Sexta-feira, 26.02.10

Espinafres com grão-de-bico

Estamos de dieta à base de água e vento há mais de uma semana. De uma coisa não nos podemos queixar: não morremos à sede! Mas isto é cansativo! Quero ir dar uma caminhada, esticar as pernas, ver amigos e a água não deixa, a não ser que eu não me importe de ir no enxurro, porque a aldeia é sempre a descer e até ia chegar à cidade mais rapidinho :)
Entretanto resolvi entrar noutra dieta, a da Manuela e apresento aqui uma salada quente que reuniu consenso. Grão-de-bico é algo que é sempre muito bem visto nesta casa, embora acarrete efeitos secundários manhosos he he Mas podem sempre dizer que o barulho é do vento, o que não deixa de ser verdade ;)

Para 4-6 pessoas:
2 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho grande, cortado ao meio
1 cebola média, finamente picada
1/2 colher (chá) de cominhos
pitada de pimenta-de-caiena (não tinha, usei pimenta branca)
pitada de açafrão-da-índia (usei estames de açafrão)
800 gr de grão-de-bico, enlatado, escorrido e enxaguado (cozi eu o grão na panela de pressão)
500 gr de folhas de espinafre pequenas, lavadas e sacudidas para tirar a água em excesso
2 pimientos del piquillo, escorridos e cortados às rodelas (usei pimento vermelho comum)
sal e pimenta

Preparação:

1. Aqueça o azeite numa caçarola grande com tampa em lume médio-alto. Adicione o alho e deixe refogar durante 2 minutos, ou até ficar alourado, mas não queimado. Retire com uma escumadeira e deite fora.

2. Acrescente a cebola, os cominhos, a pimenta-de-caiena e o açafrão-da-índia e deixe cozer, mexendo, durante cerca de 5 minutos até ficarem brandos. Junte o grão-de-bico e mexa, até ganhar, ligeiramente, a tonalidade do açafrão-da-índia e da pimenta.

3. Acrescente, mexendo, os espinafres apenas com a água que estiver nas folhas. Tape e coza durante 4-5 minutos até ficarem murchos (os meus levaram mais tempo). Destape, deite os pimientos del piquillo, e deixe cozer mais um pouco, mexendo com calma, até o líquido se evaporar. Tempere com sal e pimenta e sirva.



Nota: Como eu usei pimento vermelho, acrescentei-o logo no início, ao mesmo tempo da cebola, para que ele fosse ficando tenro.
Receita retirada do livro "Cozinha Mediterrânica" da Parragon.

Manuela, sei que gostas de espinafres e de grão, espero que aproves esta minha sugestão :)
Parabéns ao Delícias e Companhia pelo segundo aniversário e que conte muitos mais anos de delícias saudáveis e outras nem tanto!

Bom fim de semana a todos.
publicado por Ameixinha às 12:10 | link do post | comentar | ver comentários (58) | partilhar
Quarta-feira, 28.10.09

Salada de pepino japonês

Parece que o sol e o calorzinho voltaram e, nada melhor, que uma saladinha refrescante!
Encontrei no PD de Braga um pepino que nunca tinha visto, comprido e fininho (uiiii). Na etiqueta dizia pepino doce, custou 0,40€ e nem pensei duas vezes, trouxe-o comigo mesmo sem saber o que ia fazer com ele (sabia que era para cozinhar, ok?), nem como se preparava. Pena não ter os mesmos produtos em todos os PD.

Cheguei a casa e pesquisei, acho que o nome dele é mais pepino inglês ou pepino japonês, pois não encontrei qualquer definição de pepino doce e não é nadinha doce :) Pelo que li, vem embalado para não perder a água que tem na sua composição.
É muito parecido com o nosso pepino mas mais suave e sem sementes a incomodar. Gostei muito do resultado.
Encontrei a receita perfeita para ser testada aqui, digam lá se não fica uma salada bonita?

Ingredientes:
1 pepino inglês (ou japonês, desde que não tenha sementes)
1/4 chávena de vinagre de arroz (para mim é demasiado, reduzi para metade)
1 colher (chá) de óleo de sésamo
1/2 colher (chá) de açúcar
1/4 colher (chá) de sal
1 pitada de flocos de pimentão vermelho (não usei)
Sementes de sésamo pretas para polvilhar

Corte as extremidades do pepino e, depois, cortem o pepino ao meio para obter duas metades. Usando uma mandolina ou descascador de vegetais vá fatiando o pepino finamente e coloque-os numa bacia/tigela.
Combine o vinagre, óleo de sésamo, açúcar, sal e flocos de pimentão numa chávena e mexa até o açúcar dissolver. Prove e ajuste o tempero. Coloque por cima das fatias de pepino e mexa bem mas gentilmente.
Coloque numa travessa de servir e polvilhe com as sementes de sésamo.

Nota: Não fica doce, o açúcar é apenas para equilibrar o ácido do vinagre de arroz.

************************************


Quero aproveitar para vos mostrar a minha nova pregadeira, que já não é muito nova porque já a tenho há mais de um mês :)
Mas não podia deixar de divulgar o excelente trabalho da Janinha que teve uma paciência incrível comigo he he
Pedi-lhe que me fizesse uma pregadeira com o meu Matias e, depois de algumas tentativas surgiu isto que se vê. Não é fofinho? Ela está a aceitar encomendas para o Natal, quem estiver interessado passe lá e veja as coisas fantásticas que ela tem :) Ahh e encomendem que não se vão arrepender! A Janinha é uma simpatia!
Juro que paguei a minha pregadeira, não estou a ganhar nada com a publicidade, ok? É só que... ela merece e achei os preços muito acessíveis :)
tags:
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (69) | partilhar
Terça-feira, 13.10.09

Salada de legumes grelhados

O calor voltou e, se bem se lembram, pela altura do encontro de Lisboa, parecia que estávamos no deserto! Depois do encontro fui ter com a minha homónima amiga e ex-futura-cunhada (que pena!!!) ao Bairro Alto e depois seguimos até ao Rego (salvo seja! É Rego localidade e não aquele rego onde entra o fio dental he he) onde conheci o seu novo apartamento e a gata gorda Olívia (se ela vê isto mata-me!) mais conhecida como Paçoquita :)

As pernas de frango caseiro já estavam prontas para ir ao forno e ela lá começou a preparar os legumes para fazer esta saladinha. Entretanto diverti-me a passar os olhos nas dezenas de livros de culinária que ela tem :)

Depois de provar só tive uma palavra: espectacular! Pedi que me enviasse a receita por mail e aqui está ela sem tirar nem pôr. Só sei que a receita é de um livro de legumes das Selecções do Reader´s Digest.

Aí vai... tal como me chegou pelo mail! A vermelho escrevi os meus comentários :)

salada de legumes grelhados
agradável ao paladar e benéfico para o coração, este prato é uma composição mediterrânica rica em vitaminas e fitoquímicos.

para: 6 pessoas
preparação: 30 minutos
cozedura: 30 minutos

1 beringela
1 bolbo de funcho pequeno (200 gr) (não havia lá em casa e aqui também não há)
1 courgette-amarela (aqui não encontro, usei apenas 1 verde, no Rego também não havia)
1 courgette-verde
2 colheres de sopa de azeite
1 pimento-vermelho cortado ao meio
3 tomates-chucha cortados ao meio e sem sementes (não usei)
2 dentes de alho em lâminas
1/2 colher de café de oregãos secos
1 1/2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
sal


1. aqueça uma chapa grelhadora canelada. corte a beringela, o funcho e as courgettes no sentido do comprimento em fatias com 1 cm de espessura. pincele-as com um pouco de azeite e tempere com sal.

2. coloque o pimento com o lado da pele no grelhador durante 4 a 5 minutos, ou até ficar chamuscado e com bolhas. grelhe a beringela, o funcho e as courgettes durante 4 minutos, ou até ficarem com as marcas do grelhador. vire os legumes e deixe as courgettes grelharem mais 3 minutos, e a beringela e o funcho, mais 5 a 6 minutos. (Coloquei tudo junto no grelhador, a beringela é a que demora mais tempo).

3. pincele ligeiramente os tomates-chucha e grelhe-os, com os lados cortados para baixo, durante 3 minutos, ou até ficarem com as marcas do grelhador.

4. numa frigideira pequena, aqueça o azeite em lume médio. salteie o alho e os oregãos durante 1 minuto e tempere com sal. deixe arrefecer ligeiramente e misture o vinagre balsâmico. (este molho é estupidamente delicioso. Vou experimentar noutras saladas, é mesmo muito bom!)

5. retire a pele ao pimento (não retirei e não acho que seja necessário) e corte-o em tiras compridas. corte os outros legumes em pedaços. misture-os numa saladeira, regue com o molho e mexa para envolver. sirva à temperatura ambiente.

por pessoa: 90 calorias; 2,4 g de proteínas; 6 g de hidratos de carbono; 6,3 g de gorduras (1 g saturadas); 0 mg de colesterol; 3,4 g de fibras; 500 mg de potássio.

++++++++++++++++++++++++++++++++++


eu faço algumas alterações:
- corto os legumes em fatias, e depois de grelhados em tiras (também fiz assim)
- e ponho a beringela com sal a escorrer para tirar o ácido, antes de grelhar (igualmente)
- tb grelho cebola (fica óptimo, adoro) (idem aspas)
- e não costumo fritar o alho no azeite, daí o mau hálito (eu fritei, ficou muito melhor e sem hálito!)
- se misturares tb queijo feta aos quadrados fica uma ainda mais deliciosa e completa refeição (eu queria mas cá em casa ninguém gosta, só eu! E tu também não me deste feta mas fizeste-me uma grande festa he he)

eh eh (este eh eh é dela, o meu é he he)

------------------------------------

Aproveitem o calor e façam, altamente recomendada por duas possuídas que gostam muito de legumes ;)

Agora queria avisar-vos que na próxima sexta-feira será a 4ª Edição do World Bread Day/ Dia Mundial do Pão e, como muitos de nós gostam de um belo pãozinho, que acham de participar? O tema é livre, podem fazer qualquer tipo de pão, desde que seja pão. Podem também comprar o pão e falar acerca dele. É da vossa preferência :)
A Moira, tem um post aqui que explica bem o desafio e contém as regras. Participem!

Também quero avisar que, no próximo dia 17 de Outubro, Sábado, vai sair um artigo na revista do jornal "i" dedicado aos doces e, algumas bloguistas desta "praça" foram convidadas/desafiadas a apresentar uma receita. Quem estiver interessado já sabe, comprem o "i" e deliciem-se :)
Se as vendas do "i" dispararem, será que tenho direito a uma percentagem? he he

E por hoje é "só" isto tudo!
Até sexta... para o pão ;)

publicado por Ameixinha às 19:30 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Quarta-feira, 23.09.09

Salada de tomates moonblush com duas alfaces, brie e hortelã

A foto ficou uma tristeza, não gostei dos tomates da Nigella (salvo seja!) no forno, pois aconteceu-me o que mesmo que a algumas pessoas. Ou seja, era suposto os tomatinhos secarem a noite toda no forno aquecido e depois desligado, mas de manhã estavam quase como lá os tinha deixado. Foi impossível comer a pele que ficou dura como cornos. Não sei como são os tomates ingleses mas os portugueses são de pele rija he he
Deveria ter ligado o forno outra vez mas não me apeteceu. Portanto, vou partilhar a minha experiência e a receita que é muito boa com tomates sem irem ao forno ou, idos a um forno mais potente que o meu. Para descomplicar, façam tudo ao natural que também fica uma delícia :)

Como o calor persiste aí vai mais uma saladinha!

Para os tomates moonblush que é como quem diz, feitos à luz do luar:
500 g (cerca de 24) tomates-cereja ou outros tomates bebé
2 colheres (chá) de sal Maldon ou 1 colher (chá) de sal de mesa
1/4 colher (chá) de açúcar
1 colher (chá) de tomilho seco
2 colheres (chá) de azeite

1. Pré-aqueça o forno a 220 ºC/gás 7
2. Corte os tomates a meio (uiiiii!) e coloque-os com o lado cortado para cima, num prato de ir ao forno. Polvilhe com sal, açúcar, tomilho e o azeite.
3. Coloque-os no forno e desligue-o imediatamente. Deixe os tomates no forno durante a noite ou durante um dia, sem abrir a porta.

Por acaso gostava de saber se alguém já fez esta receita da Nigella e qual o resultado. Ou se alguém a vai fazer :) Era bom ter mais opiniões acerca dos tomates!

Para a salada:

200 g de folhas de rúcula ou espinafres (usei alface roxa e branca frisadas)
2 embalagens de 100 g de queijo de cabra macio, como o Chavroux (foi mesmo Brie)
1 receita de tomates moonblush (acima)
1 colher (sopa - 15 ml) de sumo de limão
2 colheres (sopa) de azeite extra-virgem
2 colheres (sopa) hortelã acabada de cortar

1. Disponha as folhas verdes num grande prato, retire conchas de queijo macio de cabra e espalhe-as pelo prato.
2. Junte as metades de tomate moonblush, cozinhadas e intensamente vermelhas (dramática ela he he).
3. No mesmo prato em que os tomates assaram, misture o sumo de limão e o azeite e verta sobre a salada.
4. Polvilhe com a hortelã cortada.


Apesar de não termos gostado dos tomates, usei-os para fazer um molho de pizza que ficou altamente :) Desperdício nunca!
publicado por Ameixinha às 11:50 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar
Terça-feira, 15.09.09

Salada de arroz

Como não tenho publicado nenhuma saladinha ultimamente :), para desenjoar, aqui vai uma que me surpreendeu bastante pela positiva!
Eu não sou muito de arroz, sou mais de batatas, mas esta salada ficou uma maravilha e, pela primeira vez em muitos anos, voltei a provar salsicha mas com atum também fica bom.
Não segui nenhuma receita à letra, mas baseei-me nesta e cheguei a este resultado que agradou ao pessoal. É sempre bom quando os ranhosos comem estas sugestões diferentes :)
Usei arroz integral mas podem usar o comum.

Ingredientes:

Arroz cozido
Tomate sem pele e sem sementes cortados em cubos
1 pimento vermelho em cubos
1 cenoura ralada
1 lata de salsichas

Molho:
3 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho picado
1 colher (sopa) de vinagre
1 colher (sopa) de mostarda (usei Dijon)
sal e pimenta a gosto
salsa picada

É só misturar os ingredientes da salada, à parte misturar os ingredientes do molho e colocar por cima da salada. Envolver bem e servir.

Bom resto de semana ;)
tags: ,
publicado por Ameixinha às 15:00 | link do post | comentar | ver comentários (62) | partilhar
Domingo, 13.09.09

Salada roxa


Finalmente :)
Há mais de um mês que tenho esta receita preparada, porque sou completamente despassarada e achei que era para publicar em Agosto he he
Ora cá estamos no muito falado dia roxo, uma cor que me agrada!
Esta salada ficou um espectáculo, por isso nem inventei mais nada para este dia. Ainda por cima leva bacon e batata... boa, boa, boa!

Quem não quiser juntar a batata e a maionese, faça só a couve roxa salteada com o bacon que obtem um excelente acompanhamento. Por isso tirei fotografia a meio da receita, depois da couve estar salteada, fica com muito bom aspecto (foto acima). Depois de juntar a maionese o aspecto não fica tão bom, mas o sabor é tudo! Os gajos da casa torceram o nariz quando viram mas, depois de provar... não sobrou nada. Portanto, não negue à partida uma salada roxa que desconhece, ok?

Bem fresquinha e não há calor que resista :)
Já não faço a mínima ideia do que servi com esta salada mas fica ao gosto de cada um.


Ingredientes:
1 kg de batata em cubos
200 g de bacon em cubos
2 chávenas de couve roxa fatiada bem fina
sal, pimenta e salsa picada a gosto (salsa não tinha mas, um mês depois, já tenho. Finalmente!)
1 chávena de maionese (usei meia e acho que chegou)
200 g de natas (usei menos e acho até que pode ser omitida)

Cozinhe a batata em água a ferver com sal por 10 minutos ou até amaciar. Escorra.
Aqueça uma frigideira grande e refogue o bacon por 5 minutos. Despeje a couve e refogue por 3 minutos para murchar levemente. Tempere com sal e pimenta e deixe arrefecer. Misture a maionese, o repolho com o bacon, as natas, a batata e tempere com sal e pimenta. Despeje num recipiente e polvilhe com salsa. Leve ao frigorífico por, no mínimo, 2 horas antes de servir.


Notas:
- Para ver se a batata está cozida, espete uma faca. Se a batata cair da lâmina da faca, já está pronta.
- Comprei o bacon inteiro. A embalagem com o bacon já cortado em cubos é muito mais cara.
- Para cortar o repolho fino usei um cortador de queijo e resultou muito bem. Temos que usar o que existe em casa :)
- A receita foi retirada da revista Delícias da Culinária nº 12 e chama-se mesmo Salada Roxa, não fui eu que inventei o nome de propósito para este dia he he

Bom Domingo e bom dia roxo para todos mas sem olhos roxos à mistura, ok? ;)
publicado por Ameixinha às 00:01 | link do post | comentar | ver comentários (80) | partilhar
Quarta-feira, 09.09.09

Saladinha de milho

Está calor não está?
Tem estado tanto calor que eu tenho batido mal da mioleira. Eu fico rabujenta, mal-disposta, com vontade de destruir tudo que me aparece pela frente, sem fome, com muita sede e sem grande paciência para cozinhados. Ontem apeteceu-me rasgar a roupa que, em vão, vestia e despia.

É que só apetece andar como os outros, com umas folhas de videira a tapar as miúdezas. Naquele tempo é que era e eles ainda estavam no paraíso, imaginem se viessem parar a este inferno?! he he

A solução é dedicar-me às saladas frescas e saudáveis a ver se acalma o mau feitio :)
Esta que vos apresento foi inspirada na revista Boa Mesa nº6 de 2004. É muito rápida de fazer e super refrescante. Acho que, em parte, deve-se ao vinagre de arroz que andei meses sem encontrar e, de repente, apareceu-me pela frente :) Com umas sardinhas minúsculas que não deixam vestígios no prato (vai cabeça, vai rabo, vão espinhas, hoje em dia não se pode desperdiçar nada he he) ou uns panadinhos, não há nada melhor e satisfaz perfeitamente. Experimentem que não se vão arrepender!

Ingredientes:
50 g de milho (sugerem de lata mas congelado também resulta, desde que deixem arrefecer)
2 tomates picados em cubos (usei tomate-cereja)
1 pepino picado em cubos (substituí por 1 cenoura)
1 pimento cortado em cubos

Para o molho:
1 dente de alho picado
4 colheres (sopa) de vinagre de arroz (usei 1 colher de sopa)
2 colheres (sopa) de azeite
1 colher (chá) de mostarda de Dijon
1/2 colher (chá) de sal
1/4 colher (chá) de pimenta

Preparação:
Coloque numa tigela o milho, o tomate picado, o pepino e o pimento também cortado em cubos.
Misture todos os ingredientes do molho e regue os legumes.
Deixe descansar por alguns minutos para ganharem sabor.
Sirva fria ou à temperatura ambiente.

Notas:
-Acho mesmo que a proporção entre o azeite e o vinagre não devem estar correctas. Notei-o logo que vi a receita e decidi diminuir a quantidade de vinagre de arroz. Isto vai ao gosto de cada um mas, acho que 1 colher de sopa de vinagre para duas colheres de sopa de azeite é perfeito para nós cá em casa.
-Conserva-se bem no frigorífico. Para 4 pessoas só dá para uma refeição.
-Não é daquelas que aumenta a produção de gás natural. Podem comer descansados :)
publicado por Ameixinha às 14:00 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar
Segunda-feira, 31.08.09

Salada de tomate com sumac


Voltei, voltei
Voltei de lá
Ainda ontem estava em Lisboa
E agora já estou cá

:)

Para algumas, o encontro foi tão intenso que ainda nem tiveram coragem de dizer nada he he
Aquilo é que foi uma concentração de gajas boas, eu nunca tinha visto!
Descobriram todas que eu sou alta, diria imensa até :)
Bem, mas o relato fica para outra altura porque a ocasião exige algo mais elaborado. Quero apenas agradecer a todas quantas puderam comparecer e partilhar uma tarde comigo. Foi muita gente para pouco tempo mas valeu bem a pena!
Também peço a quem tenha tirado fotos para as enviarem para o meu mail, ok? É que eu não tenho nenhuma e gostava de ficar com uma recordação ;)

Como a Minhota teve coragem, diria até tomates, para enfrentar tanta moura, fica aqui esta maravilhosa salada de tomate que encontrei no Chucrute. Agradeço muito o patrocínio da Noémia, sem os tomates dela (salvo seja!) nada disto seria possível :)
Gaja boa, só faltavas lá tu para mostrar às mouras o quanto vale uma mulher do Norte carago he he



Ingredientes:
1/2 cabeça de alho (tal como a Fer eu diminuí e usei alho a gosto)
1 colher (sopa) de maionese
1 colher (sopa) de azeite, mais extra para servir
2 tomates grandes
1 colher (sopa) de sumac
Folhas de hortelã fresca picadinha
Sal a gosto

Preparação:
No almofariz ou processador, moa bem o alho misturado com a maionese e o azeite. Prepare a salada cortando o tomate em fatias e colocando numa travessa. Pincele com a maionese de alho, salpique com sal e sumac, regue com um fio de azeite e decore com as folhas de hortelã picada.

Boa semana a todos!
publicado por Ameixinha às 12:45 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Terça-feira, 25.08.09

Salada de milho e feijão preto com vinagrete de limão

Vi esta imagem fantástica aqui e decidi que tinha que fazer... tentar fazer!
Foi o que fiz, embora com algumas alterações. Mesmo assim, foi do agrado de todos, ninguém deixou de a comer e o meu pai até disse que o que sobrasse devia ser guardado para o lanche, de tão boa que é :)
Como é óbvio, só será muito boa para quem aprecia muito estes ingredientes e para quem não se incomoda com a quantidade de gás natural que advém do seu consumo he he
Aliás, acho que nem vou tirar bilhete para ir ao Porto e Lisboa, o gás natural leva-nos onde queremos :)
Isto não vai soar nada bem mas que se lixe, haja alegria! Espero é que ninguém se afaste de mim já que sou uma potencial fonte de energia, ok? "Felizmente não cheira." he he

Salada:
1 chávena de milho congelado
425 g de feijão preto enlatado (cozi o meu na panela de pressão)
425 g de grão de bico enlatado (cozi o meu na panela de pressão)
1 pimento vermelho cortado pequeno (usei um tomate maduro mas rijo e descartei as sementes)
1 manga ou pêssego (não usei)

Vinagrete:
2 limas, zester e sumo (usei limão - o siciliano para as amigas brasileiras)
2 colheres (sopa) de vinagre balsâmico
1/2 chávena de folhas de manjericão (não usei porque o meu manjericão não cresceu este ano)
1/4 colher (chá) de cominhos moídos (opcional - não usei)
1/3 chávena de azeite
sal e pimenta preta a gosto

Preparação:
Misture o milho, feijão, grão, pimento (tomate) e a manga (pêssego).
Numa tigela pequena combine o zest, sumo, vinagre, manjericão e os cominhos.
Lentamente junte o azeite, mexendo constantemente até que a mistura engrosse. Tempere com sal e pimenta.
Coloque o vinagrete por cima da salada e mexa. Refrigere por 1 hora e misture outra vez antes de servir.

Notas:
- O milho pode ser fresco em espiga, aqui não encontro disso.
- As leguminosas devem ser drenadas da água.
- Não usei manga nem pêssego porque não iria agradar a todos e não me apeteceu ver os narizes torcidos. Aliás, no original sugere manga mas num dos comentários deixados no post, disseram que usaram pêssego e também ficou bom.
- A blogueira não usou cominhos porque se esqueceu, os meus estavam fora do prazo e optei por não usar. Tal como aconteceu com ela, a salada ficou boa sem eles. Mas não sei se ficaria melhor se os usasse. Como passou a ser salada cá de casa, vou testar novamente com os cominhos. Para quem não aprecia, deixe de fora!
- O sal sugerido é o Kosher, mas eu não tenho, usei sal marinho e moí a pimenta preta na hora.
- Não usei o vinagrete todo, achei exagerado. Guardei-o e usei-o noutras saladas. É muito refrescante.
- Serve 4 a 6 pessoas.
- A minha foto não é digna da salada, vejam uma bela foto desta salada no sítio de onde eu retirei a receita. Aquilo sim, é uma bela foto!



A Titó ofereceu-me este selinho e junto com ele vinham umas perguntitas:

Uma música mágica: Imensas, uma delas é "The dull flame of desire"
Um filme mágico : Eduardo mãos de tesoura
Uma viagem mágica: Islândia, Irlanda e Itália (ainda não a fiz mas sinto que deve ser mágica)
Maquilhagem mágica: a minha, consegue colocar-me menos feia he he

Passo a:

Noémia (A arte dos trapinhos)

Isabel (Vai melhorar)

Ana (Eu mulher)


Anabenfica (Tricas & Nicas)

Está tudo pronto para os encontros? Já anda tudo ansioso, com a periquita aos saltos de tanta emoção? Não? Sim?
Cuidado, olhem que a emoção pode fazer mal ao coração, tomem um drunfo e durmam descansadinhas he he
Eu lá vos espero, umas no Porto outras em Lisboa :)
É tudo à molhada e fé em Deus!
Se eu não aparecer a casa, já disse à minha mãe para ligar para a polícia. Portanto... não se atrevam, ó mouras, a tocar-me num fiozinho de cabelo. Nem nos castanhos nem nos brancos, ok? he he
Peço que não digam na net a hora e o local onde nos vamos encontrar, ok? Já basta eu ter que vos aturar a todas, aparecerem mais mouros indesejados seria o verdadeiro descalabro, o horror, a loucura he he
Continuação de boa semana!
publicado por Ameixinha às 15:10 | link do post | comentar | ver comentários (62) | partilhar
Sexta-feira, 05.06.09

Salada de batata/Pérolas a porcos

Tenho a sorte - ou azar, depende dos dias! - de viver rodeada de pessoas que se dedicam ao trabalho no campo. Pessoas que disponibilizam os produtos da época a preços mais simpáticos!
Como sou absolutamente batateira, é-me impossível resistir às batatinhas novas. Aqui, nesta terra onde nem Judas passou, as batatinhas novas mais pequeninas não são colocadas à venda. Há sempre quem despreze as coisinhas mais pequeninas, aquelas que não têm muita graça e, pasmem, estas batatinhas minúsculas são dadas aos porcos! Devo dizer que, os animais têm uma sorte do caraças porque são as batatas mais gostosas que eu comi e espero esta altura para me enfardar de batatinhas novas :)
Eu, que tenho uma porquinha de mim, vou em busca das batatinhas antes que os porcos tenham sorte! Se tiverem oportunidade de arranjar ou comprar... façam-no que não se arrependem! São boas de qualquer maneira, só ainda não as provei cruas mas deixo que as cruas fiquem para os porquinhos :)
Esta receita é do não menos porquinho (olhem, sem querer fiz um post que reúne os porcos e o cozinheiro que raramente lava as mãos he he), Jamie Oliver e foi retirada do único livro que tenho dele: "Na cozinha com Jamie Oliver".
Espero que vos agrade e... soltem lá os porquinhos que existem dentro de vós e comam estas pérolas deliciosas :)


Descasque ou raspe 455 g de batatas novas de tamanho semelhante (porquinho mas muito rigoroso, eu usei meio quilo e raspei a pele). Coza as batatas em água a ferver com sal.
Coza-as bem de forma a que escorreguem da lâmina da faca quando a espeta na batata (não devem estar cruas mas não devem estar muito cozidas). As minhas cozeram rapidamente... convém ir "sacrificando" uma batatatinha para ver o ponto. Assim que estiverem cozidas, escorra-as e ponha numa tigela. É importante que se junte o molho nesta fase, enquanto as batatas ainda estão quentes para que os sabores penetrem nelas.

Molho de azeite e sumo de limão:
2 colheres de sopa de sumo de limão
5 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá mal cheia de sal
1 colher de chá mal cheia de pimenta-preta acabada de moer
salsa fresca picada a gosto

Misture bem todos os ingredientes e espalhe por cima das batatas.



Já fiz duas vezes, o pessoal ficou viciado na receita e não quer outra coisa. Podem comer-se quentes mas mornas ou frias são muito melhores. Desta vez foram servidas com alheiras (vegetariana no meu caso) e da outra vez não me lembro bem (mais um neurónio que foi à vida) mas acho que foi com frango assado com limão.


A Sushibaby  atribuíu-me este selinho cheio de glamour, obrigada!
As regras são:

1- Exibir o selo no seu blog;
2- Postar o link do blog que te indicou;
3- Listar cinco desejos de consumo que a deixariam mais glamourosa;
4- Indicar dez amigas glamourosas e avisá-las que foram escolhidas.

Não é que o que se compre nos deixe mais glamourosas mas deixar-me-iam bem melhor.

1- Desejo que os dois "cromos dos hipers" encontrem o caminho da minha casa e entreguem a arca frigorífica!
2- Uma casa mais espaçosa, luminosa, aconchegante e desparasitada (tenho a sensação que ontem estava quase a adormecer e passou-me uma aranhona nos lençóis. Imaginam o salto? Imaginem he he)
3- Quero um jardim para poder ter as minhas plantinhas e animaizinhos que não se deitem em cima delas :)
4- Ter dinheiro para comprar o que bem me apetecer e não ter que fazer contas à vida. Ter um emprego que me dê essa oportunidade ou ganhar o euromilhões!
5- Viajar muito, se possível para países que quero muito conhecer.

Isto de passar não é nada fácil, por isso vou deixar ao critério de quem comenta este blog. Levem porque há sempre um pouco de glamour em cada um de nós ;)

Tá feito!
Quero aproveitar para dizer que tenho vindo a reparar que a minha lista de seguidores está a crescer, ainda não fui ver se por lá anda algum gajo bom he he
Ainda não tive disponibilidade de ir ver e visitar mas espero que gostem do que seguem :)

Boa sexta-feira e bom fim de semana!

publicado por Ameixinha às 00:10 | link do post | comentar | ver comentários (73) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...