Segunda-feira, 15.10.12

Arroz Goodinho

Como é hábito, o cão ladra e avisa que está aí alguém. Oiço alguém cantar:

"Viva o cão raivoso, tem o pêlo eriçado, seu dente é guloso e o seu faro ajustado, cão raivoso, cão raivoso, cuidado!"

Abro a porta e ele saúda-me, pergunto-lhe se está bem e ele responde:

-"Estou velho, dói-me o joelho, dói-me parte do antebraço, dói-me a parte interna de uma perna e parte amiga da barriga, que fadiga o que é que eu faço? Escolho o baço ou almoço?"

-Ó Sérgio, poderá ser jantar? - pergunto eu - Aproveitas e contas como é que tudo começou enquanto saboreias o momento. Conta lá!

- "A princípio é simples, anda-se sozinho, passa-se nas ruas bem devagarinho. Está-se bem no silêncio e no borborinho, bebe-se as certezas num copo de vinho."

- Eu não presto pra nada Sérgio, sou miúda de copinho de água! - mas ele retruca:

- "Bebe-se e come-se se alguém nos diz: bom proveito! E vem-nos à memória uma frase batida: hoje é o primeiro dia do resto da tua vida!"

- A comer e a beber assim, isto é o fim pah! - afirmei.

- "Com esta austeridade nem sequer dá pra ir desta pra melhor, os funerais estão por um preço do outro mundo, dá pra desentristecer um moribundo."

- "Mudemos de assunto", como estamos de amores? - pergunto-lhe eu.

- "Por ódio passado, que seja maldito, amor favorito não tem importância, se for é de circunstância". 

- Pois, o amor também está em crise e, por falar nisso, "arranjas-me um emprego"?

- "Portugal, é nosso pró bem e pró mal."

Tento virar o rumo da desgraça perguntando:

- Ai, adiante... o jantar está bom? 

- "É tão bom uma amizade assim, ai faz tão bem saber com quem contar."

- Realmente, a vida é feita de pequenos nadas Sérgio. Estás "com um brilhozinho nos olhos. O que é que aconteceu diz lá?"

- "É que hoje fiz um amigo e coisa mais preciosa no mundo não há!"

- Sérgio, este jantar "hoje soube-me a pouco, hoje soube-me a pouco, hoje soube-me a pouco."

- Sinceramente, foi "melhor que o amor" e que "a noite passada" - diz ele.

- Isto não "há-de ser o fim de tudo" - espero eu.

 

 

 

Arroz de frango no forno

 

1 frango

100 g de bacon aos pedacinhos

100 g de chourição aos pedacinhos

1/2 pimento vermelho picado

1/2 cebola picada

1 dente de alho picado

azeite q.b

2 folhas de louro

sumo de 1 laranja

1/2 chávena de vinho branco

sal q.b.

1/2 colher (chá) de pimentão doce

1/2 colher (chá) de açafrão turco

400 g de arroz

queijo ralado q.b

 

Preparação:

Leve o frango a cozer em água temperada de sal, grãos de pimenta e louro. Reserve a água da cozedura e desfie o frango depois de cozido e arrefecido.

Numa frigideira leve o bacon e o chourição a refogar e reserve. Refogue a cebola, alho e pimento em azeite. Envolva o açafrão e pimentão e junte o arroz. Regue com 8 dl de caldo de cozer o frango, o sumo da laranja e o vinho. Deixe cozinhar por cerca de 10-12 minutos. Adicione o frango, o bacon e o chourição e envolva. Coloque dentro de uma assadeira, cubra com o queijo e alguma da carne fumada e leve ao forno quente até o queijo derreter e dourar.

 

 

Com esta receita que me ensinaram, participo no projecto "Convidei para jantar", desta vez alojado no blog Hoje para jantar temos... 

Resta-me dizer que eu não tenho ídolos, sejam eles de que área forem, mas gosto muito de música e acho que, cada vez mais, temos compositores de excelência em Portugal e em português. Sérgio Godinho é um deles.

 

Boa semana a todos que por aqui passam :)

tags: ,
publicado por Ameixinha às 22:20 | link do post | comentar | ver comentários (32) | partilhar
Domingo, 23.09.12

Couscous no Gerês


 

 

Há duas semanas fui convidada para fazer uma caminhada no Gerês e percorrer a fenda de Calcedonia. Tudo muito bem, até fazermos a fenda e sairmos na outra extremidade. Piorou quando viramos à esquerda em vez de irmos para a direita. Uma caminhada que durou 5 horas porque andamos perdidos na serra, pelo meio do mato, com medo dos bois que pastavam livremente no habitat natural deles, e a pensar no almoço que tinha ficado nos carros. Foram quilómetros e quilómetros a desejar o couscous e a rir desalmadamente porque chorar parecia mal, embora alguns tenham cedido à emoção. Finalmente, encontramos estrada e conseguimos almoçar às 4 da tarde. A verdade é que, com fome, tudo sabe melhor :)

 

Ingredientes:

Peito de um frango assado ou grelhado

1 colher (sopa) de manteiga

1 colher (sopa) de azeite

1 cebola pequena, picada

1 dente de alho, picado

1 1/4 chávena de caldo de galinha

1 casca de limão

1 1/2 chávena de ervilhas congeladas

1/2 chávena de milho congelado

1 chávena de couscous

2 colheres (sopa) de sumo de limão

2 colheres (sopa) de salsa, picada

sal e pimenta

 

Preparação:

Parta o peito do frango em pedacinhos. Reserve. Coza as ervilhas e o milho por alguns minutos.

Aqueça a manteiga e o azeite em lume médio. Adicione a cebola e o alho e deixe cozinhar por 1 minuto.

Adicione o caldo, junte a casca de limão, o couscous, as ervilhas, o milho e o frango. Mexa e cubra por cerca de 7 minutos.

Adicione o sumo de limão, sal e pimenta. Volte a mexer com um garfo. Divida por tigelas e sirva, quente ou à temperatura ambiente, com a salsa picada e zest de limão.

 

Receita baseada no blog Confessions of a Foodie Bride.

publicado por Ameixinha às 23:15 | link do post | comentar | ver comentários (21) | partilhar
Terça-feira, 18.09.12

Frango assado com ervas


 

O mundo da tvcabo foi-me apresentado há muito pouco tempo, mas os livros fizeram sempre parte da minha vida. As receitas entusiasmam-me mais que os cozinheiros, não compro os livros pela capa, mas pelo que me têm a oferecer. Quando comprei um dos livros do Nigel Slater, eu nem fazia ideia de como o senhor era, mas o que me interessava eram as suas receitas simples e rápidas. Oh que desilusão quando eu vi o senhor na televisão! É verdade que sempre fazemos uma pequenina ideia de como a pessoa será. Imaginei-o robusto, louro - vá-se lá saber porquê!? - e relativamente jovem. Eis que há uns dias, nos meus poucos tempos livres, sentei-me no sofá e liguei no 24kitchen e lá estava ele... de cabelos oleosos, com rugas, magricela, orelhudo e com um jeitinho esquisito de florzinha. Passada a fase inicial do choque, de uma coisa eu tenho certeza, - e só isso é que importa - o homem sabe cozinhar e fá-lo de uma forma despretensiosa, caseira, simples e elegante numa cozinha linda e fresca. Go Nigel!

 

Ingredientes:

1 frango

1 limão

6 dentes de alho

tomilho-limão

sálvia

sal picante Casa do Sal da Figueira da Foz

azeite q.b.

 

Preparação:

Corte o frango a meio e coloque-o numa assadeira. Tempere com o sal. Esmague os dentes de alho e junte-os ao frango. Por cima, coloque raminhos de tomilho e folhas de sálvia. Regue com o sumo do limão e um pouco de azeite.

Leve ao forno pré-aquecido a 180º até ficar dourado. Vá regando o frango com os seus próprios sucos.

 

Nota:

Vi a receita no programa "Nigel Slater Simple Suppers", mas não anotei as quantidades e nem sei se me esqueci de algum ingrediente. De qualquer maneira, acho que a essência é esta, já que o frango ficou delicioso e suculento.

publicado por Ameixinha às 13:40 | link do post | comentar | ver comentários (30) | partilhar
Sábado, 05.02.11

Frango marroquino com laranja e açafrão

Galináceos são bichos um bocadinho estúpidos e, mesmo assim, a minha batalha com a carne - seja de que tipo for - é quase perdida. Mas a guerra continua e, por isso, sinto uma grande necessidade de experimentar comer carne de maneiras diferentes, disfarçadas com temperos novos e cores apelativas. Dá-me muito mais gosto ter novidade no prato e esta é uma boa novidade. São sabores exóticos que vieram dentro de uma latinha, oferecida por uma amiga que me incentiva a descobrir o mundo gastronómico além fronteiras.

Ingredientes:
1 peito de frango
100 ml de azeite
1 cebola, picada finamente
1 dente de alho, picado finamente
1 colher (sopa) de gengibre ralado
2 colheres (chá) de NoMU Moroccan Rub
Sumo e raspa de 1 laranja
1 chávena de caldo de galinha (usei água)
2,5 ml de fios de açafrão em infusão em 1/2 chávena de água morna
1 laranja cortada em gomos com a pele
sal e pimenta q.b.

Preparação:
Coloque os pedaços de frango numa tigela, salpique-os com 1 colher de NoMU, sumo de laranja, zest e azeite. Envolva bem o frango, cubra com película aderente e leve ao frigorífico por 3 horas.
Num tacho, aloure os pedaços de frango com um pouco de azeite. Reserve e, no mesmo tacho, aloure a cebola, alho e o gengibre, adicionando outra colher de NoMU. Volte a juntar o frango ao tacho, juntamente com o açafrão em infusão na água morna. Tempere com sal e pimenta a gosto. Tape e deixe cozinhar coberto por 30 minutos. Coloque as fatias de laranja por cima do frango e cozinhe descoberto por mais 30 minutos ou até que as fatias de laranja estejam caramelizadas. O molho deve ficar espesso e o frango bastante tenro. Verifique os temperos e sirva com couscous.


Notas:
Inspirada nesta receita.
Infelizmente distraí-me e o molho que deveria ficar espesso, quase desapareceu.
A receita original pede coxas e sobre-coxas e também é cozinhado numa Tagine, que eu não tenho. Pedia passas e pistácios que eu optei por omitir. Dei umas quantas voltas à receita e ficou uma delícia, imagino se seguisse a receita fielmente!

Bom fim de semana.

publicado por Ameixinha às 16:13 | link do post | comentar | ver comentários (47) | partilhar
Quarta-feira, 12.01.11

Frango com alho


Não sendo eu grande fã de carnes, frango é a que mais vou comendo. É carne branca e barata, ao contrário do que a Elza Soares canta: "a carne mais barata do mercado não é a carne negra"!
As minhas partes favoritas são mesmo as asas, que costumam vir parar ao meu prato e que dizem ser aquelas mais cancerígenas, já que é nas asas que os bichinhos apanham a "pica" dos antibióticos. Estou morta e enterrada, mas as asas hão-de sempre ser minhas e, vá lá, uma coxinha de quando em quando também me agrada.
Depois há toda uma envolvência quando o prato pede alhos porque, à partida, sei que o sabor vai agradar e que me vai deixar nas mãos aquele cheirinho que teima em não sair. A mim, não há vampiro que me meta o dente ;)

Ingredientes:
1 kg de coxas de frango (usei um frango inteiro)
1 colher (sopa) de paprica
2 colheres (sopa) de azeite
8 dentes de alho com a casca
1/4 copo (60 ml) de brande
1/2 copo (125 ml) de caldo de galinha
1 folha de louro
2 colheres (sopa) de salsa fresca, picada

Preparação:
Apare o excesso de gordura das coxas do frango e corte-as em terços. Junte e combine a paprica e um pouco de sal e pimenta numa tigela, acrescente o frango e mexa para revesti-lo.
Aqueça metade do azeite numa frigideira grande em lume alto e deixe cozinhar o alho durante 1-2 minutos, até alourar. Retire-o da frigideira e reserve. Cozinhe as coxas em várias porções, 5 minutos para cada uma, ou até alourarem. Deite as coxas todas na frigideira, acrescente o brande, ferva durante 30 segundos e em seguida acrescente o caldo e a folha de louro. Reduza a temperatura, tape e deixe cozinhar em lume fraco durante durante 10 minutos.
Entretanto, deite a polpa de alho no almofariz (com o pilão) ou numa tigela. Acrescente a salsa e esmague a mistura ou mexa-a com um garfo até criar uma pasta. Adicione esta mistura ao frango, tape a frigideira e deixe cozinhar durante 10 minutos, ou até ficar tenro. Sirva quente.

Receita retirada d' "O livro essencial da cozinha mediterrânica".
tags: ,
publicado por Ameixinha às 10:25 | link do post | comentar | ver comentários (53) | partilhar
Quarta-feira, 24.03.10

Codornizes com cogumelos e bacon

Temos novo desafio na blogosfera! Se no ano passado tivemos cores, agora temos letras. A coisa ficou mais interessante e um bocadinho mais difícil. Confesso que já tinha esta receita pronta em lista de espera, senão não teria feito outra. Assim, aproveitando que tenho, aqui vai ela para participar no desafio do Delícias e Talentos.

Quando era criança, lembro-me da minha mãe, de longe a longe, comprar codornizes e fazê-las assadas no forno. Adorava aquilo! Depois passaram-se muitos anos sem ver as codornizes e, há umas semanas, estavam elas na montra do talho à espera de serem compradas. Antes de dizer que queria comprar, já o talhante estava a meter algumas dentro de uma saquinha. Cada uma custou 0.95€ e eu achei uma roubalheira para um bichinho tão pequenino, por isso pedi as mais gordinhas já que não eram vendidas ao peso :)
Para quem gosta de rapar ossinhos como eu, são simplesmente perfeitas e ficam absolutamente deliciosas feitas desta maneira!

Ingredientes:
1 colher (sopa) de azeite
8 codornizes arranjadas
1 cebola pequena picada finamente
2 fatias de bacon, sem gordura e picadas finamente
1 colher (sopa) rasa de farinha
4 dl de caldo de galinha
60 g de cevadinha (não usei)
1 cenoura grande cortada em bocadinhos
125 g de cogumelos cortados em bocadinhos
1 colher (chá) de sumo de limão
3 colheres (sopa) rasas de salsa fresca picada
Pimenta-preta moída na altura

1. Aqueça o azeite sobre lume forte numa caçarola grande que possa ir ao forno e aloure as codornizes de todos os lados, durante cinco minutos ou até ficarem acastanhadas. Retire as codornizes da caçarola e guarde.
2. Reduza o lume para brando e salteie a cebola e o bacon na caçarola durante dois minutos. Polvilhe com a farinha e depois junte o caldo, a cevadinha e a cenoura e deixe levantar fervura, mexendo sempre.
3. Junte os cogumelos, o sumo de limão e uma colher de sopa de salsa e tempere com pimenta. Ponha novamente as codornizes na caçarola, deixe levantar fervura, tape e leve ao forno aquecido a 180 Cº por 40 minutos ou até ficarem tenras. Polvilhe com o resto da salsa e sirva.

À falta de caçarola que vá ao fogão e ao forno, fiz primeiro na wok e depois passei para uma travessa de ir ao forno.
Pus as codornizes direitinhas, estavam tão bonitas alinhadas mas a minha mãe resolveu dar-lhes uma voltinha a meio do tempo e fui dar com elas fora da formação. Não interfere no sabor mas, esteticamente, a primeira foto teria ficado muito mais bonita :)
Servi-as com grelos salteados no alho e azeite. Não há necessidade de colocar sal, uma vez que o bacon já é salgado. Se vocês imaginassem como os cogumelos, a cenoura e o bacon ficaram bons... iam querer fazê-la de certeza!
Estas quantidades dão para 4 pessoas e a receita foi retirada do livro "Boas receitas para uma boa saúde".

A receita é boa, vamos lá ver se a saúde se porta em condições :)
O meu computador continua doente e ainda por cima não consigo formatá-lo. O "técnico" ficou de aparecer ontem e deixou-me à espera. Vamos lá ver se resolvo isto hoje.
Continuação de boa semana!
tags: ,
publicado por Ameixinha às 10:45 | link do post | comentar | ver comentários (97) | partilhar
Domingo, 11.10.09

Vi-me negra para cá chegar...

... mas lá consegui algo no tom pretendido!
É a minha cor de eleição, adoro preto. Embora digam que as pessoas que vestem preto são sempre mais depressivas, eu sinto-me confortável de preto e nunca me comprometo :)

Estes filetes foram feitos ontem ao almoço. Fiz apenas para mim porque achei que mais ninguém estaria interessado em comer coisas pretas, parecem queimados e são muito pouco apelativos.
Confesso que gostei de os fazer e de os comer, embora o pessoal olhasse para mim com um ar muito desconfiado. Apenas sorri e mostrei-lhes as sementes de gergelim pretas que me repousavam nos dentes he he

Tenham cuidado se quiserem fazer algo parecido num jantar social, façam com sementes de gergelim/sésamo claras ou levem fio dentário (só para não confundir com aquele fio dental que anda metido nos regos he he), caso se queiram rir com a boca toda, tal como eu faço :)

Esta é considerada uma refeição saudável e eu concordo plenamente. Não foi usado nenhum sal e isso é muito bom. A receita original pedia filetes de linguado mas não ando a usar muito disso ultimamente, se é que me entendem ;) O gergelim era o mais comum mas, como é óbvio, troquei-o pelo preto.
Não tivesse eu ido a Lisboa e as manas Marques me tivessem mostrado os caminhos da Mouraria e não teria sementes pretas suficientes para os filetes! Tudo se proporcionou para eu conseguir um pretinho básico :)

Frango com sementes de gergelim

Para 4 pessoas
Tempo de preparação: 15 minutos, mais 30 minutos no frigorífico
Tempo de cozedura: 4 minutos

3 colheres de sopa rasas de farinha
6 colheres de sopa rasas de sementes de gergelim
2 colheres de chá rasas de mostarda de Dijon
2 colheres de sopa de polpa de tomate caseira (usei de compra)
1/2 colher de chá rasa de estragão seco ou 1/2 colher de chá de tomilho seco
0,5 dl de leite magro
4 filetes de linguado sem pele, cada um com 150 g (usei filetes de peito de frango)
1 colher de sopa de azeite
Rodelas de limão para enfeitar (também as uso, adoro sumo de limão nos filetes)

1. Misture bem a farinha com as sementes de gergelim e espalhe num prato raso.
2. Num prato pequeno, misture a mostarda com a polpa de tomate e o estragão até obter uma pasta.
3. Deite o leite num prato de sopa. Passe um filete pelo leite. Barre um dos lados com um pouco da pasta de tomate e mostarda. Ponha o filete sobre a mistura de farinha com o lado barrado para baixo. Barre o outro lado com a pasta e passe-o na farinha. Coloque o filete preparado num prato.
4. Prepare os outros filetes da mesma forma, cubra-os e leve ao frigorífico durante 30 minutos para a cobertura tomar consistência.
5. Ligue o grelhador em lume forte e unte a grelha com azeite. Coloque os filetes na grelha, pincele-os levemente com azeite e leve a grelhar durante 2 minutos. Vire os filetes com cuidado, pincele-os com azeite e deixe grelhar durante mais 2 minutos. Baixe a temperatura se as sementes de gergelim começarem a torrar muito rapidamente. Disponha cuidadosamente os filetes numa travessa aquecida e enfeite com rodelas de limão.

Notas:
-Receita retirada do livro "Boas receitas para uma boa saúde".
- Por pessoa: Calorias - 285; Total de gordura - 15 g; Gordura saturada - 2 g; Sódio - 265 mg; Açúcar adicionado - 0 g.
- No livro aconselham a servir com rodelas de tomate e ervilhas tortas. Não tinha, servi com bróculos cozidos ao vapor.
- É uma receita bastante simples e muito rápida, já para não dizer que saiu bastante barata.

Bom Domingo a todos! Vou ver se a coisa está preta por essa blogosfera fora ;)
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (81) | partilhar
Segunda-feira, 04.05.09

Peru com molho cremoso de coco

Lembram-se dos espinafres com queijo quadriculado que publiquei para o dia verde? Na altura, disse que foram o acompanhamento de um caril. Este é o tal caril :)
Uma refeição bastante diferente, exótica até, que deverá agradar a muitos de vós!
A receita veio do sítio do costume (a arca continua a não aparecer cá a casa he he) e eu limitei-me a fazer apenas umas pequenas alterações com o que tinha em casa.

Ingredientes:
500 g de peru
sal
pimenta
1 colher de sopa de farinha
1 colher de sopa de caril
50 g de margarina ou azeite
2 dl de leite de coco
1 pimento vermelho pequeno (não usei porque não tinha)
salsa (acrescentei eu)


Preparação:
Corte o peru em tiras e tempere com sal e pimenta. Misture a farinha com o caril, junte ao peru e mexa bem.
Derreta a margarina num tacho, junte o peru e deixe saltear, mexendo. Regue com o leite de coco, tape e deixe cozinhar sobre lume brando durante cerca de 20 minutos.
Adicione a salsa ao peru, rectifique o sal e deixe ferver mais 5 minutos. Sirva com os espinafres e uma rodela de abacaxi docinho!

Hoje, é uma receita simples, rápida e económica, assim como o meu post :)
Foi um fim de semana sossegadito, correu tudo bem na cozinha, não há aventuras para contar! Além do mais está novamente calor e eu sinto-me como aqueles animaizinhos chamados Preguiças. Tenho que meter requerimento para conseguir usar alguns neurónios ao mesmo tempo.

Tenham todos um bom início de semana :)
tags: ,
publicado por Ameixinha às 11:00 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Quarta-feira, 25.03.09

Frango com limão...

...Ou o vulgo maricas, como é conhecido pela blogosfera! A minha mãe chama-lhe paneleiro com uma pontinha de malícia, como ela tanto gosta :)
E esta é a 6ª foto que tenho no 6º arquivo no meu computador (quando me passaram o desafio até fiquei com medo de que a 6ª foto fosse impublicável hehe. Afinal, é um tanto ao quanto pornográfica mas não fere susceptibilidades, pois não?)!
Assim, está aceite e publicado o desafio feito pela Canela, Rute e pela Gasparzinha.


Andei à procura de receitas, queria fazer de maneira diferente das que tenho visto, mas o maricas não se dá a muitas variações, o limão entra sempre em cena :)

Para variar fui ao site que me devia patrocinar e não patrocina, encontrei a receita abaixo e fiz algumas adaptações.

Ingredientes:
1 frango
sal
colorau
1 limão
1 cabeça de alhos
1 cubo de caldo de galinha
1 ramo de alecrim seco (acrescentei eu e podem usar outra erva aromática)

Preparação:
Esfregue o frango com um pouco de sal e colorau. Retire a pele exterior à cabeça de alhos mas deixe-a inteira. Introduza-a dentro do frango e faça o mesmo ao cubo de caldo de galinha. Lave muito bem o limão e pique-o todo com um palito ou com um garfo. Introduza-o dentro do frango e feche a pele com um palito. Coloque o ramo de alecrim entre a pele e o peito do frango Leve o frango a assar no forno dentro de um tabuleiro durante cerca de 45 minutos, primeiro de peito para baixo, pois é assim que ele deve assar para ficar suculento. Vá regando várias vezes com o molho que se vai formando e virando o frango até estar bem dourado.

Eu não sei, mas sempre ouvi dizer que quem experimenta à maricas já não quer outra coisa :) É um facto que, cá em casa, o maricas tem subido à mesa com bastante frequência e toda a gente gosta!

Vou passar este desafio da 6ª foto à:


Quero agradecer à Sabrina pelo selo que ela me deixou no blog dela. Muito obrigada! Todos os dias tento estreitar os laços de amizade, é por isso que ofereço este selo a todos os que visitam este blog e têm uma certa amizade por mim :)


Aproveito também para avisar que a votação do desafio Chá da Tarde já começou! Podem aceder aqui e escolher a vossa tarte favorita. A minha tarte "girassol" está lá, bem como muitas outras receitas feitas por outras blogueiras. Não deixem de votar na vossa preferida, todas nós merecemos :)

Por último, mas não menos importante, deixo o aviso de que a Ana do blog Eu Mulher vai estar de visita a Portugal e passará por Lisboa e pelo Porto. Aproveitamos esta ocasião para marcar um encontro no Porto e conhecer algumas blogueiras. Ainda não sabemos o dia certo e essa informação será apenas divulgada às pessoas interessadas em comparecer e que entrem em contacto através de mail. Como devem imaginar não sabemos quem nos lê e convém ser discretas em relação a encontros e convívios. Caso estejam interessadas em aparecer no Porto, eu terei todo o gosto em "aceitar inscrições" he he

Eu e a Ana vamos lá estar, quem se quiser juntar à festa é só avisar!

tags: ,
publicado por Ameixinha às 12:00 | link do post | comentar | ver comentários (63) | partilhar
Segunda-feira, 16.03.09

Frango com batata doce



Para quem gosta de batata doce, esta foi a forma que eu mais gostei de as comer, estufadas e misturadas com o molho do frango. O caril dá-lhe uma cor fantástica e todos comemos com os olhos!

Receita inspirada neste site, para variar :)



Para 4 pessoas

1 frango

60 g de margarina

2 cebolas

1 dente de alho

3 tomates maduros (usei tomate enlatado)

1 cravinho

gengibre fresco

500 g de batata doce

2 dl de água

1 pitada de caril

50 g de amendoins descascados e torrados (não usei)



Preparação

Corte o frango em bocados e aloure-os de todos os lados na margarina. Quando estiverem dourados, retire os pedaços de frango e deite no tacho, as cebolas, descascadas e cortadas em gomos e o alho esmagado. Deixe a cebola amolecer e junte o tomate, pelado e sem grainhas, cortado em bocados, e o cravinho. Deixe saltear 5 minutos e volte a introduzir os pedaços de frango e as batatas doces, descascadas e cortadas em rodelas. Tempere com sal, pimenta e uma pitada de gengibre, ralado na altura. Regue com a água quente, tape o tacho e deixe cozinhar sobre lume brando cerca de 40 minutos ou até o frango e as batatas estarem tenros. Junte os amendoins torrados e disponha no prato de serviço. Acompanhe com bróculos cozidos.









Há uma semanas a Academia foi contactada pela Editorial Presença para proceder a uma crítica literária. Uma surpresa inesperada mas, que vem enriquecer este fabuloso projecto que estamos a desenvolver. Contamos com a visita e o incentivo de todos os sócios e pessoas que se interessam por livros. Estamos a crescer! Para saberem mais cliquem aqui :)
publicado por Ameixinha às 12:18 | link do post | comentar | ver comentários (76) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...