de courgette laminada

2 chávenas de queijo mozzarella ou parmesão

sal e pimenta q.b

 

Preparação:

Leve uma panela com água a ferver e tempere com sal. Cozinhe as folhas de lasanha até que estejam tenras mas não demasiado. Coe e disponha cada folha separadamente numa toalha de mesa, para que não peguem umas às outras.

Entretanto, lamine a cebola e o alho e leve ao lume até alourar, junte a courgette laminada, tempere com sal e pimenta e deixe saltear um pouco. Reserve.

Pré-aqueça o forno e unte uma assadeira rectangular com o azeite e espalhe um pouco de molho béchamel no fundo.

Coloque uma camada de folhas de lasanha, seguidas do recheio de courgette, um pouco de queijo. Repita as camadas até acabarem os ingredientes. A última camada deve ser de queijo. Leve ao forno até que o topo fique dourado. Retire e deixe repousar por cerca de 10 minutos antes de servir.

 

* Para o béchamel coloque 2 colheres de sopa de manteiga numa panela sobre lume médio. Quando a manteiga derreter, use um batedor para incorporar 2 colheres de sopa de farinha. Diminua o lume e cozinhe, mexendo constantemente, até que a misture fique homogénea, cerca de 3 minutos. Junte 1 chávena e meia de leite magro, um pouco de cada vez, mexendo sempre. A mistura vai ficar líquida, continue a cozinhar e a mexer até que ela engrosse. Tempere com sal e pimenta e use imediatamente.

 

 

Baseada na receita de lasanha de vegetais do livro "How to cook everything vegetarian" do Mark Bittman.

 

Bom fim de semana a todos e obrigada pelos comentários!

publicado por Ameixinha às 22:56 | link do post | comentar | ver comentários (16) | partilhar
Segunda-feira, 30.07.12

Tarte de acelga


 

Mais uma do Mark Bittman, porque é simples, leve, bonita e vegetariana. Perfeita para servir à temperatura ambiente como prato principal ou como aperitivo. Além disso, é versátil; podem usar espinafres, couve-flor, brócolos, repolho, couve, e cogumelos.

 

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de manteiga

8 folhas grandes de acelga ou couve, finamente fatiada

1 cebola média, picada

sal e pimenta

1/4 chávena de ervas picadas como salsa, tomilho, cebolinho e cerefólio (usei salsa e tomilho puro sal Ervas da Zoé)

6 ovos

1 chávena de iogurte natural 

3 colheres (sopa) de maionese

1/" colher (chá) de fermento

1 1/4 chávena de farinha (usei 1 chávena de farinha 55 e 1/4 de farinha integral)

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque a manteiga numa frigideira sobre lume médio. Um minuto depois, junte as acelgas e a cebola. Tempere com sal e pimenta e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até que as folhas fiquem tenras, cerca de 10 minutos. Remova, adicione as ervas, prove e ajuste os temperos. 

Entretanto, coza 3 dos ovos, tire a casca e corte-os. Adicione à mistura de acelga e deixe arrefecer enquanto faz a massa.

Misture o iogurte, maionese e os restantes ovos. Adicione o fermento e a farinha e envolva até ficar suave. Unte uma assadeira em cerâmica ou vidro. Espalhe metade da massa no fundo, por cima coloque a mistura de acelga e cubra com a restante massa. 

Leve ao forno por 45 minutos até que fique dourada. Deixe arrefecer por 15 minutos antes de cortar em quadrados ou rectângulos. Coma morno ou à temperatura ambiente.

 

Receita do livro "How to cook everything vegetarian" do Mark Bittman.

 

Boa semana a todos :)

publicado por Ameixinha às 23:06 | link do post | comentar | ver comentários (19) | partilhar
Sábado, 18.02.12

Crumble de courgette


 

Não fossem os blogues, eu não teria conhecido a família Antunes. Foi numa noite de fim de verão, na feira de artesanato aqui da cidade, que combinamos um encontro com a Susana e o Paulo. Caipirinhas, música e conversa agradável. Mantivemos o contacto e até vieram cá a casa fazer uma sessão fotográfica ao Matias. Por essas e por outras, não poderia deixar de participar no desafio lançado no blog A cozinha da família Antunes. A Susana escolheu uma receita acertada, não poderia deixar de haver courgettes à mistura :)

Um acompanhamento rápido, de sabores simples e com uma crocância fantástica. O meu primeiro crumble foi este crumble salgado.

 

Ingredientes:

1 kg de courgettes

azeite q.b.

manjericão cortado (fresco ou congelado)

sal e pimenta q.b.

 

Cobertura:

150 g de farinha

100 gr de manteiga amolecida

50 g de parmesão

 

Preparação:

Lave as courgettes em água fria, corte as extremidades e rale-as. Coloque num recipiente de forno untado.

Junte o azeite, manjericão, sal e pimenta. Misture. 

Para a cobertura, misture tudo e reparta sobre o recipiente.

Leve ao forno por 30 minutos a 180ºC.

 

Notas:

Receita do livro "1.2.3. c'est réussi, Crumbles" da autora Angéline Pastre.

Fiz metade da receita, não usei manjericão e a farinha usada foi de centeio.

 

Bom fim de semana!

publicado por Ameixinha às 15:00 | link do post | comentar | ver comentários (27) | partilhar
Quarta-feira, 11.01.12

Lasanha de soja


Há dias em que só me apetece comer lasanha de soja, sinto-me uma espécie de Garfield bem comportado. Não como soja porque, supostamente, ela é saudável - até tenho as minhas dúvidas - mas porque me sabe mesmo bem e, finalmente, consegui que alguém gostasse dela tanto quanto eu, aqui em casa. Gosto de fazer um bocadinho a mais, para poder comer as sobras à colher. Fi-la da mesma maneira que se faz uma qualquer outra lasanha, apenas modifiquei os ingredientes. À soja podem juntar os legumes que preferirem, tal como cogumelos, espinafres, beringela, milho e por aí fora. A gula é o limite ;)

Ingredientes do recheio:

150 g de soja granulada

1 cebola média, picada

1 dente de alho, picado

1 cenoura média, ralada

1 courgette média, ralada

polpa de tomate a gosto

salsa, pimenta, noz-moscada, oregãos e sal q.b. 

3 colheres (sopa) de azeite

2 colheres (sopa) vinho branco

50 ml de água

16 folhas de lasanha fresca ou seca

queijo parmesão e mozzarella



Preparação:

Coloque a soja de molho em água por cerca de 30 minutos. Escorra-a bem e reserve.

Leve ao lume o azeite numa frigideira, junte a cebola, alho, salsa, cenoura e courgette. Deixe refogar por alguns minutos e adicione a soja e a água. Envolva e tempere. Junte a polpa de tomate e o vinho  e deixe cozinhar por mais 10-15 minutos. Prove e rectifique os temperos.

Caso use folhas de lasanha secas, leve-as a cozer por 2-3 minutos, passe por água fria e disponha-as num pano de mesa limpo. 

 



Molho branco:

30 g de manteiga

30 g de farinha sem fermento

500 ml de leite

1 pitada de noz moscada, sal e pimenta

 

Preparação:

Derreta a manteiga num tacho com o fundo pesado, sobre lume brando. Polvilhe com a farinha e cozinhe 1-2 minutos, sem deixar tomar cor, mexendo continuamente com uma colher de pau.

Retire do lume e adicione gradualmente o leite quente, batendo com uma vara de arames. Deixe levantar fervura, mexendo sempre, e coza 3-4 minutos ou até estar suficientemente espesso para cobrir as costas de uma colher. Tempere com sal, pimenta e noz-moscada.

 

Montagem:

Numa travessa rectangular ou quadrada, disponha um pouco do molho branco seguido de algumas folhas de lasanha. Coloque um pouco do recheio de soja, seguido de queijo ralado e mais um pouco de molho branco. Faça assim até que termine o recheio. A última camada deve ser de folhas de lasanha, seguida do resto de molho branco e queijo ralado. Polvilhe com oregãos e leve ao forno por 30-45 minutos.

 

Notas:

A receita de molho branco foi retirada do livro "Molhos" da Cordon Bleu.

música: Call me irresponsible - Michael Bublé
publicado por Ameixinha às 13:55 | link do post | comentar | ver comentários (37) | partilhar
Sexta-feira, 04.11.11

Risoto de cogumelos

 

Ah se tão somente eu pudesse polvilhar queijo por tudo quanto é prato, como eu fazia há pouco tempo atrás! Temo chegar ao fim desta proibição e nunca mais pensar nessa maravilha da gastronomia. Maldito fungo que me invadiu o sistema, tomou conta de mim e afastou-me de um produto que tanto gosto. Sigo as regras à justa e, de facto, nunca mais toquei em queijo, para bem da minha saúde. Como é óbvio, este prato regado de parmesão foi saboreado há uns meses atrás, com fungos e com queijo e, se eu soubesse que ia estar tanto tempo sem cheirá-lo, tinha sido mais queijo e menos fungo fáxavor! Queixinhas, eu pah. Até chateia...

 

Ingredientes: 

1/2 chávena de cogumelos porcini secos

4 a 5 chávenas de caldo de legumes

Uma pitada de fios de açafrão (opcional)

4 a 6 colheres (sopa) de manteiga ou azeite

1 cebola média, picada

1 1/2 chávena de arroz arbório ou outro arroz de grão curto

sal e pimenta moída

1/2 chávena de vinho branco seco ou água

1 chávena de cogumelos shiitake ou portobello frescos (usei a variedade Paris)

Queijo parmesão (opcional)

 

Preparação:

Lave os cogumelos secos uma ou duas vezes e depois mergulhe-os em água quente até ficarem cobertos. Deixe-os assim por algumas horas.

Coloque o caldo numa panela em lume médio; adicione o açafrão, se usar.

Disponha 2 colheres de sopa de manteiga ou azeite numa panela e leve a lume médio. Quando a manteiga estiver derretida ou o azeite quente, adicione a cebola e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até amolecer, cerca de 3 a 5 minutos.

Adicione o arroz e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até estar coberto de manteiga e brilhante, 2 a 3 minutos. Junte sal e pimenta q.b. e o vinho branco. Mexa e deixe o líquido evaporar. Drene os cogumelos secos e corte-os, envolva-os no arroz, com metade do líquido em que estiveram mergulhados.

Comece a adicionar o caldo de legumes, 1/2 chávena de cada vez, mexendo após cada adição. Quando o caldo tiver evaporado, adicione mais. A mistura não deve ser muito seca nem muito caldosa. Mantenha o lume médio ou médio-alto e mexa frequentemente. Entretanto, coloque a restante manteiga ou azeite numa frigideira em lume médio-alto. Quando a manteiga estiver derretida ou o azeite quente, adicione os cogumelos frescos cortados e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até estarem ligeiramente acastanhados e crocantes, cerca de 10 minutos.

Comece a provar o arroz 20 minutos depois de ter sido adicionado à panela; deve estar tenro mas com alguma crocância, Quando obter esta textura, adicione os cogumelos com a gordura em que cozinharam e cerca de 1/2 chávena de parmesão, se usar. Prove, ajuste os temperos e sirva imediatamente, colocando mais parmesão se gostar.

 

Fonte: "How to cook everything vegetarian", Mark Bittman.

publicado por Ameixinha às 10:34 | link do post | comentar | ver comentários (34) | partilhar
Sábado, 29.10.11

Cocotte de cogumelos, limão e parmesão

 

 

Bem vindos ao novo lar

Cá está com ar fresquinho

O canela moída vai ficar

No blog do sapinho.

 

Que acham do novo aspecto?

Quero a vossa opinião

A equipa Sapo tem o mérito

Desta fantástica renovação.

 

 

Ingredientes:

3 cogumelos paris

1/2 colher (sopa) de sumo de limão

1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado

2 ovos

2 colheres (sopa) de natas

sal e pimenta q.b

1 pitada de noz-moscada

 

Preparação:

A receita pode ser feita de duas maneiras: no microondas ou no forno convencional.No microondas a cocotte fica pronta em 3 minutos, no forno demora cerca de 20 minutos*. Se usar o forno, pré-aqueça a 180ºC. Coloque água a ferver numa assadeira que já esteja dentro do forno, porque a cocotte coze em banho-maria.

A água não deve preencher mais de metade da assadeira.

Corte os cogumelos em fatias.

Num ramequim, coloque as fatias de cogumelo, o sumo de limão e o parmesão. Como o parmesão já é salgado, cuidado ao usar sal para temperar. Se quiser, use um pouco de pimenta.

Quebre os ovos sobre a camada de cogumelos. Fure as gemas com um garfo caso vá assar a cocotte no microondas. Coloque as natas sobre os ovos, tempere com sal e pimenta a gosto e rale um pouco de noz-moscada. Não é preciso misturar.

Coloque o ramequim dentro da assadeira e deixe assar por 20 minutos, caso goste da gema mole. Se quiser que fique mais firme, deixe por mais 10 minutos. Para assar no microondas, 3 minutos deixam a gema bem firme. Se quiser mais molinha, 2 minutos são suficientes.

 

Sirva com um pedaço de pão. Torradinhas também são uma boa opção. Se quiser deixar a refeição ainda mais saudável, uma salada de folhas verdes acompanha muito bem.

A receita é para uma pessoa, porque como a Rita Lobo diz: "cozinhar só para você pode ser bem mais divertido do que se imagina". É isso e mudar para os blogs do SAPO: divertidíssimo! Bem vindos ;)

 

 

*Usei o forno convencional, ainda não experimentei cozinhar no microondas.

 

Continuação de bom fim de semana!

publicado por Ameixinha às 20:00 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Quinta-feira, 04.08.11

Ragú de courgette


Onde é que eu fiquei mesmo? Nas courgettes, certo? Retomando a programação habitual ;)
Esta refeição ficou-me na memória, talvez tenha sido da cobertura com sabor a queijo, talvez o recheio reconfortante, mas esta é para ser repetida muitas vezes. Para além de fácil, é um prato bonito e saudável.

Ingredientes:
3 colheres (sopa) de azeite
2 cebolas, picadas
4 talos de aipo, picados
2 cenouras, picadas
2 dentes de alho, esmagados
1 ramo de ervas aromáticas
4 colheres (sopa) de concentrado de tomate
400 g de tomate de lata, picado
sal e pimenta preta, acabada de moer
1 1/2 courgettes, descascadas, sem sementes e cortadas em rodelinhas finas
90 g de miolo de pão de trigo integral
2 colheres (sopa) de salsa picada
90 g de queijo magro, rijo, ralado


Preparação:
Aqueça o azeite numa caçarola. Junte as cebolas, o aipo, as cenouras, os alhos e a mistura de ervas. Mexa bem até ficar tudo misturado. Depois, tape e cozinhe em lume médio durante cerca de 20 minutos, mexendo apenas uma vez.
Junte o concentrado de tomate e os tomates de lata com bastante tempero. Deixe levantar fervura. Adicione as courgettes e misture bem. Baixe o lume para que a mistura mal ferva, tape e deixe cozinhar muito lentamente, durante uma hora, mexendo ocasionalmente. As courgettes devem estar tenras mas não moles e espapaçadas.
Ligue o forno nos 200 ºC. Misture as migalhas de pão com o queijo e a salsa, e polvilhe por cima da mistura de courgette. Leve ao forno durante 20-30 minutos, até estar estaladiço e dourado por cima. Sirva de imediato. Se preferir, pode cozinhar a cobertura sob um grelhador ligado na posição média, até estar num tom entre o dourado e o tostado.



Notas:
Receita retirada do livro "Cozinha Vegetariana Saudável" da Janet Swarbrick.
Em relação ao tempo de cozedura, acho demasiado ser uma hora. Vão provando as courgettes para ver se estão no ponto.
Não usei aipo porque não tinha. O livro aconselha a fazer a selecção das ervas aromáticas que cada um prefere. Apenas utilizei tomilho sal-puro das Ervas da Zoé.
publicado por Ameixinha às 11:47 | link do post | comentar | ver comentários (40) | partilhar
Sexta-feira, 22.07.11

Gratinado de courgettes e queijo


O seu pedido é uma ordem! A sugestão para publicação de um gratinado de courgettes, feito na caixa de comentários da postagem anterior, foi atendida prontamente. Cá está ele, com direito a repetição e tudo, não só porque é um prato prático mas porque é muito saboroso e também porque tem courgette e queijo. Que mais pode alguém como eu pedir?! E passo a informar que acabaram-se as courgettes nesta cozinha, pelo menos ainda não me apareceu mais nenhuma até agora. Mas ainda vão sair mais algumas sugestões no blog, doces e salgadas ;) 

Ingredientes:
55 g de manteiga sem sal, mais um pouco para guarnecer
6 courgettes, às rodelas
sal e pimenta
2 colheres (sopa) de estragão fresco ou uma mistura de hortelã, estragão e salsa
200 g de queijo gruyère ou parmesão, ralado
125 ml de leite
125 ml de natas espessas
2 ovos
noz-moscada ralada no momento

Preparação:
Derreta a manteiga numa frigideira grande ou caçarola, em lume médio. Adicione as courgettes e deixe fritar durante 4-6 minutos, virando os pedaços de vez em quando, até ganharem cor de ambos os lados. Retire da frigideira, escorra em papel absorvente e, em seguida, tempere com sal e pimenta.
Unte o fundo de uma assadeira e disponha metade das courgettes. Polvilhe com metade das ervas e 55 g de queijo. Repita este processo numa nova camada.
Misture o leite, as natas e os ovos e tempere com noz-moscada, sal e pimenta. Verta este líquido por cima das courgettes e polvilhe com o queijo que sobrou.
Leve a gratinar no forno, previamente aquecido, a 180º C, durante 35-45 minutos, ou até estar rijo no centro e tostado. Retire do forno e deixe repousar 5 minutos antes de servir directamente da assadeira.

Notas:
Se possível, use courgettes pequenas cujo interior não seja fibroso nem tenha sementes.
Usei uma mistura de tomilho sal-puro e salsa fresca e metade queijo parmesão, metade queijo limiano.
Receita retirada do livro "Cozinha Mediterrânica" da Parragon Books Lda. Serve 4-6 pessoas.

Boa sexta e bom fim de semana ;)
publicado por Ameixinha às 11:30 | link do post | comentar | ver comentários (36) | partilhar
Sexta-feira, 15.07.11

Tortilha de courgettes



Estão cansados, enjoados, desesperados, desnorteados e arrepiados com tanta courgette? Eu não! Passo-me por completo é quando não consigo saber de onde raio retirei a receita. Passa da meia-noite e eu comecei a preparar a postagem há um tempinho, revirei os livros, pesquisei na net e nada! Já na postagem anterior aconteceu o mesmo mas, o primeiro livro em que peguei, fez com que se iluminasse algo e encontrei a receita imediatamente. Esta foi difícil, até porque tive a ideia de modificar alguns ingredientes. Nasceu-me mais um cabelo branco, perdi mais 200 gramas e apareceu-me mais uma ruga na testa. Isto não pode, definitivamente, continuar! 
Porém e, para que não se fiquem a rir, vão aparecer mais não sei quantas receitas com courgettes por aqui, se eu me lembrar de onde as tirei ;)

Ingredientes:
1 colher (sopa) de azeite
1 cebola picada
225 gr de courgettes cortadas ao meio no sentido do comprimento e fatiadas em meias-luas
100 gr de cogumelos fatiados
1/2 colher (chá) rasa de tomilho seco
1 raminho de salsa fresca
pimenta moída q.b.
azeitonas descaroçadas q.b
3 ovos inteiros, mais 3 claras

Preparação:
Aqueça o azeite numa frigideira antiaderente. Junte a cebola e deixe alourar em lume médio por 1 minuto até ficar macia. Adicione as courgettes e os cogumelos e deixe saltear por 3 minutos, agitando a frigideira de vez em quando.
Junte o tomilho e a salsa fresca e tempere com pimenta. Deixe cozer mais 2 minutos ou até que as courgettes fiquem macias e o líquido evaporar quase todo.
Entretanto bata os ovos e as claras. Deite na frigideira, junto com as azeitonas e envolva bem com uma colher de pau. 
Se tiver uma frigideira que possa ir ao forno, transfira-a para o forno e deixe dourar a superfície. Senão, faça como eu e tape a frigideira com um testo deixando alourar em lume brando. Sirva com mais azeitonas e salsa.

Notas:
A receita é baseada numa que vi no livro "Boas receitas para uma boa saúde". Pode adicionar tomate pelado, queijo, batata cozida, pimentos, brócolos picados ou uma mistura de ervas picadas. 
Usei tomilho sal-puro das Ervas da Zoé. Se não tiver, use uma pitada de sal para temperar a tortilha.
publicado por Ameixinha às 00:11 | link do post | comentar | ver comentários (33) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...