Sábado, 17.04.10

Panquecas prateadas de laranja e coco

Confesso que está a custar encarreirar na net depois de tantos dias ausente. Descobri que isto enerva-me, não há qualidade de vida nenhuma em estar sentada em frente ao computador e a ficar com o rabiosque quadrado! Além do mais, ainda não consegui configurar a porra do Google Chrome e começo a ficar ainda mais possuída :)
Acho que a coisinha que me fez mais falta foi a página do Instituto de Meteorologia, porque o raio do tempo dá comigo em doida e eu gosto de saber qual a previsão para o dia de amanhã.

Quanto aos vossos blogs eu sabia que, quando voltasse, podia colocar as leituras em dia. Nada se perde na blogosfera :)
Foi ao actualizar as leituras que descobri que o Delícias e Talentos tem novo desafio. Antes do computador dar o berro publiquei as codornizes, que devem ter enjoado a maioria das pessoas que cá vieram, tal foi o tempo em que elas estiveram no topo da página à espera de nova publicação :)
Pois bem, antes que aconteça mais uma desgraceira, vou publicar a minha receita, participando assim no desafio Cozinhar com laranja com umas panquecas de laranja e coco que vi no blog Food loves writing.


Ingredientes:
3/4 chávena de farinha
2 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (chá) de fermento
1/2 colher (chá) de sal
1/4 chávena de coco ralado
3/4 chávena de leite
1 ovo
1 1/2 colher (sopa) de manteiga, mais para a frigideira
1/2 colher (chá) extracto de baunilha
1 colher (sopa) de zest de laranja
1 colher (sopa) de sumo de laranja

Preparação:
Numa tigela, misture a farinha, açúcar, fermento, sal e coco. Reserve.
Noutra tigela, combine o leite, ovo, manteiga, baunilha e sumo de laranja. Adicione estes ingredientes à mistura seca e mexa até combinar. Adicione o zest de laranja.
Aqueça um pouco de manteiga na frigideira em lume médio. Quando estiver derretida, coloque colheradas de massa e deixe cozinhar por cerca de 2 minutos ou até ficarem douradas, depois vire e deixe cozinhar do outro lado.

Sirva com xarope, compota, manteiga, etc. Eu usei laranjas maceradas que tinha feito no dia anterior. É só cortar duas fatias finas de 4 laranjas, uma a partir do topo e outra a partir da base. Com uma faca afiada, retire a casca das laranjas e a película branca que a reveste. Com um corte separe o lado de um gomo entre a parte "carnuda" da laranja e a membrana. Repita o mesmo procedimento para o outro lado do gomo e levante-o para o retirar. Faça-o sobre uma tigela para aproveitar o sumo de laranja. Repita o mesmo com todos os gomos. Coloque-os num prato raso e polvilhe com 1 colher (chá) de casca de limão ralada, 3 colheres (sopa) de açúcar refinado e 1 colher (sopa) de sumo de limão. Mexa com cuidado. Tape e deixe no frigorífico pelo menos 4 horas. Mexa novamente. Sirva frio. Esta receita foi retirada d' "O livro essencial da Cozinha Mediterrânica".

Notas: A tradução de silver dollar para "prateadas" é minha. Não sabia bem como traduzir e esta pareceu-me a melhor tradução :) Segundo apurei o silver dollar é das moedas mais famosas do mundo!
publicado por Ameixinha às 11:15 | link do post | comentar | ver comentários (62) | partilhar
Segunda-feira, 01.03.10

Panquecas Integrais

Num piscar de olhos, duas fotos captam dois animais a apanhar sol :) Há lá coisa melhor no Inverno do que ficar feito desmaiado (ia dizer feito lagarto, mas depois da goleada de ontem vou remeter-me ao silêncio!) ao sol a recuperar baterias?
Estes dois possuídos nem se importaram com as panquecas, ficaram todas para nós comermos, e por nós quero dizer eu e a minha mãe :) Dá cerca de 8 panquecas gorduchas, 4 para cada uma... divididas entre o pequeno-almoço e o lanche. A massa pode repousar no frigorífico ou fora dele, já que a temperatura é a mesma para estes lados :)

Ingredientes:
150 g de farinha integral
100 g de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
50 g de açúcar
1 ovo
1 pitada de sal
3 dl de leite
50 g de margarina derretida

Preparação:
É só enfiar tudo dentro de um copo largo e alto e triturar com a varinha ou então meter no liquidificador.
Aqueça uma frigideira anti-aderente e coloque pequenas porções de massa.
Deixe assar e quando apresentar buraquinhos à superfície, vire a panqueca para assar do outro lado.

Notas:
Receira retirada do blog Pão, Bolos e Cia.
Podem ser servidas com doce de morango, chocolate, açúcar e canela, maple syrup e etc.
Ficam gordas, fofas e lindas - modéstia à parte! Mais saudáveis e aprovadíssimas!

Boa semana a todos!
publicado por Ameixinha às 15:38 | link do post | comentar | ver comentários (71) | partilhar
Sexta-feira, 05.02.10

Panquecas de mascarpone

Esta é óptima para um fim de semana como o que está para vir, especialmente se estiver frio, e aqui está bastante!
A massa expande muito na frigideira, parece que cresce a olhos vistos. Ficam especialmente fofas e bem gorduchas :) E gordura, ao contrário do que dizem, é formosura sim senhora, pelo menos nas panquecas!

Não me lembro quantas panquecas obtive, mas sei que consegui pelo menos seis. Retirei a receita daqui e na mesma postagem têm três panquecas diferentes. As de maçã e buttermilk também me parecem deliciosas, as de banana já eu sei que são um espectáculo! Usei cerca de 100 gramas de mascarpone que foi o que me sobrou depois de ter feito os brownies.

Vem aí o dia dos namorados e podem sempre aproveitar para testar estas panquecas, feitas a dois devem saber ainda melhor. Mas sem badalhoquices, tá? Depois podem levar as "outras panquecas" pró quarto, pró corredor, pró chão da sala e até pra cima da máquina de lavar :) O que vocês fazem é lá convosco e eu não quero saber!

Ingredientes:
1 1/2 chávena de farinha
3 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (chá) de fermento em pó
1-1/2 colher (chá) de sal
1/2 chávena de mascarpone à temperatura ambiente
3/4 chávena + 1 colher (sopa) de leite
2 ovos, ligeiramente batidos
1 colher (chá) de baunilha
1 colher (chá) de raspas de limão
1 chávena de mirtilos frescos ou congelados (não usei)

Junte os ingredientes secos. Noutra tigela, misture o mascarpone, leite, ovos, baunilha e limão até estar bem combinado. Junte a essa mistura os ingredientes secos e mexa até estar húmido. Junte os mirtilos e agregue cuidadosamente. Coloque colheradas na frigideira quente e cozinhe até ficar dourado dos 2 lados. Reserve e mantenha quente até servir. Sirva com manteiga, maple syrup/xarope de ácer ou simples.

Usei golden syrup por cima das panquecas (também podem despejá-lo em cima do vosso parceiro e...) mas, quem não tiver, pode usar mel que fica bom na mesma.
Desconhecia golden e maple syrup mas, graças a umas pessoas, já tenho esses produtos cá em casa e, sinceramente, as panquecas ganham mesmo outro sabor :)

Bom fim de semana!
publicado por Ameixinha às 10:37 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Sexta-feira, 30.10.09

Panquecas de maçã

Alguém que ressuscite Freud que eu preciso dele, ok? É que não entendo nadinha de interpretação de sonhos :)
Em vez de sonhar com gajos bons e tal... não, aparecem-me sempre umas manhosas pahh!
Passo a explicar: No dia seguinte à publicação das panquecas de banana sonhei que estava a fazer turismo rural em Piódão (só em sonhos, porque nunca lá fui e é um dos sítios de Portugal que mais quero conhecer), numa casinha típica mas inteiramente restaurada, com uma cozinha fantástica e resolvi fazer panquecas... de banana. Entretanto, decidimos (por acaso, acho que havia gajo por perto... não faço é ideia de quem seja, porque não lhe vi a cara!) descer à aldeia para nos encontrar com outras pessoas e subir a serra. Ora subimos o que não era serra, mas rochas e pedregulhos. Quando chego lá cima aparece-me a Daniela Ruah (mas eu nem vejo as novelas da TVI, onde é que o meu inconsciente andava para ir buscar esta gaja?) vinda não sei de onde, com um bando de modelos com o nalguedo a dar a dar, armadas em finórias. Ora eu, muito simpática (que sou, ok?) ofereci uma panqueca de banana para as magricelas provarem. Ahh e tal, o que é que leva, perguntava ela, e eu lá disse "banana e mel" e a gaja, mal agradecida, atira a minha panqueca ao ar.
Deves gostar pouco de panquecas e de banana deves! Malcriadona :)
Vai daí, não tenho mais nada, soltei o mau feitio (que tenho, admito!), arranquei um poste de sinalização de trânsito do cimento (eu armada em Hulk! Não sei se era sinal proibido, se era STOP, ou outro qualquer!) e pimba... levou com ele na tola que foi uma maravilha!
Tcharan... acordei he he

Isto tudo para dizer, Daniela... miúda, se não gostas de panquecas de banana toma lá estas de maçã e não digas que vais daqui! É que a próxima vez que te meteres nos meus sonhos, não é só com um poste que levas em cima, ok?

Estas panquecas foram retiradas do blog Crabby Cook e são panquecas fritas. Sei que não agrada a muita gente, a mim não me agradou, e tentei fazer sem o óleo mas não resultou. Têm mesmo que ser fritas e ficam uma delícia! Acho que a imagem diz muita coisa :) Para diminuir a culpa, usei um pouco de farinha integral. Não dá para muitas, se estiverem esfomeados só dá mesmo para uma pessoa. Obtive cerca de 6 panquecas pequenas.


Ingredientes:
1 ovo
1/2 colher (chá) de açúcar
1/4 chávena de leite
3 colheres (sopa) bem cheias de farinha (usei 2 de farinha normal e 1 de integral)
1 maçã, pelada e descaroçada
óleo vegetal para fritar

Preparação:
Usando um garfo, bata o ovo com o açúcar numa tigela. Junte o leite e depois a farinha. Parta a maçã aos cubos pequenos e junte-os à massa. A mistura deve ficar grossa mas fluída (tirei foto, não sei se dá para perceber como deve ficar!?), se necessário ajuste o leite ou a farinha.
Numa frigideira, aqueça cerca de 1/8 do óleo (esta parte não percebi, apenas coloquei óleo a cobrir o fundo) em lume médio. Quando estiver quente, junte uma colher da mistura e frite até ficarem douradas, virando-as uma vez, aproximadamente 5-7 minutos.
Deixe arrefecer ligeiramente e sirva com compota ou doce.


Servi com maçanada, depois coloco a receita. Polvilhei com açúcar e canela, ficaram deliciosas! Digam lá se não têm bom aspecto? São fritas, maravilhosas e eu espero sinceramente que o óleo vá parar ás náldegas da Daniela he he

Bom fim de semana!
publicado por Ameixinha às 19:04 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar
Sábado, 17.10.09

Panquecas de banana e aveia

Esta é a receita que sugeri e que saiu hoje no jornal "i". Para quem já o comprou, aqui está a foto das panquecas :) Mais uma vez, agradeço o convite e convido todos a lerem as outras sugestões que alguns colegas da blogosfera fizeram!

O Outono pede pequenos-almoços e lanches bem quentinhos. Nada melhor que umas panquecas saborosas e, o melhor de tudo, ricas em fibras e sem grande adição de açúcares.
A banana, esse fruto maravilhoso que eu não gosto nada ao natural (isto soa muito mal se levarmos para outro campo, mas vamos manter-nos na culinária, ok!?), fornece parte do açúcar necessário para adoçar estas panquecas e o mel complementa-as. Para quem se preocupa com a linha, já que no Inverno algumas pessoas tendem a acumular gordurinhas indesejadas, estas panquecas são feitas com farinha integral e aveia. Excelentes fontes de fibras e muito saudáveis.
Resumindo: não há desculpas para não as fazerem. Além do mais... são super rápidas!

Aqui têm uma fonte de energia rápida e, convenhamos, é mesmo do que precisamos para levantar da cama e enfrentar os dias mais frios e deprimentes.

Precisamos de uma banana madura em puré (desfaçam-na com um garfo que serve perfeitamente), polvilhem-na com meia colher de chá de fermento, uma pitadinha de sal e duas colheres de sopa de mel. Misture uma colher de sopa de óleo (se preferirem, podem usar manteiga), um ovo e três colheres de sopa de leite. Junte meia chávena de flocos de aveia e meia chávena de farinha integral.
Se a massa ficar muito pesada misture mais um pouco de leite. A consistência não deve ser nem muito líquida nem muito grossa.
Unte uma frigideira com um pouco de manteiga, vá deitando a massa até preencher o fundo e deixe cozinhar virando-as para cozerem dos dois lados.
Dá para cerca de seis panquecas.
Depois de prontas, servi-as com mel mas um pouco de canela moída também não fica nada mal :)

Digam lá: a vida sem panquecas não tem piada nenhuma, pois não? ;)

Receita retirada do blog Gild the Lily, cujo passo a passo podem ver aqui.
publicado por Ameixinha às 15:30 | link do post | comentar | ver comentários (75) | partilhar
Sábado, 14.02.09

Panquecas de frutas


Diz que hoje é dia dos namorados :)

Há alguma coisa mais apropriada para festejar este dia do que umas belas panquecas? Só o nome já diz tudo! Esta receita não foi feita propositadamente para este dia... não tenho paciência nenhuma para estes festejos pagãos. Mas ao pesquisar as receitinhas que ainda tenho para publicar encontrei estas panquecas e achei que, pelo menos, ia ser divertido publicar umas panquecas neste dia dedicado a esse mui nobre sentimento chamado Amor!

Ele - "Ó amorzinho quero dizer-te que gosto muito de ti! Vai uma panqueca?"
Ela - "Não querido que isso engorda!"
Ele - "Quem disse isso? Engorda nada, não sejas assim, acreditas em tudo que te dizem! Anda lá... esta panqueca tem bananinha e eu sei que tu gostas tanto :)"
Ela - "Então se calhar aceito, mas só como a fruta está bem? :)"
Ele - "Era mesmo isso que eu queria ouvir! he he "

Agora digam-me lá se alguém no seu perfeito juízo há-de querer levar alguém como eu? Depois deste diálogo manhoso... até eu não seria capaz de me aturar a mim mesma :)

Adiante! Retirei a receita da revista Delícias da Culinária Nº 10, num tópico dedicado aos Crepes. Mas eu gosto mais de comer panquecas (aiiii a Luxúria que me está a desgraçar!) e fiz numa frigideira mais pequenina!


Ingredientes:
3 chávenas (chá) de leite
1/2 chávena (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de essência de baunilha
2 ovos
1/2 chávena (chá) de óleo
1 colher (chá) de fermento em pó
3 chávenas (chá) de farinha de trigo (usei 2 de farinha de trigo e uma de farinha integral)

Recheio:
5 chávenas (chá) de frutas frescas a gosto picadas (usei quivi, maçã e laranja)
Sumo de 1 limão
1 chávena (chá) de açúcar (usei 1/2)
Chantilly a gosto para acompanhar (não usei porque não gosto)

Numa tigela, misture os ingredientes do recheio e reserve.

No liquidificador, bata os ingredientes da massa e frite porções numa frigideira anti-aderente. Escorra as frutas reservadas numa peneira, para eliminar o líquido que se formou. Recheie as massas e dobre ao meio. Como não gosto de chantilly reguei as panquecas com um pouco da calda das frutas.



Dá para cerca de 15 panquecas/crepes que ficam muito fofinhos. Não comi todas com fruta e se quiserem comer algumas simples aconselho a diminuir as doses de recheio.

A massa dá para guardar no frigorífico. Estas já fiz há algum tempo, umas comi de tarde e outras fiz para o pequeno-almoço do dia seguinte :)

A Cenourita da Tasca do costume desafiou-me a fotografar a porta do frigorífico cá de casa. Ora aí está! O único apetrecho da portinhola é este íman que as irmãs Marques me enviaram :) Tenho só mais um íman que veio del México mas está guardado para quando eu tiver um frigorífico só meu... Sabe-se lá quando isso vai acontecer :) Este cestinho do pão é para lembrar aos habitantes deste lar que "Quando não há pão, todos ralham e ninguém tem razão". Como sou eu que estou aos comandos da MFP ainda não tem faltado nada hi hi


E agora vou passar este desafio a:

Noémia

Karoline

Mónica

Mary

Cláudia M.

Claúdia Lima

Lete

Kláudinha

Neyma

Paula

Bom fim de semana a todos e gozem muito... cuidado com as gulas, luxúrias e afins :)

tags:
publicado por Ameixinha às 12:15 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar
Quarta-feira, 04.02.09

Panquecas de abóbora



O nome e a receita original envolve toranja, mas tinha muitas laranjas que uma vizinha ofereceu e que são bem docinhas. Aproveitei e, mais uma vez, esta é uma combinação vencedora :)
Dá é um bocadão de trabalho e precisamos de algum tempo para preparar a abóbora.
Mas tempo é coisa que não me tem faltado, esta chuva das últimas semanas está a levar-me ao infinito e já estou farta de estar presa em casa. Estou a descabelar-me toda e hoje à tarde vou sair e não me importa que chovam canivetes! Estou farta e preciso de andar a pé para espairecer... ando desnorteada, alienada, ostracizada, chateada, atormentada, estagnada, alucinada, enfunada, atrofiada... uma desgraçada e tenho que pôr nisto um ponto final. (ponto final he he)
Se eu não der notícias em breve é porque fui junto com a corrente de água, fui no enxurro e afoguei-me, porque a Ameixinha não sabe nadar yo :)

Mas sei fazer panquecas ora essa! Querem mais e melhor? Não tenho... levam panquecas e já é muito bom! Quem dá o que tem, a mais não é obrigado! Se eu fosse muitoooo esperta em vez de dar começava a vender :) Pronto vou parar por aqui que já estou numa de divagar!

Ingredientes:
1 ou 2 kg de abóbora descascada e limpa (decidam-se! ou 1 ou 2 kg, não sei se sabem mas o peso da abóbora vai interferir na receita e interferiu como é óbvio! Usei 1,500kg)
sal
400 gr de farinha de trigo (usei metade de trigo e metade integral)
3 ovos
1 toranja (usei a raspa de uma laranja e o sumo de 3 laranjas para dar o ponto)
manteiga
açúcar e canela para polvilhar


Preparação:

1. Corte a abóbora em pedaços e coza-a em água temperada com sal. Escorra, esprema entre as mãos para perder parte da água e esmague-a com um garfo.
2. Deite a abóbora numa tigela, junte a farinha, aos poucos, e envolva muito bem os dois ingredientes. Adicione os ovos batidos e a raspa da toranja. A massa deve ficar com uma consistência média (ou seja, nem muito líquida nem muito espessa. A minha ficou espessa daí ter que acrescentar mais sumo de laranja). Se necessário junte um pouco do sumo de toranja (eu avisei! Para mim foi mesmo necessário).
Deite a massa às colheradas, uma de cada vez, numa frigideira anti-aderente barrada com manteiga (pouca). Espalhe a massa por toda a superfície virando ligeiramente a frigideira (nesta parte testem a massa que foi o que eu fiz, se ela começar a fazer bolhinhas é porque a consitência está boa).
3. Quando coalhar, vire e cozinhe do outro lado. Polvilhe com açúcar e canela.

Que tal? Não morreu mas está mal :)

Uma vez que as minhas nails avermelhadas desapareceram da blogosfera e eu não sei porquê, voltei mais pacífica, com uma cor mais neutra. Pode ser que o blogger faça as pazes com a minha mãozinha de quatro dedos (na foto está a prova que tenho os cinco inteirinhos, embora um esteja desaparecido também. Porra! Será normal eu aparecer sempre com quatro dedos nas fotos? Aiii a vida! ) e a foto volte a dar de si!


Adiante... ficam umas panquecas com um sabor fantástico mesmo não levando açúcar! A cor está à vista :) Se a abóbora fosse mais laranjinha ainda ficavam mais giras :)

Agora tenho mais presentes, mimos, selinhos para agradecer! O meu currículo vai extenso... isto conta para arranjar emprego? Não? Ó que pena!

Então quero agradecer à Pepermint e à Neyma pelo troféu do Pedagogia do Afecto que já publiquei! Gosto de saber que há quem dê tanto valor ao afecto quanto eu :)

Agradeço também à Luciana que me passou o selo do Blog Maneiro :)

E a Fernanda ofereceu-me estes selinhos que eu agradeço muito. O Canela Moída está rico! Mas só é fabuloso porque há sempre alguém disposto a cá passar :)





Abóborazinha amarelinha, vê lá se não te queixas desta vez, ok? Não te passei a varinha mágica... foi só um apertãozinho para tirar um bocadito de água :)

publicado por Ameixinha às 07:30 | link do post | comentar | ver comentários (85) | partilhar
Quarta-feira, 10.12.08

Panquecas de banana

Com leite condensado


Com canela moída e açúcar


Com sementes de romã*

Esta receita poderia ter dado seguimento à saga dos títulos picantes, como o pão com chouriço, os queques de iogurte e a farofa quebra bico. Mas resolvi não continuar a saga, não fosse correr o risco de este blog ser considerado demasiado brejeiro.

Para hoje umas panquecas de banana sublimes. Quem, como eu, não gosta de bananas ao natural, experimente estas panquecas e verá como são deliciosas. Ficam super cremosas por dentro e com um sabor fantástico. Com a farinha integral ficam mais saudáveis e a bananinha também tem muito potássio e faz muito bem à saúde. Usei uma frigideira pequenissima que me foi dada no meu aniversário, especialmente para fazer panquecas :) Adoro-a!!!

Panquecas de banana

1 chávena de farinha de trigo (usei meia de farinha de trigo e meia de farinha integral)
1 colher de sopa de açúcar
2 colheres de chá de fermento
1/4 colher de chá de sal
1 ovo levemente batido
1 chávena de leite integral
2 colheres de sopa de óleo vegetal (usei de soja)
2 bananas maduras, esmagadas

1. Numa tigela, misture a farinha, açúcar, fermento e sal. Noutra tigela, amasse as bananas e adicione o ovo, leite e o óleo. Misture até ficar uniforme.
2. Agora, coloque a mistura molhada na mistura seca. Misture por uns 10 segundos. É importante não misturar demais, senão cria glúten e a panqueca fica borrachuda.
3. Deixe a massa descansar por 5 minutos. Pra fritar, use uma panela ou grill elétrico a 180 graus C. Se preferir, use uma frigideira antiaderente. Ponha umas gotinhas de água na frigideira pra ver se a temperatura está correcta. Se a água se movimentar ou pular, a temperatura está boa. Se a água não se mexer ou evaporar, ajuste o fogo de acordo. Passe um pouco de manteiga pra criar uma camada de gordura na panela. Retire o excesso com papel de cozinha.
4. Use uma concha para colocar a massa na frigideira e as panquecas ficarem do mesmo tamanho.
5. Vire quando estiver dourado por baixo e as bordas estiverem um pouco firmes. Use uma espátula de borracha ou plástico para retirar as panquecas e sirva quente.


Sirva com um bom café e xarope de ácer ou mel. Fica bom com frutas, sorvete e outros. Eu provei com leite condensado, açúcar e canela e sementes de romã. Xarope de ácer aqui não existe e eu nem sei se gosto! Quem gostar e tiver use-o porque deve ficar maravilhoso.

Foram as melhores panquecas que já comi até hoje. A minha mãe adorou e comeu como se não houvesse amanhã. Deu 6-7 panquecas gordinhas :)

Receita retirada daqui.


* Há algum tempo atrás na minha visita a novos blogs de língua Inglesa, descobri um que ensinava uma técnica para descascar romãs facilmente. Adoro romãs, mas confesso que torna-se complicado descascar algumas delas. Fui a correr experimentar esta dica porque ainda tenho romãs "desviadas" do terreno abandonado aqui ao lado de casa. Resulta e aconselho experimentar!
É só cortar as romãs a meio, enfiá-las numa bacia com água fria (eu sei que com este frio não dá vontade de fazer isso mas vale a pena) e vai-se retirando as sementes pressionando as cascas com os polegares. As sementes de romãs vão ficar depositadas no fundo da bacia. E as partículas da pele vão ficar em cima, na tona da água. É só deitar fora as partículas e as cascas. Escorrer a água e temos as sementes prontas a usar :) Não sei se me fiz entender!
Infelizmente não me lembro do nome do blog mas sei que a blogueira é dos Estados Unidos e vive em Brooklyn, se não me engano!
tags:
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (59) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...