Sábado, 04.12.10

Empanada galega

O mundo das empanadas foi-me apresentado há muitos anos pela minha amiga Susana. Em todas as festas da casa dela, lá está a empanada em cima da mesa. Por incrível que pareça, nunca lhe pedi a receita, apesar de a ter visto preparar empanada algumas vezes, mas as conversas desviam-me sempre a atenção.
Foi no blog La Pasta que encontrei esta sugestão, embora tenha certeza que existem bastantes variações tanto na massa como no recheio, mas decidi experimentar apesar de ter feito algumas omissões e alterações.

Ingredientes:
500 g de farinha
150 g de água
100 g de azeite
50 g de vinho branco
20 g de fermento de padeiro
1 colher (chá) de sal
1 pitada de açúcar

Recheio:
1/2 kg de atum em azeite
1 cebola
2 dentes de alho
1 pimento vermelho grande
3 tomates
3 ovos cozidos
sal e pimenta
1 ovo

Preparação:

Coloque todos os ingredientes para a massa dentro da cuba da MFP. Seleccione o programa "massa" e deixe amassar mas sem levedar. Retire e reserve.
Faça um refogado com a cebola, alhos e pimento picados, junte o tomate em pedaços e deixe estufar até não ter líquidos. Adicione o atum escorrido, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar mais um pouco, até estar seco. Retire do fogão, junte os ovos picados e reserve.
Separe a massa em duas partes, sendo uma maior que a outra. Com o rolo da massa estique o pedaço maior até obter o formato desejado. Forre um tabuleiro com papel vegetal e cubra com a massa, coloque o recheio espalhado por cima, estenda a restante massa e cubra o recheio. Una os rebordos, pincele com ovo batido, decore a gosto e leve ao forno a 200ºC por cerca de 30 minutos.

Notas:
Não usei os ovos cozidos no recheio e adicionei uma cenoura ralada.
Usei 3 latas de atum em azeite porque não tinha meio quilo e achei que foi o suficiente.
Também se podem fazer empanadas em formato pequeno e com qualquer tipo de recheio, resulta muito bem e fica uma refeição deliciosa com uma sopa do lado :)

Bom fim de semana!
tags: , ,
publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (59) | partilhar
Domingo, 31.10.10

Pão de sementes integral

Os dias andam negros, pesados, intensos... mesmo a combinar com este pão que vi no blog No Soup For You e que usa o método Bertinet. É um pão diferente na cor e no sabor, muito saudável à conta da utilização das sementes e que, para mim, combina muito bem com compota mas não com manteiga, porque achei que ficava demasiado forte. Para forte basta o vento e a chuva, é preciso amenizar a intensidade das coisas, até mesmo do pão :)

Ingredientes:
200 g de farinha de trigo integral
125 g de farinha multi-grãos: 20 g de sementes de linhaça + 30 g de sementes de sésamo pretas + 20 g de carolo de milho + 55 g de farelo de trigo
175 g de farinha tipo 65
10 g de fermento fresco
10 g de sal fino
340 g de água

Preparação na MFP:
Triture os ingredientes para a farinha multi-grãos numa picadora, repetindo o número de vezes necessárias para obter uma mistura o mais fina possível.
Coloque na cuba as farinhas, desfaça o fermento fresco por cima, junte o sal e a água: seleccione o programa "massa". Quando o programa terminar, retire a massa.

Unte uma forma de pão de 30 cm.
Tombe a massa levedada da tigela para a bancada levemente enfarinhada, suavemente, servindo-se de um rapa-tachos.
Abra levemente a massa num rectângulo, com as mãos. Dobre o lado mais comprido do rectângulo até ao centro e pressione a junção com a base da palma da mão. Dobre o outro lado da massa até ao centro e pressione novamente. Dobre ao meio no mesmo sentido e pressione novamente com firmeza com a ponta dos dedos para selar a junção. Esta operação é que permite concentrar a força da massa numa linha dorsal imaginária. Vire a massa de modo a que a costura fique para baixo.
Pincele a massa com água e polvilhe com sementes. Coloque a massa na forma de pão untada e deixe levedar por mais uma hora (até que dobre de tamanho) coberto por um pano.
Pré-aqueça o forno a 250ºC com um tabuleiro vazio lá dentro. Quando colocar o pão a cozer, deite no tabuleiro uma chávena de água a ferver para criar vapor e obter umas crosta estaladiça. Reduza o forno para 220ºC e coza 10 minutos e depois 30-35 minutos a 200ºC.


Bom Domingo e bom início de semana a todos que por aqui passam!



tags: , ,
publicado por Ameixinha às 14:10 | link do post | comentar | ver comentários (41) | partilhar
Sábado, 16.10.10

Pão para anunciação

Dia do pão é todos os dias, pelo menos aqui em casa :) Hoje, como há mais de 2000 anos atrás, o pão continua a ser O alimento!

Fiz uma pesquisa acerca do que seria a anunciação e descobri que foi a altura em que o anjo Gabriel apareceu a Maria, mãe de Jesus, para lhe anunciar que carregaria no ventre o filho de Deus. No entanto, não existe referência bíblica a algum pão que tenha sido comido nessa altura, provavelmente, como em tantas outras coisas, a origem será pagã e não vou discutir religião no blog.
De modo que, este é o pão da anunciação acerca da minha participação neste grande evento que pretende chamar a atenção para tão completo alimento, o pão :)
Vi a receita há muito tempo no blog búlgaro Salted Lemons e achei-o lindo. Eu consegui essa estranha proeza de conseguir um pão igualzinho, embora as fotografias da blogueira búlgara estejam bem mais nítidas. Que se lixe, o que importa é comer!

Ingredientes:
500 gramas de farinha (usei 400 gr de farinha 65 e 100 gr de farinha integral)
200-220 ml de água morna
1 pacote de fermento - 7gr (usei 18 gr de fermento de padeiro)
2 ovos
50 ml de azeite (usei azeite clássico Espiga)
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de açúcar
sementes de nigella para polvilhar

Preparação na MFP:
1- Dissolver o fermento fresco na água morna, colocar na cuba e adicionar o açúcar. Peneirar a farinha e o sal e deitá-la sobre a água. Ligue a MFP no programa "massa" e vá adicionando os ovos até terem sido absorvidos. Depois junte o azeite (só usei cerca de 30 ml), feche a tampa da MFP e deixe o programa terminar.
2-Retire a massa e trabalhe-a dando-lhe uma forma achatada. Transfira-a para uma forma de 26 cm de diâmetro (usei uma forma de aro removível) e leve ao forno pré-aquecido a 50ºC (desligado antes de meter a forma lá dentro) até a massa crescer novamente. Retire e ligue o forno a 220ºC. Faça buracos fundos na massa usando o cabo de uma faca, espalhe o resto do azeite misturado com um pouco de água e salpique as sementes de nigella. Leve ao forno por 20 minutos até estar com a côdea dourada.

Preparação manual:
Peneire a farinha para uma tigela, junte-lhe o fermento (se usar fresco dissolva na água morna), sal, açúcar, água e comece a trabalhar a massa. Adicione os ovos e, depois de absorvidos, comece a juntar o azeite. Transfira a massa para a área de trabalho e amasse-a usando o resto do azeite. Modele em forma de bola, ponha novamente na tigela, cubra e deixe crescer até dobrar de volume. Depois continue como indicado no passo 2.

Notas:
Antes que me perguntem, as sementes de nigella foram-me oferecidas. Não sei onde se encontram em Portugal.
Podem usar qualquer tipo de sementes: gergelim, papoila, abóbora, girassol. Se acontecer como aconteceu a mim, ao fatiar o pão, elas vão cair todas ;)
Este pão fica com o miolo bem aberto e uma côdea muito crocante.
Quem não participou no WBD, ainda vai a tempo, são aceites inscrições até dia 17 de Outubro, Domingo.

Bom fim de semana!
tags:
publicado por Ameixinha às 00:01 | link do post | comentar | ver comentários (48) | partilhar
Segunda-feira, 04.10.10

Pão d'avó

Onde este pão já vai!!!
Feito em Junho, comido em Junho, esquecido na prateleira das fotografias de Junho :)
Foi feito com uma farinha rústica que a Rute, gentilmente, me enviou há muitos meses. Fica uma espécie de pão d´água com o miolo aberto e fofo e a côdea crocante. Mesmo como eu gosto! Quem não tiver esta farinha acho que pode usar farinha de centeio que ficará bom na mesma.

Poderia publicar uma sobremesa ou sugestão salgada que ainda descansam nas prateleiras de fotos, mas decidi que seria um pão para avisar que dia 16 de Outubro realiza-se a 5ª edição do World Bread Day, - Dia Mundial do Pão- e quantas mais participações... melhor :)
Para saberem como participar, por favor, visitem o blog Tertúlia de Sabores que a Moira tem lá tudo explicadinho, e ponham lá a mão na massa, liguem as vossas máquinas, comprem um pão e falem dele. É o que quiserem, mas participem!

Ingredientes:

550 gr de água morna
9 gr de sal fino
150 gr de farinha easy rustico
600 gr de farinha de trigo tipo 65
7 gr de fermento seco (ou 20 gr de fermento de padeiro fresco)

Preparação:
Caso use fermento fresco, como eu usei, desfaça-o na água morna e coloque na cuba da máquina do pão. Depois adicione as farinhas e por fim o sal. Se usar fermento seco, deite primeiro a água, sal, as farinhas e por fim o fermento.
Ligue a máquina no programa "massa" e deixe terminar.
Coloque no forno um recipiente com água e prepare um tabuleiro salpicado de farinha. Retire uma porção da massa com as mãos enfarinhadas depois do programa terminar, e coloque no tabuleiro sem amassar. Faça assim até que a massa termine e leve ao forno até estar pronto.

Notas: O meu forno não é regulável, não sei a que temperatura cozeu mas ponho sempre entre o minímo e o máximo, se é que isto vos ajuda de alguma forma :)

Boa semana!
tags: ,
publicado por Ameixinha às 12:00 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar
Quarta-feira, 15.09.10

Espirais de canela na MFP

Ando a arrastar-me um bocadinho nas postagens e até tenho dezenas de boas sugestões para publicar. É preguiça de final de Verão e demasiados blogs para ler... parece que não resta tempo para mais nada!
O melhor do Outono não é apenas a temperatura amena, a beleza dos tons avermelhados, o aconchego de um cobertor na cama ou a poesia que um arco-íris revela. É poder ligar o forno à vontadinha e ainda usufruir do ambiente quentinho!
Mas isso não interessa nada porque eu nem sequer fiz estes rolos agora :) Isto está tudo na fila de espera até que chegue a vez de verem a luz do blog.
Então, faça-se luz e espirais com o intenso aroma da canela!

As espirais podem ser feitas no dia anterior e levadas ao forno na manhã seguinte. Eu experimentei mas achei que levedaram demasiado e acabaram por abrir mais do que eu queria. No entanto, ficaram muito saborosas. Só não fiz o glacê porque cá em casa ninguém gosta das coisas meladas. Simplesmente pincelei-as com Maple Syrup (xarope de Àcer) e, não indo dar ao mesmo, ficou bem bom ao ponto de não descansar enquanto não tivessem terminado. A receita veio do Blogchef.net.


Ingredientes da massa:
3/4 de chávena de água morna (+ 2 colheres de sopa de água)
2 colheres (sopa) de manteiga
2 1/2 chávenas de farinha
1/4 chávena de açúcar
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de fermento de padeiro ou liofilizado

Recheio:
1/3 chávena de açúcar
2 colheres (chá) de canela moída
2 colheres (sopa) de manteiga amolecida

Glacê (não usei)
1 chávena de açúcar em pó
1/2 colher (chá) de baunilha
2 colheres (sopa) de leite

Preparação da massa:
Coloque todos os ingredientes da massa na cuba da máquina do pão e ligue no programa "massa". Quando o ciclo terminar, estique a massa. Numa tigela misture o açúcar e a canela. Espalhe as duas colheres de manteiga sobre a massa e coloque por cima a mistura de canela. Enrole. Corte em fatias e ponha num tabuleiro untado. Cubra com filme plástico e deixe levedar por 1 hora. Remova o plástico e leve ao forno a 180ºC por 20 minutos.
Para o glacê é só misturar os ingredientes e aplicar.

Bom resto de semana :)
tags: , ,
publicado por Ameixinha às 19:45 | link do post | comentar | ver comentários (58) | partilhar
Domingo, 07.03.10

Pão de centeio com alcaravia

Só para reforçar a ideia: alcaravia é isto aqui, não é o mesmo que erva-doce nem o mesmo que cominhos, e só encontrei em Lisboa no DeliDelux.
A Verena publicou há uns tempos um pão que me ficou nos olhos. Resolvi experimentar há uns dias, porque mais vale tarde que nunca! Foi comido morno ao lanche e calhou bem já que tinha visitas. Aprovado por todos, um pão saudável e aromático que pode ser comido com manteiga, compota, queijo ou simples.
Está-se-me a acabar a especiaria mas ainda vou trazer mais sugestões, se correrem bem ;)

Ingredientes:
3/4 chávena de leite
1 ovo
2 colheres (sopa) de óleo de milho (usei azeite)
2 chávenas de farinha de trigo
1 chávena de farinha de centeio
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de mel (ou açúcar)
2 colheres (chá) de fermento seco (usei fermento de padeiro fresco)
1 1/2 colher (chá) de alcaravia

Preparação:
Unte a cuba da MFP com azeite (não untei) e coloque os ingredientes pela ordem. Ligue o programa "massa" e deixe acabar o ciclo.
Retire a massa e ponha numa forma de bolo inglês untada com manteiga. Faça uns cortes na superfície da massa e leve a descansar até dobrar de volume em local protegido, cubra com um pano ou meta dentro do forno.
Pré-aqueça o forno a 200ºC e leve a assar. Deixe assim 10 minutos e depois baixe para 180ºC até que esteja dourado.

Bom Domingo!
publicado por Ameixinha às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (51) | partilhar
Segunda-feira, 22.02.10

Pão de queijo

Modéstia à parte, acho que os meus primeiros pães de queijo ficaram bem bonitos e nem foram daqueles que se compram congelados e é só meter ao forno. Não! Eu fiz tudo com as minhas mãos e não achei nada fácil amassar algo que se agarra aos dedos como um condenado se agarra à vida :)

Sou uma grande apreciadora de queijo, isso é ponto assente e sabia que mal provasse pão de queijo ia apaixonar-me perdidamente. Enganei-me redondamente. Não achei piada nenhuma ao sabor do pão quente ou morno. Sabia-me a tudo menos a queijo e isso não tem piadinha nenhuma. Talvez tenha sido do queijo que eu usei, a receita não referia a "espécie" e eu usei o limiano que tinha em casa e que é um queijo que gosto bastante.

A receita foi aprovadíssima por todos cá em casa, eu fui a única desiludida. Porém, achei que estava perfeito (só sobrou um) no dia seguinte! É mesmo à pobre, adoro comida ressessa :)

Ingredientes:
500 gramas de polvilho
2 chávenas de leite
1 chávena de óleo
4 ovos
2 chávenas de queijo ralado
sal a gosto

Preparação:
Ferver o leite com o óleo e o sal, e escaldar o polvilho.
Deixar arrefecer.
Acrescentar os outros ingredientes e amassar bem.
Fazer bolinhas e cozer em forno quente.


A receita foi retirada do saco de polvilho que comprei. Para já não vou repetir a receita, dá demasiado trabalho para serem comidos ressessos he he Além do mais, quando escaldo o polvilho no leite, fica com um cheiro tão intenso a borracha queimada que a minha cozinha parece uma central de recauchutagem :)
Quando me passar o trauma, volto a tentar com um queijo mais adequado, tipo parmesão ou mozzarella.
Não me lembro bem quantos pães deu a receita, mas foram cerca de 18-20.

Boa semana a todos. Estou quase recuperada da constipação, só me falta perder aquela voz manhosa com que se fica quando se está com o canal entupidinho :)
tags: ,
publicado por Ameixinha às 20:00 | link do post | comentar | ver comentários (76) | partilhar
Segunda-feira, 08.02.10

Pão de quatro farinhas

Este pão cresceu que foi uma coisa estúpida! Lembra-me aqueles colegas de escola que, ao pé de nós, eram enormes e, em jeito de brincadeira, perguntávamos se lhes tinham colocado fermento ou adubo na massa :) No fundo era inveja, porque não conseguíamos ver o mundo de lá de cima e a panorâmica devia ser tão mais interessante!
Agora entendo que alguns de nós são feitos só de farinha de trigo e outros devem levar quatro farinhas...

Ingredientes para um pão de 1350 gramas:
300 g de farinha tipo 65
200 g de farinha semi-integral (uso integral)
160 g de farinha de espelta
100 g de farinha de arroz
500 ml de água (uso apenas 450ml)
1 colher (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de mel
2 colheres (sopa) de azeite
1 iogurte natural
3 colheres (chá) de fermento em pó

Preparação:
Coloque a água na máquina e junte-lhe o sal, o mel, o azeite, o iogurte, e as farinhas. Adicione o fermento, distribuindo-o sobre as mesmas.
Seleccione o programa "pão integral", o tamanho e a cor do pão. Ligue a máquina.


Quem quiser fazer apenas um pão de 750g e não tiver o livro da Larousse "Aprender a fazer pão", mandem e-mail que eu não me importo de enviar a receita.
Continuo a ter que diminuir a quantidade de líquidos, senão a massa fica demasiado líquida e o pão não fica bom.
Quem quiser, pode usar fermento fresco, cerca de 20 gramas de fermento de padeiro são suficientes.
Só não faço este pão mais vezes porque a farinha de espelta não é lá muito barata, mas fica um pão muito bom, já para não dizer que é super saudável!

Boa semana a todos e que nunca vos falte pãozinho para a boca :)
tags: , ,
publicado por Ameixinha às 13:15 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar
Sexta-feira, 18.12.09

Pão de Abóbora

A receita vi-a aqui e, com excesso de abóbora em casa, resolvi testar.
Adaptei à MFP e saiu um pão que ficou com uma consistência bem macia, massa bem aberta, exactamente ao gosto dos fregueses :)

Ingredientes:
1 saqueta de levedura seca (ou 12 g de fermento de padeiro)
1 dl de água (usei 2 dl)
1 colher (café) de sal
1 colher (sobremesa ) de açúcar
200 gr de abóbora
500 gr de farinha (usei 400 g de farinha tipo 65 e 100 g de farinha de centeio)
manteiga e sementes de sésamo q.b. (não usei)

Preparação:
Misture a levedura com o sal e o açúcar e dissolva-a na água morna.
Corte a abóbora em cubos e triture na picadora. Deite a farinha numa tigela, misture-a com a abóbora e abra um buraco no centro. Deite aí a mistura de fermento e amasse tudo com a farinha até obter uma massa elástica que se solte das paredes. Molde em bola, tape a taça com película aderente e leve ao microondas na potência mínima durante 4 ou 6 minutos. Deixe repousar mais 2 minutos e volte a sovar a massa.
Coloque-a dentro de uma forma de bolo inglês, dê-lhe uns golpes na superfície e leve ao microondas mais 2 minutos na potência mínima.
Mude a forma para o forno e deixe cozer por 30 minutos. A meio tempo pincele com manteiga e polvilhe com sementes de sésamo (não fiz isto).

Mal li a receita, achei que era muito passo e muita sova para os meus bracinhos. Tratei de meter tudo na MFP, seleccionei o programa 1 e esperei que ela apitasse :) Resultou!

Para quem me tem perguntado acerca do Matias, cá está ele... a apanhar o quentinho do aquecedor, refastelado a curtir o lar :)
Tem andado bem, hoje de manhã é que teve outro badagaio porque a veterinária tinha-me dito para eu experimentar dar-lhe ração da marca Specific, uma vez que é mais barata. Hoje experimentei dar-lhe e ele ficou logo doente, vomitou e deixou de fazer xixi.
Já chorei este mundo e o outro a pensar que ele estava outra vez doente e a comida não estava a resultar.
Afinal, o gajo diz que é chique e só quer comida fina! Em vez dos donos comerem bacalhau este Natal, vão comer paloco para que sua excelência possa comer ração da Royal Canin he he
Estou a brincar, como é óbvio :)
Ou seja, a Specific está fora de questão, eu tirei-a logo e continuei a dar-lhe Royal e ele já está porreiro. Fez uma mijinha e tudo para mostrar que estava satisfeito!

Há abóboras que se transformam em carruagens, sapos que se transformam em príncipes e gatos que, de quando em quando, viram verdadeiros reis e o banquete tem que ser Royal :)

Bom fim de semana a todos e obrigada pela força!
tags: , ,
publicado por Ameixinha às 17:15 | link do post | comentar | ver comentários (54) | partilhar
Sexta-feira, 20.11.09

Pão cacto - Kaktusbrot



Felicitações e muitos anos de vida ao Tertúlia de Sabores!!!
Moira, não te piques. Este pão é em tua homenagem :)
É certo que parece que me pico ás vezes, mas juro que não meto prá veia!
Por este pão até atravesso o deserto (estou a delirar, a ter alucinações, mas juro que não snifei nada. Além do mais, não sou eu que ando a fazer tráfico de pó branco!!!), levo com os espinhos e como tudo como se não houvesse amanhã.

O Tertúlia é "como pão para a boca", é o "pão nosso de cada dia", impossível deixar de lá ir! Caso aconteça, até fico de ressaca. É viciante, porque há blogs que são como droga pahhh! Depois não querem que eu diga coisas manhosas! Portanto, quando conheci o blog, tratei de o ver de cima a baixo e, este pão (cliquem para ver como é lindo), bateu-me forte e guardei a receita para fazer. O tempo foi passando e surgiu esta oportunidade para testá-lo. Está feito, provado e aprovado :)
Neste pão, pico-me com muito gosto!



Ingredientes (fiz meia receita, a receita completa está no Tertúlia):
450 g de farinha tipo 65
1,25 dl de leite morno
1,87 dl de água morna
1/2 pacote de fermento para pão
1/2 colher (sopa) de açúcar
1 pitada de sal

leite para pincelar
2 colheres de sopa de pevides de abóbora
2 vasinhos de barro (ainda tive que andar a esfregar o verdete dos meus he he Depois de os lavar em água corrente sem líquido da loiça, mergulhei-os em água a ferver para matar qualquer tipo de germes)

Preparação:
Numa taça, pôr a farinha, fazer um buraco no meio e pôr o fermento, adicionar os líquidos mornos e amassar cerca de 5/10 minutos. Deixe levedar 30 minutos num local aquecido.
Forre 2 vasos de barro com papel vegetal e coloque uma bola de massa grande e depois uma bola de massa pequena por cima. Pincele com leite e espete as sementes/pevides a imitar um cacto.
Leve ao forno por 25 minutos a 220º C.

Se não gostar de meter a mão na massa e tiver a MFP ao pé ou à mão, use-a. É só meter tudo lá dentro, seleccionar o programa "massa"e deixar até ao fim. Depois retire e molde as bolinhas, colocando-as nos vasos.

A massa fica bem aberta e o pão muito fofinho! Feito em forminhas de queques/muffins também deve ficar muito giro a decorar a mesa. Um pãozinho em cima de cada prato e vão achar que estamos em pleno Sahara :)

Só aparece um vaso na foto, porque o outro foi atacado por outro tipo de germes, nós mesmos, habitantes desta casa.
Desculpem as fotos, foi o melhor que consegui!

Bom fim de semana a todos e não se esqueçam que ainda vão a tempo de homenagear o Tertúlia ;)
publicado por Ameixinha às 00:05 | link do post | comentar | ver comentários (71) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...