Quarta-feira, 21.03.12

Bolo de maçã-ricotta

 

 

Ando a postar as receitas que já estavam editadas no blog e em lista de espera há bastante tempo. Óbvio que a maioria são receitas doces, embora tenha receitas salgadas para sugerir. No entanto, ainda não editei as fotos, e o tempo só me tem sobrado para levar a cabo toda e qualquer tarefa doméstica antes e depois de voltar do hospital. Estou uma verdadeira gata borralheira, só me falta o sapo porque está provado que os príncipes encantados não fazem a ponta de um corno ;)


Ingredientes:

3 maçãs médias (cerca de 650 g)

1 colher (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de canela moída

 

8 colheres (sopa) - 113 gr de manteiga amolecida

1 chávena de açúcar

3/4 chávena de ricotta

2 ovos grandes

1/4 colher (chá) de extracto de baunilha

 

1 1/2 chávena de farinha

1 1/2 colher (chá) de fermento

1/4 colher (chá) de sal

 

Glacê:

2/3 chávena de açúcar em pó

3 colheres (sopa) de xarope de ácer

1 chávena de cidra

1 pau de canela

1 colher (sopa) de xarope de ácer

 

 


Preparação:

Misture o açúcar com a canela. Coloque as fatias de maçã num prato e adicione a mistura anterior, envolvendo bem as fatias. Deixe macerar por 30 minutos.

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de 22 cm de diâmetro. Bata a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Junte a ricotta e o extracto de baunilha e misture. Adicione os ovos, um de cada vez, mexendo para incorporar. Noutra tigela, junte a farinha, fermento e sal. Adicione esta mistura à massa anterior e envolva. Adicione os fatias de maçã e os sumos acumulados, misture gentilmente.

Leve ao forno até que o bolo fique dourado e um palito saia limpo do centro - cerca de 55 minutos a 1 hora.

 

Enquanto o bolo está no forno, misture a cidra de maçã, pau de canela e a colher de sopa de xarope de ácer numa panela. Leve ao lume médio e cozinhe até que reduza por 3/4, para obter cerca de 1/2 chávena, cerca de 20-25 minutos. Retire do lume e deixe arrefecer por 20 minutos. Quando estiver frio, retire o pau de canela.

Combine a redução de cidra com as 3 colheres de xarope de ácer e o açúcar numa tigela. Mexa até que absorva todo o líquido. Reserve.

Quando o bolo estiver frio, despeje o glacê, começando pelo meio do bolo, indo até às bordas.

 

Notas:

Receita retirada do blog Poor Girl Gourmet.

O bolo torna-se bastante doce com a calda, aconselho a redução de açúcar.

Fiz a receita de ricotta caseira do No Soup For You.

 

Continuação de boa semana a todos!

publicado por Ameixinha às 21:47 | link do post | comentar | ver comentários (42) | partilhar
Domingo, 26.02.12

Bolo de abóbora e maçã

 

É uma combinação que ainda não tinha experimentado, apesar de apreciar estes dois ingredientes em separado. Bolo de maçã é, sem dúvida, um dos que mais vou fazendo e coleccionando receitas. A abóbora consegui arranjá-la numa vizinha, uma bela abóbora de um profundo laranja. Depois há todo um relampadejar de especiarias que dá ao bolo um sabor especial.

Ás vezes tenho uma preguiça monstra de pegar na câmara fotográfica, e acabo por fotografar as últimas fatias solitárias que restam no prato. Foi o que aconteceu com este bolo. Felizmente ainda consegui captá-las antes de serem devidamente saboreadas :)

 

 

Ingredientes:

2 chávenas de farinha

1 colher (chá) de fermento

1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1/2 colher (chá) de sal

1/2 colher (chá) de canela

1/2 colher (chá) de noz-moscada

1/2 colher (chá) de gengibre

10 colheres (sopa) de manteiga, amolecida (cerca de 150 g)

1 chávena de açúcar

2 ovos

1 chávena de puré de abóbora

2 colheres (chá) extrato de baunilha

2 chávenas de maçã, descascada e cortada aos pedaços

 

Preparação:

Misture os ingredientes secos numa bacia. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Noutra bacia, bata a manteiga com o açúcar. Junte os ovos, um de cada vez, incorporando. Adicione a abóbora e misture. Junte o extrato e mexa. Junte os ingredientes secos, 1/3 de cada vez, mexendo o minímo possível. Adicione as maçãs aos pedaços. Unte uma forma bundt, despeje nela a massa e leve ao forno 45-50 minutos. Retire e deixe arrefecer na forma por 5 minutos. Desenforme e deixe arrefecer completamente. Se quiser poderá polvilhar o bolo com açúcar de confeiteiro.

 

Fonte:

Streaming Gourmet.

 

Extremamente húmido, incrivelmente saboroso!

Bom Domingo.

publicado por Ameixinha às 14:13 | link do post | comentar | ver comentários (36) | partilhar
Quarta-feira, 09.11.11

Bolo grego de maçã

 

O bolo é grego mas não está em crise. Quer dizer, ainda vai havendo dinheiro para fazer um bolinho aos fins de semana, só não se sabe até quando a "fartura" vai durar. A expressão "vi-me grego" faz hoje mais sentido do que nunca, e eu acho que muito em breve vamo-nos ver todos gregos, mais do que os próprios gregos. Até lá, vamos alimentando a gula e salpicando a vida com uma pitadinha de canela moída. 

 

Ingredientes:

3 maçãs

1 1/2 chávena de farinha auto-levedante

2 ovos, separados

1 chávena de açúcar

3/4 chávena de manteiga

1/3 chávena de leite

1/4 chávena de açúcar amarelo

1 colher (sopa) raspas de limão

1 colher (sopa) extracto de baunilha

1 colher (chá) canela moída

uma pitada de sal

 

Preparação:

Descasque as maçãs, descaroce-as e fatie. Reserve numa tigela com água e sumo de limão. Peneire a farinha com o sal.

Na batedeira, bata a manteiga com 1/2 chávena de açúcar até ficar suave. Adicione as gemas uma de cada vez, alternando com uma colher de farinha para obter uma mistura cremosa.

Adicione o resto de farinha por fases, alternando com o leite. Depois adicione a baunilha e o limão.

Numa tigela bata as claras e depois envolva-as na massa com uma espátula.

Unte uma forma e coloque a massa. Arranje as fatias de maçã por cima. Derreta a restante manteiga com o açúcar amarelo, misture a canela e deite a mistura por cima das maçãs. Leve ao forno a 180ºC por cerca de 1 hora. Deixe arrefecer por algumas horas antes de servir.

 

 

 

Fonte:

Amanda´s cookin

 

 

Continuação de boa semana!

publicado por Ameixinha às 11:47 | link do post | comentar | ver comentários (42) | partilhar
Quarta-feira, 26.05.10

Bolo de iogurte com maçã


Depois de um bolo de maçã com iogurte, nada melhor que um bolo de iogurte e maçã! Que vos parece? É uma fixação :) Mas, embora os nomes sejam semelhantes, diferem no resultado, até porque os ingredientes não são os mesmos!

Tenho tantas receitas guardadas de bolos de maçã que quero fazer, que acho que uma vida não me vai chegar para testá-las a todas!
A maioria das vezes tenho que vir para o pátio, de modo a tirar uma fotografia em condições. O meu animal mais velho às vezes é apanhado com cara de quem dava tudo para uma lambidela no bolo. Mais uma vez, foi apanhado a olhar para o prato com focinho de pedinchão :)

Usei maçãs de diferentes qualidades, umas ficaram transparentes e outras amarelas, dá para ver na foto abaixo, até parecem pedacinhos de manga. A receita foi retirada de uma embalagem de açúcar RAR e fi-lo numa forma com 18 cm de diâmetro. Pequeno, com um sabor bem concentrado e uma película crocante por cima, uma delícia ao lanche!


Ingredientes:

250 g de farinha de trigo (usei farinha de trigo e farinha de trigo integral)
2 iogurtes naturais
200 g de açúcar amarelo (usei 180 g)
1 banana madura
1 colher (chá) de fermento em pó
1 chávena de óleo (usei 1/2)
3 ou 4 maçãs
passas de uva q.b. (não usei)

Preparação:

Misture a banana esmagada com o açúcar. Adicione os iogurtes, junte a farinha, o fermento e o óleo. Corte as maçãs em pedaços pequenos e incorpore-os na massa juntamente com as passas. Unte uma forma (usei papel vegetal) e deite a massa. Leve ao forno a 200ºC durante cerca de 40 minutos. Polvilhei com açúcar em pó apesar da receita não o mencionar.

Como o friozinho voltou outra vez, nada melhor que um bolo de maçã caseiro e morno! Quem me dera a esta hora estar a comer uma fatia destas :)

Continuação de boa semana a todos!

tags: ,
publicado por Ameixinha às 16:07 | link do post | comentar | ver comentários (62) | partilhar
Quinta-feira, 13.05.10

Bolo de maçã com iogurte

Tenho esta receita há mais de um ano guardada para testar. Não sei porque não a testei mais cedo, normalmente as receitas vão-se atropelando umas nas outras, passando à frente na lista conforme a vontade ou os ingredientes que tenho em casa e precisam ser gastos. No entanto, acho que esta só ficou esquecida porque o sítio de onde retirei a receita não tinha foto a acompanhar e eu também como com os olhos :)
Apesar de levar iogurte, um dos meus ingredientes favoritos nos bolos, não foi o melhor bolo de maçã que comi. Acho que lhe falta a pitadinha de canela e, por isso, antes de o levar ao forno polvilhei-o com açúcar e canela para ver se lhe dava mais encanto!
Fica um bolo pequeno mas altinho, óptimo para comer ao lanche. Usei uma forma de 18 cm de diâmetro.



Ingredientes:
2 maçãs
1/2 chávena (café) de sumo de limão
1 chávena de farinha de trigo (usei autolevedante)
4 colheres (sopa) de açúcar (quem gostar de mais doce terá que aumentar a quantidade)
1 colher (sopa) de fermento
1 iogurte
1/2 copo (iogurte) de óleo de soja
2 ovos
margarina para untar a forma (usei papel vegetal)

Preparação:
Lave as maçãs, descasque e corte-as em fatias.
Acrescente o sumo de limão e reserve.
Numa bacia, coloque a farinha, o açúcar, o fermento, o iogurte, o óleo, os ovos e misture bem.
Pré-aqueça o forno, em temperatura média - 180ºC. Coloque metade da massa na forma e disponha as fatias de maçã, cubra com o resto da massa. Leve ao forno até que o bolo fique dourado.

Como estou sem máquina fotográfica, esta e as próximas receitas são as que eu já tinha feito antes de ir para o Algarve, e que estavam em lista de espera para serem publicadas aqui no blog. Para que o blog não venha a ficar parado, as publicações serão um bocadinho mais espaçadas, até eu conseguir desencantar uma maquineta :)

Desejo-vos uma boa Quinta, boa Sexta e bom fim de semana!

tags: ,
publicado por Ameixinha às 09:35 | link do post | comentar | ver comentários (62) | partilhar
Segunda-feira, 22.03.10

Bolo Outonal de maçã e canela

Como já tinha dito, tive cá uma bifinett e, pela primeira vez, fiz um bolo na máquina. No fundo não é bem fazer, é mais cozer porque misturamos os ingredientes numa tigela, mexemos bem e levamos a cozer na máquina. Resultou muito bem, um bolo com a massa bem fofinha, embora ache que no forno deva ficar melhor e deve ficar pronto mais depressa. A Bifinett tem a particularidade de ter duas pás de amassar e uma cuba comprida. Os pães que de lá saem têm formato de pão de forma e os bolos parecem saídos de uma forma de bolo inglês. Isto agradou-me bastante, acho que a máquina é perfeita, mais completa que a Clatronic e deixa os pães muito mais bonitos :)
Já sei que a Primavera chegou mas o Outono continua a ser a minha estação favorita!

Ingredientes:
1 maçã
3 ovos
200 gr de açúcar
70 gr de óleo
60 gr de leite
50 gr de vinho do Porto
300 gr de farinha
1 colher (chá) de fermento
1 colher (sopa) de canela moída

Preparação:
Triture a maçã. Adicione os ovos, açúcar, óleo, leite e vinho do Porto. Bata bem e junte a farinha, fermento e a canela. Misture. Coloque na cuba da máquina do pão sem pá (ou numa forma untada e enfarinhada), escolha o programa "Cozer" ou leve ao forno até estar pronto.

Para cúmulo dos cúmulos, como andei a dizer à boca cheia que a Bifinett era mais fixe, muito melhor e etc e tal, a minha Clatronic levou a mal, ficou ciumenta e vai que começou a verter líquido na base da cuba. Acho que está a vedar mal, foi uma maneira que ela encontrou de chorar o seu desgosto. Só pode! Eu estava tão bem calada mas não, não aprendo!
No Sábado fui levá-la para arranjar, uma vez que ainda está dentro da garantia. Se em 30 dias não me disserem nada, tenho que lá passar para me resolverem o problema. Espero que demore menos tempo. Agora, nem Clatronic nem bifinett. Toma lá e embrulha que é para aprenderes, e para a próxima está caladinha e contenta-te com aquilo que tens Ameixa Maria :)
Retirei esta receita daqui.

Avisos:
Há alguns blogs que não consigo visitar porque mal a página abre avisa que software maligno foi detectado.
Continuo a receber convites no facebook e twitter de gente que não conheço ou que, se calhar conheço mas por outro nome. Não aceito esses convites sem saber quem são as pessoas. Quem puder que mande mensagem ou mail a avisar, ok? Não é por nada, mas como são páginas mais pessoais não me apetece confessar-me a quem não conheço :)

Boa semana a todos!
tags: , ,
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (70) | partilhar
Quarta-feira, 23.12.09

Tarte de maçã da Normandia

Este Natal não vou fazer tarte de maçã. Contava passá-lo em casa mas, à última da hora, surgiu um convite e aceitamos. Então, não vou fazer grande coisa, as tartes vão ficar para outra altura de menos fartura enquanto, amanhã, vou comer à pala he he
No entanto, esta é uma boa sugestão para quem, como eu, adora tartes de fruta, especialmente de maçã :) Ainda dá tempo de fazer uma para amanhã à noite!
Encontrei a receita no livrinho dedicado à Cozinha Regional Francesa da colecção "Receitas Caseiras" do Le Cordon Bleu.

Quero deixar o meu desejo de que todos os bons sentimentos deste dia, sejam projectados para todos os 365 dias de 2010, ok? E obrigada por tudo a todos quantos passam aqui ou que, de uma forma ou outra, adoçam a minha vida ;)

Massa (usei uma base de massa folhada):
250 g de farinha
150 g de manteiga sem sal cortada em cubos
1 ovo
50 g de açúcar granulado fino
1-2 gotas de extracto ou essência de baunilha

3 maçãs médias
sumo de 1 limão
2 ovos
1 gema de ovo
60 g de açúcar granulado fino
1 colher (chá) de canela em pó
200 ml de natas
açúcar em pó para polvilhar

1- Pré-aqueça o forno a 170ºC (Gás 3). Unte uma forma de tarte alta, de 22 cm de diâmetro e com o fundo amovível e guarde no frigorífico para a manteiga endurecer.
2- Para a massa, peneire a farinha para dentro de uma tigela grande e incorpore os cubos de manteiga, esfregando rapidamente com os dedos, até obter uma mistura semelhante a migalhas de pão. Faça uma cova no centro da mistura. Bata o ovo com 1 colher de sopa de água e deite na cova, juntamente com o açúcar, baunilha e uma pitada de sal. Incorpore gradualmente a farinha até se formar uma massa grosseira. Empurre com a base da mão e vire com as pontas dos dedos até estar lisa. Junte numa bola achatada, embrulhe em película de plástico e refrigere por 20 minutos.
3- Descasque as maçãs e retire os centros. Corte cada maçã em oitavos, misture as fatias com o sumo de limão e mantenha no frigorífico até usar.
4- Bata levemente os ovos e a gema com o açúcar. Acrescente a canela e as natas.
5- Estenda a massa num círculo com uma espessura de 2-3 mm e forre a tarteira, procurando eliminar todas as bolas de ar que possam estar entre a massa e a forma, para evitar que a caixa de massa encolha. Refrigere 30 minutos. Disponha as fatias de maçã de forma decorativa no fundo da massa, enchendo-a bem, e cubra com a mistura de ovos e natas. Leve 45-60 minutos ao forno ou até o recheio estar firme. Sirva morna, polvilhada com açúcar em pó.

Notas:
Usar massa já pronta diminui o tempo da receita, foi o que eu fiz. Mas esta massa deve ficar muito melhor que a massa folhada, uma vez que o recheio é mais pesado.
Não untei a tarteira, uso sempre o papel vegetal que vem com a massa folhada.

Divirtam-se e aproveitam a quadra para tirar a barriga de misérias! Está frio... alimentem a "faixa de gaija" ou acham que os ursos polares e as focas são gordas porque querem? É que tem mesmo que se ter uma camada adiposa rica para enfrentar as correntes geladas :) Ho, ho, ho!

Feliz Natal!
tags: ,
publicado por Ameixinha às 21:30 | link do post | comentar | ver comentários (54) | partilhar
Segunda-feira, 21.12.09

Rabanadas recheadas com creme de maçã

Ai que é Natal e a tosse não passa. Já me estou a ver à mesa, com o bacalhau na boca, a tosse a atacar e eu a cuspir de perdigotos quem estiver à minha frente :) Mas Natal é isto, perdão e benignidade. Além do mais... o bacalhau já vai mastigado, podem aproveitar para a roupa-velha he he
Já estou a sair dos eixos :)
Este ano as rabanadas são estas. Muito provavelmente não se lembram mas, o ano passado, publiquei umas rabanadas recheadas mas não eram bem aquelas que eu queria, apesar de terem ficados muito boas. Este ano, testei outras, dica de uma leitora atenta e, são uma deliciosa maravilha.
Olhem, estou parva! Agora ao ir buscar a receita é que reparei que a foto que lá têm é a foto das primeiras rabanadas recheadas que fiz e que não correspondem à receita. E eu feita estúpida ainda fui fazer a receita... tiveram o trabalho de recortar a fotografia para não aparecer a marca d'água.
Está bem que as minhas rabanadas ficaram lindas (modéstia à parte!) mas bem que podiam dar os créditos. Só lhes ficava bem! Agora têm que vir cá buscar as novos fotos. Vejam lá se não é a mesma fotinha, aqui e aqui.
Ó seus manhosos, estas que apresento hoje é que correspondem à receita! Haja paciência.
Enfim! One, two, three... passou :)


Ingredientes:
1 dl de água
1 litro de leite
15 carcaças/papo-seco com 2 dias
2 paus de canela
250 gr de açúcar
3 maçãs
3 ovos batidos
40 gr de manteiga
50 gr de passas (what? Não obrigada!)
açúcar e canela para polvilhar
raspa e casca de limão
Preparação:
Descasque as maçãs, retire-lhes o caroço e corte-as em meias luas finas. Leve-as ao lume, juntamente com a manteiga, passas, raspa de limão, pau de canela, 80 gr de açúcar e a água. Deixe cozinhar, sem tampa, mexendo de vez em quando, até as maçãs estarem brilhantes e sem líquido, mais ou menos 15 minutos. Retire do lume e reserve.
Ferva o leite com o restante açúcar, a casca do limão e o pau de canela. Retire a côdea às carcaças, mergulhe-as no leite, já morno (não deixo ficar muito morno senão não ensopa bem), até que fiquem bem ensopadas. Retire uma de cada vez e aperte-as com as mãos para libertar o excesso de líquido. Faça um corte central em cada uma, sem chegar à outra extremidade e recheie com a mistura de maçã. Molde em forma de bola para que o recheio fique bem escondido. Passe-as pelos ovos batidos e frite em óleo quente até ficarem douradas. Escorra-as em papel absorvente e, ainda quentes, passe-as por açúcar e canela.
Apesar de parecer complicado não é, e ficam muito melhores que as comuns. Para experimentar, fiz apenas metade da receita e, agora achamos melhor fazer a receita a dobrar porque não sobra nenhuma :)
No fundo, acho que podem rechear com qualquer compota ou outra coisa que gostem. Maçã com nozes também deve ficar muito bom. É uma questão de gosto :)
Ainda vão a tempo de comprar a bela da carcaça para experimentar as rabanadas. Da maneira que eu tusso, pareço é uma carcaça velha e tuberculosa mas... isto passa até quinta, espero! Afinal, só faltava eu ficar doente nesta casa, o frio entra por tudo que é frincha ;)
publicado por Ameixinha às 15:02 | link do post | comentar | ver comentários (77) | partilhar
Terça-feira, 24.11.09

Maçãs assadas com Porto

Tão simplesmente a minha sobremesa favorita para comer no final de uma refeição.
Faço muita cena triste nos restaurantes (até parece que vou muitas vezes comer fora. No Verão até vou, é só montar a mesa no pátio de casa e já está!), quando vejo a carta das sobremesas!
Nunca me apetecem aquelas sobremesas enjoativas, com muitos ovos, muito açúcar, muito creme. Essas ficam para o lanche, para comer quando a barriga está vazia e a pedir qualquer coisinha. Fico tão indecisa no fim do almoço ou jantar, que a escolha cai sempre para o lado da bela maçã assada. É que com ela sei que vou ficar satisfeita :)

Há muito que não fazia em casa, a minha mãe habituou-se a fazer maçazinha assada no microondas, mas não fica igual, não aprecio muito. Para mim, maçã assada tem que ir ao forno! Aqui estão elas, muitas que é para matar as saudades :)

A receita é simples e a olho, descaroçar as maçãs, dar uns rasgos na casca para não rebentarem ao ir ao forno, deitar açúcar por cima, partir um pau de canela e colocar os bocadinhos no orifício das maçãs, deitar açúcar por cima e regar com um bocadinho de vinho do Porto. Levar ao forno até ficarem cozidas, retirar e comer quente ou frio. Como quiserem :)

Quero também dizer que o bolito colchão de noiva que eu fiz, está em votação no Tigela de Yakissoba, juntamente com outros bolos. Passem por lá e votem no vosso favorito, eu já votei! Se o vosso favorito for a minha sugestão, agradeço muito ;) A votação termina hoje, dia 24!

Finalmente, agradeço a todas as pessoas pelas declarações de afecto e amizade que me têm feito e ao meu blog. No fundo, não são os selinhos que me oferecem que contam, apesar de terem o seu peso, mas há certos gestos e palavras que valem muito mais e que alguns de vós me vão deixando nos comentários e e-mail. Tem sido um bocadito complicado visitar todos os seguidores e deixar comentários em todos os blogs. Portanto, quero agradecer a todas as visitas, a todos os seguidores que ainda não visitei e a todos aqueles que me têm acompanhado desde o início do blog.

Isto até parece uma despedida, mas acho que não é. Só se o computer der o berro, a máquina pifar, ou eu entrar em parafuso. Vamos lá ver qual destas vai ser a primeira a acontecer :)
Acho que o Natal já está a fazer-me mal!!!
tags: ,
publicado por Ameixinha às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (70) | partilhar
Quinta-feira, 12.11.09

Tarte fine aux pommes

Um nome pomposo para uma tarte super simples :)
Mais uma da Nigella e mais uma que fiz para o dia do meu aniversário! Comeu-se todinha porque, nesta casa, somos fãs incondicionais de tartes de maçã, sobremesas com maçã, maçanadas, maçãs cozidas, assadas e ao natural.
Dizem que uma maçã por dia mantém o médico longe. Não tem resultado muito mas, pode piorar se deixarmos de comer, então insistimos :)

Há algo que me agrada na Nigella, a praticidade das receitas. Conheço-a apenas do livro que tenho e não da Tv. Não sei se faz caras feias e estranhas ao cozinhar, sinceramente, pouco me interessa. O importante é que eu compre o livro, consiga fazer as receitas que lá estão e que me agradem.
A minha foto é uma vergonha ao pé da do livro... mas o sabor foi excelente!
Ora aí vai :)

Ingredientes:
2 maçãs Granny Smith grandes (ou 3 pequenas)
sumo de 1 limão
1 folha de aprox. 375 g (40x23 cm) de massa folhada comprada pronta, descongelada (usei refrigerada)
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de manteiga
créme fraîche para servir, se desejar

1. Pré-aqueça o forno a 220 ºC /gás 7.

2. Retire o caroço às maçãs e corte-as ao meio. Deite o sumo de limão num prato grande e raso e acrescente um pouco de água fria. Mergulhe as metades de maçã na água com limão; isto impede-as de escurecerem.

3. Estenda a folha de massa folhada num tabuleiro de ir ao forno forrado e, com as costas de uma faca ou com uma régua de metal, marque um rebordo de 1 cm a toda do rectângulo. Deve marcar esta linha na massa folhada e não cortá-la. Isto permite que este rebordo suba acima do nível de recheio.

4. Retire as metades de maçã da água com limão e seque-as. Corte cada metade em quartos e fatie cada quarto o mais fino possível: imagine bolachas finas.

5. Polvilhe a base com uma colher de açúcar. Trabalhando a partir da margem interior, coloque as fatias de maçã, sobrepondo-as, dentro dos limites do rebordo. Forme linhas direitas de maçã até a massa estar coberta.

6. Aqueça a manteiga com a restante colher de açúcar numa pequena caçarola e deixe-a ferver alguns minutos, até ficar cor de caramelo-claro. Regue as maçãs com este xarope e coloque a tarte no forno.

7. Coza durante 20-25 minutos, altura em que um rebordo de massa folhada deve ter crescido à volta das maçãs e a fruta deve estar macia e levemente alourada. Corte em quadrados ou fatias.

É algo que agrada a toda a gente, não enjoa, fica bonito na mesa, não pesa muito na balança, logo não pesa na consciência, é impossível correr mal, ou seja, tem tudo para dar certo e ser apreciado :)
Não servi com créme fraîche, porque o Outono já está fresco o suficiente. Quem quis, comeu assim e ainda lambeu os dedos. É que a tarte tem um nome fino e pomposo mas sabe bem é comer à mão, lamber os dedos e os beiços no fim... mesmo à lambão, sem frescurices à mistura ;)

tags: ,
publicado por Ameixinha às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (91) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...