Domingo, 12.02.17

Panquecas P.A.N

DSCN6988.JPGEstimados visitantes,

Não foi fácil publicar.

Esta é para os intolerantes,

Voltei, vamos começar!

 

Pois é, quase um ano passado e eu sem dar sinais de vida. Estou viva, de boa saúde, menos magra um pedacinho, mas muito contente e sempre cheia de fome.

Mesmo sem refrescar o blog, o ano passado a loja zumub contactou-me para experimentar alguns produtos que vendem na loja online. Um dos escolhidos foi este xarope para panquecas da Walden Farms. É completamente livre de calorias e, neste tempinho frio, nada sabe melhor que umas panquecas bem regadas, servidas com marmelos cozidos.

 

Ingredientes para as panquecas

1 chávena de farinha de milho branco P.A.N

7 colheres (sopa ) de farinha de milho amarelo

6 colheres (sopa) de farinha de arroz

1 colher (chá) de fermento

1/2 colher (chá) de sal

2 colheres (sopa) de açúcar amarelo

2 ovos

2 chávenas de leite sem lactose

 

Preparação:

Misture as farinhas com o fermento, sal e açúcar. Adicione os ovos e o leite. Bata tudo até ficar incorporado.

Aqueça uma frigideira, unte com um pouco de manteiga e coloque uma colherada de massa, deixe grelhar e volte-a qauando aparecerem pequenas bolhas na superfície. Deixe grelhar mais um minuto, retire, reseve em lugar quente e repita o processo até terminar a massa. Sirva quente regando com um pouco de xarope.

 

Receita das panquecas em www.pancorn.com

 

Até breve... espero eu :)

 

publicado por Ameixinha às 21:35 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar
Sexta-feira, 01.05.15

Panquecas de abacate

3-3 041.jpg

Está um dia daqueles que não apetece colocar o pé fora de casa, mas está óptimo para olhar pela janela e ver a chuva a cair.

Às vezes, os piores dias, transformam-se em dias gloriosos, dias com propósito e motivo. Faz 1 mês e meio que fui convidada a sair de casa. O que de início foi um choque, faz agora mais sentido. Está tudo no seu lugar, estou onde devia estar, mais perto de tudo, mais perto de mim.

O Matias veio comigo, é o meu apêndice, a minha companhia. Da outra janela via limoeiros e uma figueira. Hoje vejo uma ameixeira e uma nogueira. Ameixeira, vejam bem! :) E ali ao lado, há um canteiro cheio de ervas aromáticas e uma piscina coberta, com água quente. Também há uma laranjeira e um limoeiro, o papagaio Lucas, a cadela Pink e os gatos Becas e Íris. Amigos verdadeiros ajudaram-me no enxoval. Ainda faltam umas coisinhas mas, a seu tempo, tudo se arranja.

Os dias que nos parecem mais cinzentos, trazem-nos belos arco-íris. Além disso, água a cair do céu é uma benção ;) Bom fim de semana!

 

Ingredientes:

1 chávena de leitelho*

1 ovo

1 colher (sopa) de mel

1 colher (chá) extracto de baunilha

1/2 abacate maduro

1/2 chávena de farinha de arroz**

1/4 chávena de farinha Doves farm self-raising**

1/2 colher (chá) fermento

1/2 colher (chá) bicarbonato

1/4 colher (chá) de sal

 

Preparação:

Num liquidificador coloque o leitelho, ovo, mel e baunilha e ligue até estar bem misturado. Junte os restantes ingredientes e vá ligando o aparelho algumas vezes só até que os ingredientes secos estejam incorporados na massa. Não bata demasiado.

Aqueça uma frigideira e coloque 1/4 de chávena da mistura. Quando começarem a aparecer bolhas na superfície da panqueca, vire-a e cozinhe por mais 1 minuto ou menos. Sirva quente com açúcar em pó, fruta fresca, xarope de ácer ou compotas.

 

*Colocar 1 colher (sopa) de sumo de limão numa chávena e completar com leite. Deixe descansar 10 minutos sem mexer e use.

**Para panquecas "normais" pode usar farinha para bolos, use cerca de 1 chávena.

 

Receita adaptada do site California Avocado.

tags:
publicado por Ameixinha às 13:50 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar
Quarta-feira, 20.06.12

Panquecas doces de courgette


Voltamos às panquecas e voltamos às courgettes. Elas estão por aí, lindas e verdes. Verde tem sido uma cor recorrente neste blog. Gosto de verde desde sempre e de courgette desde que provei pela primeira vez. Panquecas são uma paixão antiga, a que volto sempre que preciso de um certo conforto e sabor familiar. Pois bem, voltamos e partilhamos umas panquecas doces de courgette com iogurte grego... ui :)

 

Ingredientes:

1/2 chávena de farinha

3 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de fermento

1/4 colher (chá) de bicarbonato

1/4 colher (chá) de sal

1 ovo

1/2 chávena de iogurte grego (ou iogurte natural drenado)

2 colheres (sopa) de manteiga derretida

1/2 chávena de água ou leite (opcional)

1 courgette, ralada 

 

 

Preparação:

Junte os ingredientes secos e reserve. Noutra tigela, bata o ovo, iogurte e a manteiga. Combine os ingredientes secos e líquidos. Envolva a courgette. Se a mistura estiver demasiado espessa, adicione o leite ou água. Asse 1/3 de chávena da mistura obtida de cada vez na frigideira.

 



Fonte:

Pinch of yum.

 

Obrigada a todas pelos votos de melhoras e pela força ;) Continuação de boa semana!

 

 

publicado por Ameixinha às 22:28 | link do post | comentar | ver comentários (25) | partilhar
Quinta-feira, 28.07.11

Notícia de última hora!


Achei que este título seria o chamariz perfeito para vos trazer até cá ;)
É só para avisar que faço aqui uma interrupção ao festival de courgettes que começou há um tempinho aqui no blog e que parece não querer terminar nunca.
No entanto, dá-se uma pausa por uma boa causa. O Figo Lampo, um dos melhores blogues portugueses, feito a partir da região mais a Sul de Portugal, continua a fazer as delícias de quem por lá tem o bom gosto de passar.
A Margarida proporcionou-me 3 dias maravilhosos há uns tempos atrás. A viagem deu pano para mangas, acho que ainda dá porque eu não me esqueço das panquecas prometidas e desaparecidas. É verdade, apesar da promessa, que acredito ter sido sincera, eu nunca comi panquecas a Sul. Porém, isso não foi motivo suficiente para terminar com uma amizade há tão pouco tempo iniciada. Felizmente, eu não guardo rancor nem mágoa. Tudo em mim é esperança, um dia hei-de comer panquecas a Sul!
Até lá, 3 panquecas levedadas porque a amizade, tal como o amor, deve levedar continuamente, devemos acrescentar-lhe dias, como quem acrescenta fermento à farinha para obter um belo pão.
Margarida, panqueca com panqueca se paga ;) 


Panquecas levedadas (Bella Eats):

2 chávenas de farinha
2 1/4 colher (chá) de fermento de padeiro seco 
1 colher (chá) de sal
2 colheres (chá) açúcar
1 1/2 chávena de leite
2 colheres (sopa) de óleo
1 ovo, ligeiramente batido
1/3 chávena de leite, se necessário
1 pêssego, opcional

Preparação:
Misture os ingredientes secos.
Adicione o leite, óleo e o ovo e misture bem. Cubra com película de cozinha e refrigere durante a noite. Na manhã seguinte, junte 1/3 chávena de leite caso a mistura esteja muito espessa.
Deixe repousar 30 minutos à temperatura ambiente antes de começar a cozinhá-las.
Aqueça uma frigideira e unte com margarina ou spray de cozinha. Use 1/3 de chávena como medida e vá deitando a massa na frigideira. Se quiser, pode espalhar fatias de fruta por cima da massa, tal como eu fiz.

Notas:
Receita retirada do blog Bella Eats.
A primeira vez que fiz estas panquecas usei fermento fresco e a massa ganhou vida no frigorífico. Na manhã seguinte, tinha massa espalhada por todos os cantos do frigorífico. Aconselho a usarem fermento seco e um recipiente grande para que a massa possa crescer sem sair pelas bordas.
Rende cerca de 12 panquecas. Usei metade farinha trigo, metade farinha integral.
Caso sobre massa, deve ser guardada no frigorífico, coberta com película.
publicado por Ameixinha às 15:00 | link do post | comentar | ver comentários (38) | partilhar
Sexta-feira, 18.02.11

Panquecas de banana e canela

Que eu gosto de panquecas não é novidade, que eu não gosto de bananas também não. A novidade é que, de todas as panquecas que já fiz, as que são feitas com banana acabam sempre por ser as minhas favoritas. Nada se compara a panquecas de banana com uma pitada de canela. Foi no blog A Chef's Daughter que encontrei esta sugestão depois de ter visto duas bananas demasiado amadurecidas na fruteira. Estavam tão mais para lá do que para cá, que já nem as consegui fatiar em rodelas. Foram incorporadas à massa mesmo em quartos meios desfeitos e ficaram perfeitas para fins de semana frios, de chuva e muita preguicite aguda :)

Ingredientes:
1 - 1/2 chávena de farinha
3 colheres (sopa) de açúcar
1 - 3/4 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de canela
1 - 1/2 chávena de leite
3 colheres (sopa) de manteiga, derretida
2 ovos
1/2 colher (chá) de extracto de baunilha
2 bananas maduras, cortadas em fatias

Preparação:
Numa tigela misture os primeiros 5 ingredientes. Noutra, misture os restantes e coloque as bananas cortadas na mistura líquida e deixe repousar por 30 minutos antes de juntar os ingredientes secos e misturar mas não demasiado.
Aqueça uma frigideira antiaderente e, quando estiver bem quente, coloque 1/4 de chávena da mistura e deixe cozinhar até aparecerem bolinhas na superfície. Vire a panqueca, deixe cozer mais 1-2 minutos e retire. Continue o processo até a massa terminar.


Notas:
Usei 1 chávena de farinha para bolos e 1/2 chávena de farinha integral.
Diminuí a quantidade de açúcar porque as bananas maduras já são bastante doces.
Já fiz estas panquecas algumas vezes e nem sempre deixei repousar os 30 minutos, resultando na mesma.
Se as panquecas estiverem a queimar, reduza o lume para o mínimo.

Bom fim de semana!
publicado por Ameixinha às 14:40 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Sábado, 22.01.11

Panquecas de limão e papoila


Ter um limoeiro é essencial*. Pode faltar muita coisa na cozinha mas um limão, além de perfumar, dá para usar das mais variadas maneiras. Se estamos gripados, com a casca fazemos um chá reconfortante. Se é preciso um bolo, com ou sem cobertura, tendo limão agrada a todos. Estás cheio de sede? Faremos limonada depressinha. Queres uma sobremesa rápida para ainda saboreares quente? Sai já de seguida um leite-creme com ou sem canela. Acordaste com uma enxaqueca descomunal? Liga a máquina expresso e espeta uma casquinha de limão dentro da chávena que isso é remédio santo! E pró jantar? 'Bora lá temperar uns filetes de frango ou perú e grelham-se num instantinho. Então e depois? Depois, terminamos numas belas panquecas :) Afinal é sempre assim que as coisas terminam, não é?

Ingredientes:
2 chávenas de farinha (usei metade farinha para bolos, metade farinha integral)
1 colher (chá) de fermento
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/3 chávena de açúcar
1 pitada de sal
1/3 chávena de sementes de papoila
zest de 4 limões
2 chávenas de buttermilk**
2 ovos grandes ligeiramente batidos
2 colheres (sopa) manteiga derretida

Preparação:
Combine a farinha, açúcar, fermento, bicarbonato e sal numa tigela. Noutro recipiente, coloque o buttermilk, ovos, manteiga, zest de limão e as sementes. Junte os líquidos aos secos. Misture-os até obter uma mistura homogénea, mas não mexa demasiado.
Aqueça a frigideira e espalhe um pouco de manteiga. Coloque 1/3 chávena da massa e deixe cozinhar até dourar, vire a panqueca com uma espátula e deixe cozinhar e dourar do outro lado. Repita até terminar a massa. Sirva quente.

Vi esta receita no blog picky cook, foram servidas com manteiga e morangos frescos. Eu optei pelo Maple Syrup e por mais sementes de papoila.
Para que as panquecas não arrefeçam, vou guardando num prato dentro do micro-ondas, mas também podem colocá-las num tabuleiro no forno aquecido a cerca de 100º C.
Rende cerca de 12 panquecas.

*Não tenho nenhum, mas não deixa de ser algo essencial. É um projecto a longo-prazo ter um limoeiro. Entretanto vou colhendo os limões do terreno de uns tios e aceitando os que os vizinhos partilham.
**Substituição caseira: para cada chávena de leite misturar uma colher (sopa) de vinagre ou sumo de limão. Deixe descansar por 10-15 minutos antes de utilizar.


Fotos péssimas, panquecas boas!

Bom fim de semana :)
tags:
publicado por Ameixinha às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Quarta-feira, 29.12.10

Panquecas de canela

A minha amiga algarvia recebe muito bem, é uma excelente anfitriã, apesar de não ter cumprido com as waffles ou as panquecas :) Mas ela está tão, ó tão perdoada, que eu até lhe presto homenagem por fazer estas panquecas de canela que vi no Figo Lampo. Sim, são aquelas panquecas que ela disse que seriam as que me receberiam, caso eu fosse lanchar às terras do Sul.
Espero voltar em breve, não pelas panquecas porque o melhor é não acreditar muito nessas promessas, mas porque ela recebe de sorriso e braços abertos; também sei que se precisar de chegar ao comboio rapidinho... ela vai prego a fundo e sem praguejar ;)

Ingredientes:
140 gr de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1/4 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) rasa de canela moída
240 ml de leite
1 ovo
1 colher (sopa) de óleo

Preparação:
Peneire a farinha e o fermento numa tigela, junte a canela, o sal e o açúcar.
Noutra tigela misture bem o ovo, o leite e o óleo. Despeje os ingredientes líquidos nos secos e envolva bem.
Aqueça uma frigideira anti-aderente em lume baixo. Despeje porções da massa na frigideira (uso uma medida de 1/4 de chávena) e deixe fritar. Quando a superfície começar a borbulhar, vire-as e deixe dourar do outro lado.
Sirva imediatamente com maple syrup ou mel e nozes.

Notas:
Já fiz estas panquecas duas vezes mas esqueço-me sempre de apontar quantas rende. Na foto só aparecem quatro, mas eu vou provando as panquecas à medida que as vou fazendo, portanto rendem muitas mais :)
Normalmente, faço com metade de farinha de trigo e metade de farinha integral, para pesar menos na consciência.

Boa semana!

tags:
publicado por Ameixinha às 13:09 | link do post | comentar | ver comentários (48) | partilhar
Quarta-feira, 01.12.10

Panquecas preciosas

Uma das piores coisas que me pode acontecer, e que acontece muito frequentemente, é acabar o gás enquanto eu estou a tomar banho. Um destes dias gelados, mal tinha entrado na banheira, coloquei o shampô no cabelo e quando dei uma chuveirada, senti-me enregelar. A água estava completamente gelada e eu encolhi-me imediatamente. Dei uns quantos berrinhos até alguém me ouvir e perguntei, alto e bom som, se o gás tinha terminado. A minha mãe gritou: "Tens cá uma sorte, tem sempre que terminar quando vais tu tomar banho!"
Fiquei ali à espera, dentro da banheira, com o cabelo ensaboado, os neurónios quase catatónicos e a sentir-me a entrar em hipotermia. Lembrei-me do filme "O Senhor dos Anéis". Porquê? - perguntam vocês. Porque eu parecia o Gollum, dobrada sobre mim mesma, a olhar para a torneira de água quente e a pensar "my precious" :)
Preciosas são também estas panquecas com bagos de rubi que, apesar de deliciosas, não me salvaram da constipação mas dão-me um certo conforto nestes dias de frio intenso!

Panquecas de laranja e romã:

5 colheres (sopa) de manteiga
1 chávena de leite
2 ovos
1 chávena de farinha (usei 1/2 farinha para bolos e 1/2 de farinha integral)
1/4 chávena de farinha de milho amarela
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) + 1 colher (chá) fermento em pó
3/4 colher (chá) de sal
3/4 chávena de bagos de romã
2 colheres (chá) de zest de laranja

Preparação:
Aqueça o leite com a manteiga até que esta derreta. Reserve até estar morno, cerca de 15 minutos. Bata os ovos e, lentamente, adicione 1/4 chávena da mistura de leite. Junte o resto do leite e mexa.
Numa tigela junte as farinhas, açúcar, fermento e sal. Junte a mistura de ovos à mistura seca, um pouco de cada vez, mexendo lentamente até que os ingredientes secos fiquem misturados. Deve ficar uma mistura grumosa e começar a borbulhar.
Adicione os bagos de romã e o zest de laranja e mexa até ficarem misturados.
Aqueça a frigideira, unte com manteiga e adicione 1/4 de chávena da mistura. Cozinhe de um lado e de outro e sirva quente com maple syrup.


Notas:
Rende cerca de 12 panquecas, se usarem a medida de 1/4 de chávena.
Caso pretendam uma massa mais doce, adicionem mais 1 ou 2 colheres de açúcar.
Vi a receita no blog Minimally Invasive, embora a receita original venha do New York Times mas é feita com arandos frescos.

Continuação de boa semana a todos!
publicado por Ameixinha às 12:45 | link do post | comentar | ver comentários (63) | partilhar
Quarta-feira, 10.11.10

Panquecas de dióspiro

Estamos a comer os últimos dióspiros da época e esta será muito provavelmente a última sugestão deste ano, com esta fruta, que apresentarei aqui. Mas devo dizer que termino em beleza :)
Os último estão guardados para saborear a polpa à colherada e, como não poderia deixar de ser, depois de ver umas panquecas de dióspiro no blog Eat This House, fiz sem pensar duas vezes!
Como sou daquelas que acorda esfomeada, juntei os ingredientes secos na noite anterior e, de manhã, tive apenas que preparar os líquidos e juntar à mistura. Rápido, simples e eficaz. Depois resta-me ligar a máquina do café e ficar impacientemente de espátula na mão em frente ao fogão :)

Ingredientes:
1 1/4 chávena de farinha (usei 1 chávena de farinha para bolos e 1/4 chávena de farinha integral)
2 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (chá) de fermento
1/2 colher (chá) de sal
1/4 colher (chá) de canela moída
1/4 colher (chá) de cardamomo moído
1 chávena de leite
6 colheres (sopa) de polpa de dióspiro (1 ou 2 frutos)
1 ovo
2 colheres (sopa) de manteiga derretida

Preparação:
Numa tigela junte os ingredientes secos. Reserve.
Noutra tigela combine o leite, dióspiro, ovo e manteiga. Junte os líquidos aos secos e mexa, mas não muito.
Coloque colheradas de massa numa frigideira, vire e sirva com maple syrup.

Notas:
A massa dá para 8 panquecas.
Se não quiserem sentir a polpa do dióspiro podem passar a polpa na varinha mágica ou liquidificadora. Eu gosto de sentir os pedacinhos.
O cardamomo dá-lhes uma certa "ardência" que eu adorei.
Servi com golden syrup mas podem usar qualquer tipo de cobertura, desde que vos agrade.

Continuação de boa semana!
publicado por Ameixinha às 16:15 | link do post | comentar | ver comentários (59) | partilhar
Quinta-feira, 01.07.10

Panquecas para Pipoka


É tudo muito bonito, tão fantástico ser fã do Three Fat Ladies, dizer que a Pipoka é uma doçura, super simpática, atenciosa, bla, bla, bla... mas eu não me esqueço que ela tem em sua posse o meu pente (eu sei que é escova!) que foi, à minha rebelia, amarfanhado por mãozinhas manhosas :)
Eu não me esqueço, por isso não me vou armar em carapau de corrida e dizer que adoro o blog, a dona do blog - só conheço a Pipoka, mas ela vale por três -, dizer que já fiz receitas de lá e tudo saiu maravilhoso. Não, não vou fazer isso! Nem sei se ela gosta de manga nem de leite de coco (por acaso sei, mas isso agora não interessa nada), no entanto vou deixar estas fantásticas panquecas só porque eu adorei, e isso já diz tudo acerca do que eu sinto pela Pipoka e pelo blog que ela comanda há 3 anos.
A minha manifestação de amizade e admiração, deixo-a para quando me encontrar com ela outra vez e lhe cortar o cabelo à estalada (eu até tenho corpinho para isso!), de modo a que ela nunca mais tenha que desviar um pente a gente inocente e gentil ;)

Panquecas de manga e leite de coco (retirado daqui)

1 chávena de leite de coco
1 1/2 chávena de puré de manga
2 ovos
1 1/2 chávena de farinha (usei 1 chávena de farinha para bolos e 1/2 de farinha integral)
1 colher (sopa) de fermento (opcional)
1 colher (chá) de extracto de baunilha (opcional)
manteiga para a frigideira

Preparação:
Junte o leite de coco, a manga e os ovos até estarem bem misturados.
Junte a farinha em 4-5 vezes e vá mexendo entre cada adição até incorporar. Se usar, junte o fermento e o extracto de baunilha.
Derreta um pedacinho de manteiga na frigideira anti-aderente e coloque 1/3 de chávena da mistura de panquecas e deixe cozinhar até a massa formar bolhinhas à superfície. Vire e cozinhe do outro lado.
Sirva com mel, xarope ou fruta fresca.


Cobri as panquecas com um frasquinho de 4 frutos com mel, mas no dia seguinte fiz o resto e cobri com xarope de ácer e ficaram mais docinhas. Como a receita não leva açúcar convém cobrir com algo doce. A massa dá para cerca de 12 panquecas gordinhas e, se não quiseram fazer tudo de uma vez, guardem a massa no frigorífico e façam no dia seguinte.

Relembro que em Julho estarei de volta a Lisboa, quem quiser aparecer será bem vindo. Para isso envie um e-mail para mim que eu darei mais indicações. O encontro do ano passado deve ter sido tão bom, que este ano quase ninguém quer voltar a encontrar-se comigo he he

Esta postagem é parcialmente baseada numa obra de ficção, embora o pente esteja mesmo na posse de Senhora Dona gaja boa Pipoka! Mas eu até gosto da miúda, vá lá... tolero-a pronto! ;)
publicado por Ameixinha às 11:20 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...