Quarta-feira, 07.10.09

Dourada com limão

Como o tempo já arrefeceu e já não custa ter o forno ligado, aqui vai uma receita com um dos meus peixes favoritos, aliado ao maravilhoso sabor e aroma do limão!
É uma receita bastante simples e, depois de estar no forno, podem fazer o que bem vos apetecer porque não precisa de vigia constante. O Matias sim, precisa de vigia constante... o peixe se se atirar ao poço salva-se já que sabe nadar. O Matias... não sabe nadar yoooo :)

Pela toalha até parece Natal mas, cá em casa... é quando uma mulher quiser (já que os homens não fazem ponta de corno, nem sequer estender a toalha na mesa!) e a toalha tem uso todo o ano. Deve ser para tentar manter o espírito de fraternidade, alegria, entreajuda.
O raio da toalha deve estar estragada... é que nem sempre resulta ;)

Foi servido com as batatas maravilha do Jamie Oliver!
Haja um que cozinhe por todos os homens que só querem comer :)
Hoje estou caustica! Perdoem-me todos os homens que ajudam as mulheres, vestem o avental (diz que alguns é só mesmo avental he he) e manejam os tachos com eficiência! Felizmente, conheço alguns. Só tenho pena que não vivam cá em casa.

Não me levem a mal, eu gosto de cozinhar (adoro!), mas uma folga de quando em quando sabe bem e, se não cozinham, pelos menos ponham a mesa e lavem a loiça, sim? Também não sou sempre eu que cozinho, a minha mãe é a minha aliada nas incursões culinárias!

Siga a receita que já divaguei e isto era para ficar bem curtinho!

Ingredientes:
4 douradas
4 limões
2 cebolas médias
2 tomates maduros (usei uma lata de tomate pelado)
2 dl de azeite
1 dl de vinho branco
sal, pimenta, salsa q.b.

Amanhe as douradas e tempere-as com sal e pimenta.
Com um canelador, faça cortes à volta do limão (isto é só para ficar mais bonito e dar mais um bocado de trabalho. Saltei esta parte), corte-o em rodelas e coloque-as sobre o peixe.
Prenda cuidadosamente com fio de cozinha (usei as bandas de silicone, mas não resultou muito bem porque o peixe é escorregadio e as bandas também).
Descasque as cebolas e corte-as em gomos, assim como o tomate. Coloque-os no fundo de uma assadeira e sobreponha-lhe as douradas.
Regue com o azeite e o vinho e leve ao forno, a 180º C, entre 35 a 40 minutos. Sirva o peixe, decorado com salsa em rama.

Notas:
- Receita retirada da compilação da VIP "Alimentos com história" da Impala.
- É sugerido que seja colocado um raminho de alecrim ou tomilho na barriga das douradas. Eu faço sempre isso com quase todos os peixes que asso. Normalmente, uso sempre alecrim e tomilho, foi o que fiz.
- A quantidade de douradas depende do tamanho delas e de quantas pessoas vão comer. Só assei três mas eram grandes.
- O limão larga bastante líquido. Mesmo que achem que tem pouco líquido antes de ir ao forno, não se preocupem. Depois vai largar muito sumo.
- Esqueci-me da salsa.
- Gostei muito do resultado. Ficou muito saboroso! Acho que resultará bem com outros peixes.

Continuação de boa semana ;)

tags:
publicado por Ameixinha às 11:00 | link do post | comentar | ver comentários (63) | partilhar
Quarta-feira, 09.09.09

Saladinha de milho

Está calor não está?
Tem estado tanto calor que eu tenho batido mal da mioleira. Eu fico rabujenta, mal-disposta, com vontade de destruir tudo que me aparece pela frente, sem fome, com muita sede e sem grande paciência para cozinhados. Ontem apeteceu-me rasgar a roupa que, em vão, vestia e despia.

É que só apetece andar como os outros, com umas folhas de videira a tapar as miúdezas. Naquele tempo é que era e eles ainda estavam no paraíso, imaginem se viessem parar a este inferno?! he he

A solução é dedicar-me às saladas frescas e saudáveis a ver se acalma o mau feitio :)
Esta que vos apresento foi inspirada na revista Boa Mesa nº6 de 2004. É muito rápida de fazer e super refrescante. Acho que, em parte, deve-se ao vinagre de arroz que andei meses sem encontrar e, de repente, apareceu-me pela frente :) Com umas sardinhas minúsculas que não deixam vestígios no prato (vai cabeça, vai rabo, vão espinhas, hoje em dia não se pode desperdiçar nada he he) ou uns panadinhos, não há nada melhor e satisfaz perfeitamente. Experimentem que não se vão arrepender!

Ingredientes:
50 g de milho (sugerem de lata mas congelado também resulta, desde que deixem arrefecer)
2 tomates picados em cubos (usei tomate-cereja)
1 pepino picado em cubos (substituí por 1 cenoura)
1 pimento cortado em cubos

Para o molho:
1 dente de alho picado
4 colheres (sopa) de vinagre de arroz (usei 1 colher de sopa)
2 colheres (sopa) de azeite
1 colher (chá) de mostarda de Dijon
1/2 colher (chá) de sal
1/4 colher (chá) de pimenta

Preparação:
Coloque numa tigela o milho, o tomate picado, o pepino e o pimento também cortado em cubos.
Misture todos os ingredientes do molho e regue os legumes.
Deixe descansar por alguns minutos para ganharem sabor.
Sirva fria ou à temperatura ambiente.

Notas:
-Acho mesmo que a proporção entre o azeite e o vinagre não devem estar correctas. Notei-o logo que vi a receita e decidi diminuir a quantidade de vinagre de arroz. Isto vai ao gosto de cada um mas, acho que 1 colher de sopa de vinagre para duas colheres de sopa de azeite é perfeito para nós cá em casa.
-Conserva-se bem no frigorífico. Para 4 pessoas só dá para uma refeição.
-Não é daquelas que aumenta a produção de gás natural. Podem comer descansados :)
publicado por Ameixinha às 14:00 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar
Sábado, 01.08.09

Cake Sushi

Mal recebi o wasabi, tratei de pesquisar o que poderia fazer com ele. Uma das receitas que gostava de experimentar era esta que tinha visto no blog das Three Fat Ladies. Guardei-a até conseguir encontrar salmão fumado a bom preço. Tive que esperar um bom bocado mas valeu bem a pena. Tive receio que o Wasabi ficasse a notar-se muito mas não aconteceu, na verdade até nem notei muito!

Atenção, salmão fumado não é comprar uma posta de salmão, enrolar, acender com um isqueiro e fumá-la, ok? Vocês não me inventem he he

O meu wasabi esgotou-se neste bolo salgado delicioso que todos cá em casa adoraram. Fiz duas vezes e vamos todos ter saudades, mas segundo a sugestão da Pipoka, frango/mostarda é capaz de ficar tão interessante quanto a dupla de salmão/wasabi.
Será que já posso dizer que provei comida japonesa? Acho que não, mas já andei lá perto :)
No Verão quente (hoje parece Outono aqui para estes lados!) sabe muito bem, acompanhado apenas com uma salada a gosto! Tenho certeza que ninguém vai ficar indiferente.

É mais uma receita de blogs amigos e dou continuação ao desafio passado pela Mamã Catarina!


Ingredientes:

100 g de farinha
3 ovos
10o ml de natas espessas (usei as normais)
100 ml de óleo
100 g de salmão fumado
4 colheres (chá) de wasabi
3 colheres (chá) de fermento

Preparação:

Ligue o forno a 180ºC. Unte uma forma de bolo inglês com manteiga e polvilhe de farinha.
Numa tigela, misture os ovos, o óleo, o wasabi e as natas. Adicione a farinha e o salmão cortado aos pedaços. Tempere com sal (acho desnecessário) e pimenta. Por fim, incorpore o fermento delicadamente. Verta a massa na forma e coloque imediatamente no forno. Coza por 50 minutos. Deixe arrefecer antes de desenformar.

É uma excelente ideia para quem gosta de ir à praia e quer uma refeição rápida e simples, sem ter que usar faca e garfo e sem ter que ver a comida a voar pela areia só porque lhe espetou o garfo e o bicho deu a sete pés pela praia fora he he

Ainda não experimentei com o frango/mostarda, porque não sei bem como fazer. Acho que é capaz de resultar bem com a sobras de frango do churrasco ou frango assado. Vou tentar experimentar um dia destes e depois digo algo.

Até lá, continuação de bom fim de semana :)


publicado por Ameixinha às 16:10 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Quarta-feira, 01.04.09

Arroz de tamboril e camarão

A Mary deu o mote para um novo desafio. Convidou algumas blogueiras para publicarem, quinzenalmente, uma receita que tenha como cor principal a que foi escolhida. O primeiro desafio envolveu a cor de laranja. Não preparei nada de propósito, mas no sábado fiz este arroz de tamboril, que é mais de camarão porque o tamboril encolheu tanto que mal se vê, e fui verificar se era cor de laranja. Não sou daltónica pois não? É cor de laranja, certo?

Então cá está um arroz feito num instante e, pela primeira vez provei tamboril. O bicho é feio mas "a boniteza não se põe na mesa", como é costume dizer! Sei que este arroz é diferente de todos os que comi. À primeira vista é, em tudo, semelhante a um arroz de marisco, mas o sabor é melhor. Esta receita é para 4 pessoas, mas eramos três à mesa e não sobrou um arrozeiro. Sugiro que aumentem, pelo menos no arroz que sempre sai mais baratinho :)
Comprei tamboril dos pobrezinhos, que são os lombos congelados e encontrei-os no Intermarché. Quero ver quem vai ser o "Moscãoteiro" que me vai patrocinar desta vez he he

Ingredientes:
1 dl de azeite
2 cebolas
2 dentes de alho
1/2 pimento vermelho
1 malagueta
2 tomates (maduros)
1 dl de vinho branco
900 g de tamboril em postas
1 colher (chá) de colorau
250 gramas de arroz
6 dl de caldo de peixe (usei quase o dobro, vão espreitando o arroz)
1 raminho de coentros (teve que ser salsa)
sal e pimenta q.b. (não usei pimenta, a malagueta deu o picante necessário)
600 g de camarão cozido (descascar e deixar apenas a cabeça dos bichinhos, alguns saíram decapitados he he)

Preparação:
Num tacho, leve o azeite ao lume e refogue a cebola, os dentes de alho, ambos picados, o pimento, cortado em cubos, a malagueta e o tomate, sem pele e sem sementes.
Quando o preparado anterior estiver refogado, regue-o com o vinho branco e, assim que levantar fervura, acrescente-lhe as postas de tamboril. Tempere a seu gosto com sal, pimenta e deixe estufar por 10 minutos.
Acrescente ao peixe o colorau, o arroz e o caldo de peixe. Rectifique os temperos e aguarde que cozinhe, durante 12 minutos (quanta precisão!), em lume brando. Acrescente os camarões e misture. Retire do calor e sirva polvilhado com os coentros picados.

Receita retirada daqui:

A foto é minha mas não me apeteceu espetar o logo do blog por cima :)

Votação aberta no Ragazze. As receitas estão à espera de ser votadas. Passem lá para dar uma vista de olhos e deixem a vossa opinião :) O meu pão de tomate seco está lá e a votação termina hoje!!

publicado por Ameixinha às 16:00 | link do post | comentar | ver comentários (62) | partilhar
Sexta-feira, 05.09.08

Douradas aromáticas



Eu adoro ervinhas - não, não é ganza embora às vezes pareça que sim - e nas minhas comidas tento sempre usar e abusar delas. Mas nunca abusei e tirei partido das aromáticas como nestas douradas. No meu pequeno canteiro tenho manjericão, hortelã, tomilho-limão, cidreira (roubada da beira da estrada) e alecrim. Faltam-me os oregãos e a sálvia que ainda não encontrei; a segurelha, a manjerona e o cebolinho que ainda não consegui que vingassem. Mas usa-se o que há e já não é mau ;)


Embora não tenha postado ainda receitas de peixe - bacalhau para mim não é peixe, é bacalhau! - não quer dizer que não coma peixe. Apenas quer dizer que só tenho feito coisitas básicas com peixe.
Infelizmente não há pescadores em casa, nem eu vivo perto de um rio - vivo mas o desgraçado já vai mais que morto - ou mar. Uma ida ao hipermercado já faz o jeito. Trouxe três douradinhas médias que, para três esfomeados não foi muito mas chegou. Tavam deliciosas e vamos repetir mais vezes!
Fiz uma recolha de várias receitas que vi na net, mas a fonte de inspiração veio mesmo daqui.

Ingredientes:
Douradas
Sumo de limão q.b.
Ervas aromáticas (usei alecrim, manjericão e tomilho-limão)
1 cebola
2 dentes de alho
Azeitonas pretas q.b.
Fohas de Louro q.b.
Azeite q.b.
Pimenta preta em grão q.b.
Paprika q.b.
Sal q.b.

Preparação:
Lave as douradas em água fria corrente e ponha o peixe num prato grande. Regue com o sumo de limão. Tempere com sal e pimenta por fora e por dentro e salpique com as ervas aromáticas. Descasque um dente de alho e a cebola e pique em pedaços pequenos.
Aqueça o forno a 200°C.
Disponha a cebola cortada e o alho numa travessa de ir ao forno e coloque por cima as douradas. Regue com azeite, acrescente as azeitonas pretas inteiras, a paprika e o alho, picado, e enfie a folha de louro, bem lavada, na cavidade da guelra do peixes.
Asse no forno por 20 minutos, retire do forno e sirva com arroz ou batatas fritas ou legumes cozidos ao vapor. Pode também juntar batatas que vão assar juntamente com o peixe.



Bom fim de semana ;)



Acho que o Luisínho vai viajar no fim de semana... já está numa de testar as asas e zarpar ;) O Matias está a arranjar maneira de ir com ele... só pode!
tags:
publicado por Ameixinha às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (46) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...