Sexta-feira, 04.06.10

Nhoque gratinado com bacon e ervilhas


Para ser perfeito teria que ser feito pelo Guerra e fotografado pela Paz :)
Infelizmente estão lá do outro lado do oceano e eu é que manejei o tacho e a câmara fotográfica. Como é óbvio, não ficou tão lindo como no livro "Cuecas na Cozinha", mas que ficou bom... ficou! E eu recomendo muito :) Fiz algumas alterações porque não tinha alho francês - tinha mas estava congelado - e usei cogumelos e bacon. Acho que é uma receita que dá para fazer algumas adaptações, porque ao invés de ervilhas já fiz com milho e ficou excelente. Fiz apenas meia receita mas dou a receita na íntegra.
Mais uma vez, obrigada pelo maravilhoso livro e pelas receitas deliciosas!

Ingredientes:

Nhoque pré-cozido (1kg)
Ervilha congelada (300 g)
Presunto sem gordura (1 fatia grossa-espessura de um dedo) - usei bacon
Azeite (100 ml)
Alho poró (1/2 unidade pequena) - substituí por cogumelos
Leite integral (500 ml)
Farinha de aveia (3 colheres de sopa cheias) - usei flocos de aveia que moí na 1,2,3
Parmesão ralado (300 g) - usei limiano mas não recomendo
Sal
Pimenta moída
Noz-moscada

Faça antes:

Pique a fatia de presunto em tiras de 1 cm e depois em cubos de 1 cm. Não é preciso medir com a régua, ok? Reserve. Descongele as ervilhas retirando-as do congelador meia hora antes. Numa tábua de cortar, pique metade do alho-francês - primeiro em rodelas e depois pique bem.

Na hora:
Numa panela em lume brando, coloque 100 ml de azeite. Deixe aquecer, acrescente o alho-francês e refogue por um minuto. Despeje os cubos de presunto, misture tudo e frite mais dois minutos, até ficar ligeiramente dourado. Coloque os nhoques, as ervilhas, sal e pimenta moída a gosto. Misture tudo e deixe mais dois minutos no lume. Mexa sempre com cuidado, o objectivo é aquecer tudo sem desmanchar nada.

Molho:
Numa panela coloque o leite, farinha de aveia e metade do parmesão ralado. Leve a lume brando, por 5 minutos, mexendo sempre. Desligue e acrescente noz-moscada moída a gosto.

Montagem: nhoque + molho + parmesão restante. Levar ao forno a gratinar e comer com muito gosto :)

Comprei o nhoque no Lidl e gostei muito porque não se desfizeram. Segundo o Alessander nunca se deve comprar nhoque congelado. Eu usei um embalado que encontro sempre por lá! Ervilhas de lata também são para esquecer, usem frescas ou congeladas.
Uma receita a repetir muitas e muitas vezes!

Bom fim de semana e desculpem a falta de comentários mas o meu computador avariou de vez.
publicado por Ameixinha às 09:00 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar
Sábado, 22.05.10

Noodles com sementes de sésamo

Porque continua calor, publico esta receita já feita a algum tempo, mas que estava à espera de ser repetida para tirar nova foto!
É uma refeição servida fria, óptima para levar para pic-nics, viagens, praia, campo, para onde quiserem. É também rápida e simples.
Como rende bastante e foi feita numa altura em que estávamos só duas pessoas em casa, eu aqueci-a à hora do jantar mas com queijo ralado por cima e gostei ainda mais do resultado!
Uma sugestão que vi no site da Nigella, só não usei o cebolinho porque não tinha em casa.

Ingredientes:
75 g de sementes de sésamo (usei apenas 50g)
sal q.b.
250 g de noodles
2 colheres (chá) de vinagre de arroz
2 colheres (chá) de molho de soja
2 colheres (chá) de mel
2 colheres (chá) de óleo de sésamo
5 ramos de cebolinho

Preparação:
Toste as sementes de sésamo numa panela limpa sob lume forte, até ficarem douradas e coloque-as numa tigela.
Ponha uma panela de água a ferver e junte algum sal. Coloque a massa e cozinhe por 6 minutos (ou o tempo que sugerir no pacote) até estarem tenros mas não moles. Depois de escorrer passe-os por água fria.
Na tigela que vai servir a massa, junte o vinagre, o molho de soja, o mel e o óleo. Corte o cebolinho e coloque-o com a massa e o molho, juntando tudo para envolver, antes de juntar as sementes de sésamo. Mexa bem.
Deixe a massa repousar por 30 minutos para que os sabores assentem, embora não seja necessário.

Estou tão mole com este calor, que nem consigo escrever mais nada a não ser: bom fim de semana a todos os que por aqui vão passando :)
publicado por Ameixinha às 13:00 | link do post | comentar | ver comentários (50) | partilhar
Segunda-feira, 17.05.10

Esparguete gratinado com tomate

Fotos horríveis, refeição maravilhosa! Mas sem máquina agora vale tudo, tudo aparecerá por aqui, desde que tenha sido apreciado pelos comensais, obviamente :) É que há receitas que são muito boas, mas que eu vou adiando a postagem no blog, porque as fotos ficaram um tanto ao quanto manhosas! Agora é sempre a abrir, a censura deu uma trégua!
Retirei a receita de uma Teleculinária nº 1218 de 2002 e ficou muito boa. É bastante simples, pede ingredientes que todos temos em casa e bem rápida, para aqueles dias em que não apetece estar muito tempo na cozinha ou para quando o tempo nos escapa entre os dedos! Leva mais tempo a gratinar do que a preparar, dando-nos oportunidade para fazer outras coisas como visitar os blogs amigos :)

Ingredientes para 4 pessoas:
400 g de esparguete (usei integral)
sal e picante q.b.
1 fio de óleo (usei azeite)
1 dl de azeite
1 cebola picada
3 dentes de alho picados
60 g de chouriço de carne (usei chourição)
600 g de tomates maduros (usei tomate enlatado)
1,5 dl de vinho branco
100 g de queijo da ilha raspado (usei limiano)

Preparação:

- Leve a cozer a massa em bastante água temperada com sal e um fio de óleo; quando a massa estiver cozida mas rijinha, escorra-a bem.
- Num tacho, leve ao lume o azeite com a cebola e os dentes de alho, picados, junte-lhes o chouriço cortado às rodelas e vá mexendo até começarem a alourar; de seguida, adicione os tomates picados e o vinho branco, mexa, tape e deixe ferverem durante 5 minutos.
- Passado o tempo indicado, tempere a tomatada com sal e picante a gosto e retire do lume.
- Disponha o esparguete num recipiente que possa ir ao forno, espalhe sobre ele a tomatada preparada e polvilhe tudo com o queijo raspado.
- Leve a gratinar em forno forte até alourar, depois retire e sirva de imediato.

Ninguém tem um carregador Olympus LI-10C que dispense, pois não? ;)
Boa semana!
tags:
publicado por Ameixinha às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Segunda-feira, 26.04.10

Massa de arroz com soja



Vinte e um dias sem computador, quase um mês sem máquina do pão, Quinta-feira fiquei sem modem de internet e sem telefone por causa da trovoada, e Domingo o carregador da bateria da máquina fotográfica deu o berro!
Agora digam lá se realmente isto é normal?! Porque eu acho que não pode ser, é impossível!
O ditado diz que "não há mal que sempre dure e bem que nunca acabe". O bem já se foi há muito e o mal anda a prolongar-se bastante.
Mas, no meio de todo o "avarianço", continuo a ser uma privilegiada, e saberão porquê daqui a uns tempos quando eu conseguir assimilar, digerir tudo e passar para o "papel" :)
Por agora, deixo uma refeição leve, depois de um fim de semana de empanturramento ao extremo! Ainda estou para perceber porque cheguei meio quilo mais magra a casa, será que rir faz emagrecer?
Esta receita é, originalmente, feita com carne picada, mas achei que a soja ia ligar muito bem e acertei. Apropriada para vegetarianos e carnívoros, é só escolher entre carne e soja :)
Baseei-me nesta receita do Lidl.

Ingredientes:
250 gramas de carne picada (ou 1 chávena de soja granulada - quantidade para 2 pessoas)
2 colheres (sopa) de molho de soja escuro
2 colheres (sopa) vinho de arroz ou xerez seco (usei vinho do porto)
1 colher (chá) de molho de chilli (usei pasta de curry vermelha)
1 colher (sopa) de gengibre fresco ralado (usei galanga)
2 dentes de alho amassados/esmagados
250 gramas de massa de arroz
6 cebolinhos (não usei)
1 pimento vermelho
128 gramas de cogumelos
2 colheres (sopa) de óleo de girassol
1 colher (sopa) de coentros, finamente picados

Preparação:
Deitar a carne picada (ou soja), o molho de soja, vinho, molho chilli e o gengibre numa tigela. Adicionar o alho esmagado, misturar tudo e deixar repousar durante 10 minutos. Deitar a massa de arroz para um recipiente e verter água a ferver, deixando repousar 10 minutos. De seguida, remover a água deixando-a escorrer. Cortar o cebolinho às rodelas finas.
Aquecer o óleo no wok, adicionar a carne picada e alourar, mexendo sempre. Esmigalhar a carne com uma colher de pau ou espátula, adicionando de seguida o cebolinho, pimento picado e os cogumelos.
Deixe ao lume por 5 minutos. Depois deite a massa e deixe aquecer brevemente. Polvilhe com os coentros.

Notas:
Coloquei a soja granulada de molho em água durante alguns minutos para que hidratasse.
A receita é para quatro pessoas. Eu fiz metade.

Aproveito também para avisar que, por me terem chamado a atenção que a página do blog demorava muito tempo a abrir, optei por retirar todos os selinhos que me ofereceram até agora. Apesar de me sentir agradecida pelas distinções que têm feito, tanto ao blog como à blogueira, a partir de hoje deixo de os publicar no blog. Espero não magoar ninguém com esta decisão mas é em prol do melhoramento do serviço que aqui tento prestar :)

Boa semana a todos!

publicado por Ameixinha às 23:00 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar
Domingo, 15.11.09

Espirais all'amatriciana


Que raio de cor é creme? Há cremes de várias cores!
Por exemplo, o creme hidratante que uso para a cara tem uma cor levemente lilás e o creme de corpo é branco!
Ora... lá fui eu ver a foto alusiva à cor creme e reparei que afinal a cor é bege. Entendi tudo :)
Para não fugir à regra fiz uma receita salgada, em abono da verdade até já estava feita, foi só guardá-la até hoje!
É uma massa que faço muitas vezes e é tão simples que até parece impossível agradar tanto. A verdade é que há gente cá em casa que prefere comer as sobras desta massa no dia seguinte, do que comer comida fresquinha :)
A receita original foi retirada d' O Livro de Pantagruel com o nome "Spaghetti all'amatriciana" mas, da primeira vez que pensei fazer a receita, não tinha esparguete e usei espirais. Nunca fiz com esparguete mas em breve faço, só para ser o mais fiel possível à receita! Chama-se assim porque é proveniente da cidade de Amatrice que eu espero conhecer um dia :)

Ingredientes:
350 g de spaghetti
100 g de toucinho entremeado da barriga (o famoso bacon)
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de cebola picadinha
2 tomates médios meio maduros (uso tomate enlatado e fica bom)
50 g de queijo ralado (pecorino ou parmesão mas eu uso o que tiver em casa na altura)
Sal e malagueta ou piripiri q.b.

Corta-se o toucinho em cubos grandinhos, frita-se no azeite até ficar quase em torresmos e põe-se de parte em lugar quente para não amolecer e perder o estaladiço (eu coloco-os numa folha de papel absorvente dentro do microondas).
Na gordura que ficou, aloura-se a cebola com malagueta ou piripiri a gosto (deve ficar um nadinha picante). Juntam-se os tomates em pedacinhos - sem peles nem sementes e bem escorridos do líquido que tiverem -, tempera-se de sal e deixa-se ferver um quarto de hora para o molho engrossar bem.
Cozem-se os spaguetti , escorrem-se, vazam-se numa guisadeira aquecida (ou outro recipiente), envolvem-se no molho de tomate e no queijo, espalham-se por cima os torresmos de toucinho e servem-se sem demora.

Embora o queijo apropriado seja o pecorino, em sua falta emprega-se o parmesão.
É importante que os tomates não sejam muito grandes, pois a amatriciana não requer um banho de molho encarnado mas apenas resultar no final um nadinha colorida pelo tomate.

Espero que vos agrade e que façam. É simples, rápida e muito saborosa :)
Como O Livro de Pantagruel não tem imagens, é sempre mais arriscado fazer sem saber como vai resultar. Assim já sabem como fica e têm a minha palavra de que é mesmo bom!

Estou a ficar azul de medo!!! Que é que eu faço para o último dia da cor? Nunca comi nada azul e não sei se me apetece... não há mais cores? E depois do azul o que virá? Azul-bebé ou azul marinho?
Azul, azul, azul... Só me lembro de dizer "Bibó Porto carago!!!" :)

E parabéns à minha querida mãe que não é azul mas é tão vitoriosa como o clube e que festeja hoje mais um aniversário!!!
O bolo vai ser este aqui (com uma decoração ligeiramente diferente), que ela tanto gosta e merece :) Já passou a ser o bolinho dela!

Continuação de Bom Domingo a todos!!!
publicado por Ameixinha às 00:40 | link do post | comentar | ver comentários (78) | partilhar
Terça-feira, 16.06.09

Fusilli com tomate e atum


É incrível como um país tão pequeno consegue ter tanto micro-clima! Ouvi dizer que ontem choveu bastante para o centro do país. Aqui não caiu um pingo de água e esteve um calor abrasador! Preciso de uma arca, de um frigorífico, de uma casa nova, de mudar de país até :)
Vou usar da chamada psicologia invertida e dizer aos tiozinhos que já não preciso da arca nem do frigorífico. Vou esquecer-me que vocês existem e, lembrem-se, que um dia podem ser vocês a precisar de mim. O mundo dá muitas voltas, sabem? Bem, depois falamos de negócios. Por mais que eu não queira, esta receita veio daqui.

Faça chuva ou sol, as massas são sempre uma escolha muito apreciada cá em casa e esta não foi excepção. Para um dia em que não apetece estar muito tempo de volta do fogão e não temos muitos ingredientes à disposição. São ingredientes que todos temos em casa, para situações de urgência. Quem não tem latas de atum na despensa? :)

Ingredientes:
250 g de massa (fusilli)
óleo (usei azeite)
sal
1 cebola
50 g de margarina
1 lata pequena de tomate em cubinhos
1 lata pequena de ervilhas (substituí por 1 courgette pequena e meio pimento vermelho)
orégãos
3 latas pequenas de atum em conserva (ou 1 grande)
queijo parmesão ralado (usei mozzarella)

Preparação:
Coza a massa em água temperada com um fio de óleo e sal. Descasque e pique a cebola e leve a refogar com a margarina até começar a alourar. Junte o tomate e deixe cozinhar sobre lume brando durante cerca de 10 minutos. Junte as ervilhas escorridas (ou a courgette e pimento) e o atum também escorrido. Tempere com uma pitada de oregãos, misture e deixe apurar durante 5 minutos. Adicione a massa escorrida, mexa e deite no prato de serviço. Polvilhe com queijo parmesão ralado e sirva imediatamente.
Polvilhei com mozzarella e levei a gratinar no microondas.

A Smsn atribuiu-me este selinho. Agradeço-lhe muito apesar de não ter acertado na adivinha he he


Aproveito também para anunciar que umas quantas mouras decidiram vir à conquista do Minho e vão chegar à Inbicta ainda em Junho! Caso alguém se queira juntar à batalha e fazer frente às alfacinhas, alguém que tenha tomates (desculpem, mas isto vem na sequência do selo acima indicado! Não aguentei he he) e queira participar neste acontecimento que, quem sabe, irá ficar para a história, faz favor de comunicar comigo ou com a Cenourita (mais uma a juntar-se às alfaces e tomates, só faltava ela!) para acertar pormenores. Peço mais uma vez que não se revele a hora e local do encontro para que não apareçam visitas indesejadas... tais como caracóis, morcões, lesmas e afins (para quem não entendeu, são aqueles bichinhos que vêm agarrados às alfaces). Tudo que entra no Norte tem que ser bem inspeccionado senão não passa na alfândega, ok? ;)

Hoje vou estar ausente, respondo aos comentários e mails quando voltar! Obrigadinha :)
publicado por Ameixinha às 07:00 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Sábado, 23.05.09

Fusilli com cenoura e sésamo

Há dias em que ando numa onda completamente vegetariana e, normalmente, envolve sempre massa. 
Ultimamente não tenho postado receitas doces, ando muito pouco doceira e não sei bem porquê mas isto há-de passar. Aliás, vai passar já hoje à noite porque vou ao Mosteiro de Landim morfar uns doces conventuais, como fiz o ano passado. Ai que desgraça, aguenta colesterol que isto é só uma vez no ano :)
Por essas e por outras, deixo-vos mais uma receita saudável e muito fácil de fazer. Tenho que equilibrar as coisas he he
Tive que mudar um ingrediente porque nunca encontrei chalotas com folhas e substituí por espinafres. Não me parece que a receita tenha ficado pior que a original. Eu gostei bastante e é daquelas para repetir e inovar inserindo outras combinações de ingredientes. 
Retirei a receita do fantástico livro "Cozinha Vegetariana Saudável" da Janet Swarbrick. Ainda não fiz nada dele que não tivesse gostado :) Aconselho a compra!

Ingredientes para 4 pessoas:
3 1/2 chávenas de fusilli (usei integral)
1 fiozinho de azeite
3 colheres de sopa de óleo de sésamo
3 dentes de alho, esmagados
2 cenouras, descascadas e cortadas em pequenos pauzinhos
8 chalotas, sem pés e com as folhas picadas (substituí por espinafres em folha congelados)
5-6 colheres de sopa de molho de soja escuro
3 colheres de sopa de sementes de sésamo torradas

Preparação:
- Ponha um tacho grande com água ao lume e deixe levantar fervura. Junte os fusilli com um fio de azeite. Coza durante 10 minutos, mexando ocasionalmente, até a massa estar tenra. Escorra bem e reserve.
- Para cortar as cenouras em pauzinhos pequenos, descasque-as com um descascador e depois continue a cortá-las com ele.
- Aqueça o óleo de sésamo num wok ou frigideira grande, e junte o alho. Frite 30 segundos e depois junte a cenoura. Cozinhe mais 3-4 minutos e, em seguida, adicione as chalotas picadas (ou espinafres). Frite durante 2-3 minutos, mexendo continuamente.
- Junte o molho de soja, as sementes de sésamo e os fusilli. Cozinhe mais 2 minutos e sirva de imediato.

Excelente!
Bom fim de semana a todos :)


publicado por Ameixinha às 15:13 | link do post | comentar | ver comentários (70) | partilhar
Terça-feira, 17.02.09

Bróculos com Pleurotos


Não, esta não segue a onda veggie mas pode perfeitamente seguir. É só eliminar o bacon ou substituí-lo pelos enchidos vegetarianos :)
Se há coisa que eu gosto de comer são cogumelos. São os únicos fungos que eu admito na minha cozinha ;)
Ainda não tinha provado pleurotos mas quando os vi em promoção, agarrei numa caixinha deles sem saber o que faria com aquilo. Pesquisei e encontrei aqui.
Fiz algumas modificações porque não queria usar natas e acho que ficou melhor assim, mais saudável pelo menos!

Ingredientes:
300 g de bróculos
vinagre (não usei)
150 g de cogumelos pleurotos
70 g de Vaqueiro com Alho (usei margarina vaqueiro normal)
50 g de bacon aos quadradinhos
sal
pimenta de moinho
2 dl de natas (não usei)

Preparação:
Separe os bróculos em raminhos, lave e deixe-os de molho em água acidulada com vinagre (cozi-os ao vapor com uma pitada de sal). Escorra e passe por água fria. Lave os cogumelos e corte-os em bocados. Derreti a margarina numa frigideira, juntei o bacon cortado em bocadinhos e os cogumelos e deixei saltear sobre lume forte até a água que libertam se ter evaporado. Juntei os bróculos, temperei com sal e pimenta, moída na altura. Regue com as natas e retire do lume assim que levantar fervura (não usei).

Esta receita é supostamente uma entrada. Mas eu servi com massa esparguete e todos que comeram gostaram. É para repetir muitas mais vezes e para a próxima vou colocar pimentos, porque eu adoro :)


A Janeca e a Anna passaram-me um desafio que consiste em:
Você diz 9 coisas aleatórias a seu respeito, não importando a relevância.
Tendo de ter 6 verdades e 3 mentiras.Quem receber o meme, deverá postar 3 mentiras do blogueiro que lhe passou o Meme, neste caso tenho de descobrir quais as mentiras da Janeca.
O blogueiro poderá ou não revelar se acertou !
Aqui estão as verdades e as mentiras:

.A minha parte favorita dos frangos são as asas.
.Não gosto mesmo nada de gelatina. Só de ver aquilo tremer assusto-me.
.Estive noiva mas não cheguei a casar.
.Tudo que for papas, estilo cerelac/milupa e etc., dá-me náuseas.
.Prefiro comer doces do que salgados.
.Adoro o cheiro de alho.
.Tenhos dois irmãos, eu sou a gaja do meio que é onde está a virtude :)
.Adoro andar descalça.
.Gosto de vermelho.

Acho que as mentiras da Janeca são:
- Só compro as minhas malas e sapatos em Itália (se vais a Itália e não passas por cá para me fazer uma visita, não te perdoo)
- Sou motar (acho que não és, senão já tinhas agarrado na mota e vindo fazer-me uma visita)
- Sou colecionadora de selos (se fosses já tinhas colado um selo em ti mesma, metias-te no Correio Azul e vinhas cá para a casa para me fazer uma visita)

Eu não sei se são estas, a de os teus olhos mudarem de cor conforme o que vestias é bem possível :) Resta saber é de que cor ficam quando te despes (vou levar uma palmada por causa desta, não vou?)

As da Anna são:
- Detesto peixes e mariscos (mentirosaaaa, quem te visita sabe que é tudo menos verdade!)
- Percebo imenso de vinhos (gostavas, assim como eu, de perceber. Mas não entendemos nada acerca disso)
- Sou filha única e muito mimada (eu sei que tens pelo menos um irmão)

Acertei?

E agora como isto só faz sentido se eu passar a alguém, cá vai:






publicado por Ameixinha às 00:01 | link do post | comentar | ver comentários (65) | partilhar
Sexta-feira, 06.02.09

Massa com molho de couve-flor e courgette


Siga para bingo! É o que dizemos aqui quando decidimos ir em frente e eu vou em frente com os pratos de massa com legumes! Na minha opinião vou muito bem, sinto-me bem e isso é o mais importante :)

Mais uma receita retirada do livro de Cozinha Vegetariana Saudável. Os legumes não têm descanso cá em casa, trato sempre de incluí-los nas nossas refeições e tinha uma couve-flor para usar. Não sou grande fã de couve-flor, não me sabe a nada e eu detesto quando não sinto nada... a indiferença mata-me ;)

Na introdução diz que este molho é ideal para servir com esparguete, fettucinne, tagliatelle, macarrão, pappardelle ou mafaldine (mafaldine? Seria a massa preferida da Mafaldinha? Parece he he) - por outras palavras é um molho ideal para servir com massas. Usei um penne integral mais fininho que o normal, gosto muito :)


Ingredientes:

2 colheres de sopa de azeite
1 cebola grande, picada
1 folha de louro
1 dente de alho, esmagado
170 g de couve-flor, dividido em pequenos floretes (quem não gostar pode substituir por bróculos. Quem não gostar de bróculos pode passar ao blog seguinte)
2 colheres de sopa de oregãos frescos, picados
2 chávenas de concentrado de tomate
2/3 chávena de água
sal e pimenta preta, acabada de moer
450 g de courgettes, cortadas às rodelas
10 azeitonas pretas, sem caroço e cortadas em rodelas finas (opcional, eu não usei)
Queijo magro para servir (não aparece na foto mas coloquei depois)

Preparação:

1. Aqueça o azeite num tacho grande. Junte a cebola, a folha de louro e mexa bem. Tape o tacho. Cozinhe durante 5 min em lume muito brando.

2. Junte a couve-flor (cozi os floretes ao vapor durante 5 min antes de juntar, mas na receita não pede) e os oregãos, mexa bem e tape novamente o tacho. Deixe cozinhar durante 5 minutos. Junte o concentrado de tomate, a água, o sal e a pimenta a gosto. Deixe levantar fervura, baixe o lume, e tape o tacho. Mantenha em lume brando durante 15 min.

3. Por fim, junte as courgettes e as azeitonas, no caso de estar a utilizar. Tape e continue a cozinhar em lume brando durante 10 minutos. Prove para verificar os temperos, antes de servir o molho.

A Ana do Blog, que eu não conhecia, Doces & Cia, a Zé do blog Raspas de Laranja e a Moranguita do blog Doces e Companhia ofereceram-me este selo de Mulher Bem Resolvida. Muito obrigada pela distinção :)

Como eu disse à Zé, eu nem sequer sou bem acabada, quanto mais bem resolvida! E não sou mesmo... faltam-me muitas realizações para eu me sentir bem resolvida. Mas entendo o espírito do selo, não sou amarga nem mal disposta por ainda me faltar um grande caminho a percorrer para encontrar a resolução dos meus problemas. Mas enfrento e encaro a vida com um sorriso no rosto (quando não me dá para a gargalhada histérica e esganifada) e acredito que, um dia, vou encontrar o que preciso para ser tão realizada como muitas de vós :)


Esta miúda está um bocadito estranha :) Será assim tão bem resolvida?

Não vou passar este selinho, não conheço ninguém que seja mal resolvido e não me apetece passar a umas e a outras não! A culpa é desta chuva manhosa que teima em cair :) Bom fim de semana a todos!
publicado por Ameixinha às 02:20 | link do post | comentar | ver comentários (59) | partilhar
Segunda-feira, 02.02.09

Esparguete com molho de tomate e aipo



Continuo na onda veggie, a explorar o meu livrinho de Cozinha Vegetariana Saudável da Janet Swarbrick. Todos os pratos, até agora, têm sido boas surpresas.
Quem nunca experimentou cozinha vegetariana devia atrever-se a provar, podem ficar agradavelmente surpreendidos!
Não existe a obrigatoriedade de serem pratos com tofu, seitan, granulado ou bifes de soja, podem fazer uma boa selecção e combinação de vegetais, os malvados verdes que muitas pessoas não gostam :)
Cá em casa, felizmente, ninguém torce o nariz a legumes! Este molho foi aprovado e vai passar a fazer parte da ementa desta casa :)

Ingredientes para 4 pessoas:
1 colher de sopa de azeite
1 cebola média picada
4 talos de aipo picado
1 malagueta verde, sem sementes e picada (usei uma vermelha)
2 dentes de alho esmagados
3 colheres de sopa de concentrado de tomate
700 g de tomates, sem pele e picados grosseiramente (usei metade)
4 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de manjericão picado
1 colher de chá de manjerona picada (não usei)
340 g de esparguete de trigo integral
1/4 de chávena de azeitonas pretas, sem caroço
1/4 chávena de queijo magro ralado (por incrível que pareça eu não usei)
1/4 chávena de pinhões (não usei)
1 lata de cogumelos fatiados (acrescentei eu)

Preparação:

1. Aqueça o azeite numa frigideira, junte a cebola, o aipo, a malagueta e o alho, e frite em lume médio durante cerca de 3 minutos, até os ingredientes estarem macios. Adicione os tomates e o concentrado de tomate, a água e metade do manjericão e da manjerona picada. Deixe levantar fervura e mantenha em lume brando durante 10 minutos.
2. Ponha o esparguete num tacho grande com água a ferver eccoza durante 12 minutos, ou até estar ligeiramente tenro (mas não demasiado cozido).
3. Escorra a massa num passador e deite água quente por cima . Deixe escorrer bem e distribua o esparguete pelos pratos.
4. Junte as azeitonas e as ervas que sobraram ao molho e deite uma colherada por cima do esparguete, em cada prato (coloquei as azeitonas cortadas por cima do molho de tomate). Polvilhe com o queijo ralado e os pinhões.

Boa semana a todos :)
Estou a ficar com os miolos em água, com tanta chuva que cai do céu!
publicado por Ameixinha às 09:00 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...