Quarta-feira, 17.05.17

Lentilhas e salsichas

DSCN7017.JPG

Tomar o ferro em ampolas tem sido uma luta, além de ser fraco, tenho sentido dores de estômago e náuseas. Comer não está a ser fácil, tenho fome, mas fico mal disposta depois das refeições. Não faço ideia se vou vencer a batalha, mas daqui a um mês já poderei dizer se valeu o sacrifício. Felizmente gosto de alimentos ricos em ferro, só faço um bocado de resistência à carne de vaca, mas tenho tido bifes no prato e alguns ainda fazem muh!  

As lentilhas são aliadas na luta contra a anemia e, têm sido companheiras à mesa. As salsichas não são algo que faço questão de comer. Provavelmente, foi a primeira e última vez que as comi. São gordurosas, salgadas e não consegui encontrar nenhumas salsichas frescas sem vestígios de glúten. Cozinhei-as por sugestão da Tessa Kiros no seu livro Apples for jam. Para mim, o prato de lentilhas pode ser acompanhado com peixe ou carne grelhada, ou então comer só as lentilhas às colheradas :) Suficiente e reconfortante para estes dias primaveris com brisas outonais. Adoro!

 

Ingredientes:

250g de lentilhas verdes (usei uma lata de lentilhas biológicas em água zumub)

6 colheres (sopa) de azeite

1 cebola roxa, finamente picada

1 cenoura, pelada e cortada aos pedacinhos

1/2 talo de aipo, cortado

1 dente de alho, descascado mas inteiro

salsichas frescas

2 colheres (sopa) de salsa picada

azeite para servir

 

 

Preparação:

Aqueça o azeite numa frigideira e salteie a cebola por alguns minutos em lume médio, até que fique dourada. Adicione a cenoura, aipo e alho e salteie por mais alguns minutos até amolecerem ligeiramente. Adicione as lentilhas, misturando-as bem no azeite e cubra com 1 litro de água quente. Tempere com sal e leve a ferver, depois baixe o lume ligeiramente. Cozinhe destapado por cerca de 40 minutos, até que as lentilhas amoleçam e reste pouco líquido na frigideira - se usar lentilhas já cozidas, diminua a quantidade de água, usando apenas o suficiente para cozer as cenouras.

Entretanto pique com um palito as salsichas e leve-as a grelhar até que fiquem douradas de todos os lados.

Quando as lentilhas estiverem cozinhadas, junte a salsa picada e as salsichas. Prove para retificar sabores, aqueça durante 1 minuto e sirva com um fio de azeite sobre as lentilhas.

 

publicado por Ameixinha às 10:19 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar
Sexta-feira, 18.07.08

Churrasco com legumes grelhados

Não sei o que me passou pela cabeça, se calhar sou masoquista, mas decidi fazer um churrasco com este calor. Aqui, no meu Norte, tem estado à volta dos 35ºC.

No talho, fui aliciada a trazer para casa uns "artigos" que me deram esta ideia. E digo-vos uma coisa: se eu for parar ao Inferno e se lá estiver tanto calor como este que tem estado aqui... estou feita ao bife. Vai ser uma eternidade longa e penosa ;)

Os donos do talho onde vou são espectaculares e são eles que nos servem. O melhor de tudo é que, sempre que lá vamos, eles dão-nos uma bela sessão de anedotas (na maioria das vezes picantes) e boa disposição. É um fartote de risos. Ali ninguém está triste. A minha mãe já é cliente há mais de 20 anos e, quando o dono morreu, o empregado assumiu e prosseguiu o negócio. A carne é fresca e de muito boa qualidade. Os preços não são dos mais baixos e muitos queixam-se disso. Mas ninguém é capaz de dizer que a carne não é boa. Conserva-se no frigorifico por alguns dias sem cheirar mal ou perder o sabor. Ali pagamos a qualidade e isso é imprescindível. Daí que eu não compre carne em mais nenhum lugar. Dali vem o perú do Natal e o borrego ou cabrito da Páscoa. Pagamos e não bufamos :) As compras são semanais e, depois de lá ir esta semana, a dona fez a conta e disse: "Só isto? Vocês esta semana estão a pensar passar fome?" Acabei por trazer umas salsichas de frango e dois chouriços crioulos. Pensei imediatamente num churrasco, claro! E eu lembrei-me de ter visto um acompanhamento óptimo no site da Vaqueiro e arregacei as mangas (passo a expressão porque, com o calor, manga só no prato e fatiada fresquinha).


Ingredientes:


10 salsichas de frango (embaladas)

2 chouriços crioulos (embalados)

2 pimentos verdes

1 courgette grande

Feijão verde q.b.

Batatas q.b.


Para o molho:


Cebola q.b.

Alho q.b.

Pimenta q.b.

Sal q.b.


Preparação:

Comecei por descascar as batatas, lavar os pimentos e partir o feijão verde. Pus o feijão a cozer com sal e, passado uns minutos, juntei as batatas partidas a meio. Levei os pimentos a assar no grelhador (eléctrico, para minimizar o calor) e parti as courgettes em rodelas grossas. Retirei os pimentos quando já estava a pele a sair e pus as courgettes a grelhar.

Para o molho: piquei o alho e a cebola, juntei azeite, pimenta e sal e pincelei as courgettes com um bocadinho deste preparado.

Retirei a courgette quando já estava tostada e pus as salsichas e o chouriço. No final foi só colocar no prato o que quisemos e regar com este molho que é excelente. A pimenta dá-lhe um toque fabuloso. Também podem juntar uma colher de chá de mostarda ao molho. Eu não tinha em casa e hoje fui comprar :)

Neste inferno é o que sabe bem. Espero que quando lá for parar, tenha a oportunidade de fazer uns belos duns churrascos :) Pelo menos fogo não há-de faltar...
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (30) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...