Segunda-feira, 25.10.10

Legumes gratinados

Vou remando contra a maré. Hoje de manhã a minha mãe gritou que era dia mundial da massa. Mas não gritou para mim, o Matias é que a estava a ouvir - como se lhe fizesse muita diferença - Royal Canin será sempre Royal Canin e parece-me que lhe agrada mais que massa :)
A minha mãe não pega em livros de culinária, nunca os seguiu. Aprendeu a cozinhar com a mãe dela, e por tentativa e erro, é verdade que cozinha muito bem, embora não saia muito da cozinha tradicional portuguesa. Mas para comer está ela pronta e experimenta tudo que é diferente, embora não se atreva a fazer. Para isso estou cá eu. Ela sofre do mal de, às vezes, não saber o que fazer na refeição seguinte. Hoje, ouvindo a palavra "massa", decidiu que era isso que íamos almoçar. Cá em casa tanto cozinho eu como ela, hoje é a vez dela e até gostamos todos de massa, mas não me importava de ter estes legumes à frente outra vez.
Muitos blogs terão a oferecer muitas receitas de massa hoje, com certeza que serão deliciosas, mas eu ofereço-vos legumes gratinados... só porque me apetece rumar contra a maré :)

Ingredientes:
2 cenouras
1 dl de azeite
2 dentes de alho
1 courgette
1 beringela (não tinha, usei brócolos)
1 pimento pequeno-verde (não usei)
1 pimento vermelho
200 g de milho
100 g de cogumelos laminados
100 g de queijo ralado
sal e pimenta q.b.

Preparação:

1. Comece por cortar as cenouras em rodelas e coza-as em água temperada de sal. Escorra.
2. Leve uma frigideira ao lume com o azeite, os alhos, as courgettes, as beringelas e os pimentos cortados em tiras finas. Depois, junte as cenouras, o milho e por fim os cogumelos.
3. Tempere e cozinhe até que fiquem macios. Transfira para um recipiente refractário e polvilhe com queijo; leve ao forno, à temperatura de 200ºC até gratinar e sirva.

Notas:
Cozi as cenouras e os brócolos juntamente, mas não convém deixá-los cozer muito já que vão à frigideira e, posteriormente, ao forno.
A receita foi retirada da colecção "Alimentos com história" Vol. 3.
É uma receita simples mas com um resultado delicioso, para repetir incessantemente com os legumes da época :)

Boa semana a todos e obrigada pelas visitas!
publicado por Ameixinha às 12:25 | link do post | comentar | ver comentários (52) | partilhar
Quinta-feira, 07.10.10

Brócolos com mostarda e alcaparras

É quase uma floresta no prato, uma floresta encantada, habitada por alcaparras :)

Ingredientes:
75 gr de manteiga
2 colheres (chá) de mostarda de Dijon
sumo de 1/2 limão
2 colheres (sopa) de alcaparras

Preparação:
Coloque a manteiga, a mostarda e o sumo de limão numa caçarola em lume médio.
À medida que a manteiga derrete, misture os ingredientes e junte as alcaparras.
Verta o molho homogéneo sobre os rebentos de brócolos, cozidos e escorridos.

- Suficiente para 250-500 gramas de brócolos.
- A receita é do livro "Na Cozinha com Nigella", e ela refere brócolos roxos mas eu usei os mais comuns.
- Nem eu consigo ver as alcaparras no prato mas juro que estavam lá!
publicado por Ameixinha às 12:10 | link do post | comentar | ver comentários (49) | partilhar
Segunda-feira, 16.08.10

Courgette grelhada com vinagrete de limão


Inspirei-me numa receita que vi no blog For the love of cooking. Para ser sincera queria fazer a receita tal e qual, mas faltaram-me alguns ingredientes :) Omiti uns e adicionei outros, acabou por resultar muito bem.

Para o vinagrete de limão:
1 colher (sopa) de azeite
1/2 colher (sopa) de mostarda Dijon
1/2 limão, sumo e zest
Sal e pimenta preta moída na hora, para temperar

Misture todos os ingredientes numa pequena tigela. Prove e volte a temperar, caso seja necessário.

Para as courgettes:
2 courgettes, partidas em quatro verticalmente
1 colher (sopa) de azeite (usei azeite aromatizado Casa do Sal)
sal e pimenta preta, para temperar
1 collher (sopa) de pinhões tostados (usei nozes)
1 colher (sopa) de queijo feta magro (substituí por azeitonas, tem tudo a ver he he)
1 colher (sopa) de manjericão (o meu foi "matado" por bichos implacáveis!)

Misture a courgette com o azeite, tempere com sal e pimenta e grelhe de um lado até as marcas do grelhador aparecerem, cerca de 2 minutos. Vire e grelhe por mais 1-2 minutos. Corte cada tira de courgette ao meio na horizontal.
Ponha o vinagrete por cima das courgettes, junte as nozes, o queijo (azeitonas) e o manjericão (se usarem) e misture gentilmente. Sirva morno.



Esqueci-me de temperar a courgette antes de a levar a grelhar porque o azeite aromatizado já tem sal e ervas aromáticas. No final, polvilhei um bocadinho de Flor de Sal da Ria Formosa por cima da salada.

Continuação de boa semana a todos. Diz que na Quarta dá chuva para estes lados, mal posso esperar! Entretanto, as saladas continuam a aparecer por aqui :)
publicado por Ameixinha às 20:52 | link do post | comentar | ver comentários (48) | partilhar
Terça-feira, 20.07.10

Courgettes grelhadas com manjericão e limão

Antes de mais nada, quero dizer que vi esta receita no Cinco Quartos de Laranja :) Um blog que me inspira, principalmente com todas as receitas que levam courgettes, sejam doces ou salgada.
A Laranjinha arrebatou-me o quarto das papoilas no Algarve, mas perdoei-lhe por ser um poço imenso de simpatia e boa-disposição. Se já gostava do blog dela, passei a gostar ainda mais depois de conhecê-la pessoalmente. Quem ainda não conhece o Cinco Quartos de Laranja, é favor passar por lá que encontrarão inspiração na certa!

Ingredientes:
4 courgettes
raspa e sumo de 1 limão
4 colheres (sopa) de azeite
folhas de manjericão
sal e pimenta

Preparação:
Cortar as courgettes em fatias e grelhá-las.
Numa taça colocar a raspa e sumo de limão, sal, pimenta e o azeite. Mexer bem e adicionar uma mão cheia de folhas de manjericão frescas.
À medida que as courgettes forem grelhando, colocar as fatias na taça e com a ajuda de uma colher embebê-las no molho.
Deixar marinar durante 10 minutos e servir.

Um excelente acompanhamento nestes dias de grande calor, pelo menos para mim que sou grande fã de courgettes.

A receita é do Cinco Quartos de Laranja, já tinha referido? :)
publicado por Ameixinha às 16:33 | link do post | comentar | ver comentários (55) | partilhar
Quinta-feira, 10.06.10

Flan de courgettes

A máquina é nova mas não parece, eu ainda não lhe apanhei o jeito. Sei que tem uma função especial para comida mas só soube disso depois de fazer este flan :) Daí que a coisa não tenha ficado muito bem apanhada, mas foi amplamente saboreada!
Sou a verdadeira fã de courgettes, tanto que até semeei algumas nuns canteiros mas parece-me que não vou ter grande sorte. Enfim, já é algo a que estou habituada!

Esta receita encontrei-a no Cinco Quartos de Laranja, blog da Laranjinha que foi uma das minhas companheiras na viagem ao Sul. Em jeito de homenagem a todas quantas me aturaram naqueles fabulosos 4 dias, decidi fazer uma (ou mais) receita de cada uma delas que vou publicar ao sabor da maré. Não é nada que eu não fizesse antes porque já experimentei receitas de quase todas elas, mas apeteceu-me este pequeno desafio :) Começo muito bem com o Cinco Quartos de Laranja, vamos lá ver onde isto vai parar!


Ingredientes:
2 courgettes
60 g de margarina
5 ovos
sal
pimenta de moínho
1 dl de natas
100 g de queijo ralado em fios

Preparação:
Ligar o forno a 180ºC.
Lavar e ralar as courgettes.
Derreter a margarina numa frigideira anti-aderente, juntar as courgettes e deixar refogar até estarem macias.
Partir os ovos para uma tigela, temperá-los com sal e pimenta acabada de moer.
Bater com uma vara de arames até os ovos estarem desfeitos.
Juntar as natas e o queijo aos ovos. Misturar muito bem.
Deitar este preparado sobre as courgettes (ou envolver nas courgettes) e levar ao forno numa forma untada com margarina, cerca de 20 minutos.

Notas:
Envolvi as courgettes na mistura e adorei o resultado. O melhor de tudo é sentir-se o queijo a cada garfada. Aqui em casa foi servido com carne assada que tinha sobrado do almoço, mas tal como a Laranjinha sugere, uma salada verde acompanha muito bem este flan!

Continuação de bom feriado!

publicado por Ameixinha às 10:01 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Quarta-feira, 21.04.10

Puré de batata com wasabi e salmão


Finalmente consegui colocar isto como eu queria! Custou mas foi... não fosse eu teimosa que nem uma mula e não arredei pé até ver isto como eu queria. Bem pedi ajuda a um amigo que entende mais do que eu de computadores, mas ele insistiu em dizer-me que o Google Chrome sempre foi assim, a letra era mesmo meia deitada e fininha. Raios, então mas se não era assim antes, porque ficou assim depois de vir do técnico? E bufei e barafustei e não adiantou nada porque o rapaz olhava para mim como se eu estivesse maluca e não soubesse o que estava a dizer. Posso ser maluca mas não sou burra e eu sabia que isto tinha que ter remédio paaahh!

E teve, não há nada que a teimosia, perseverança e uma boa dose de paciência -ou falta dela - não resolvam. E eu, Ameixa Maria Seca, que não entendo nada de computadores, pus-me a mexer e fui dar ao TuneUp Utilities e descobri que era lá que residia o cerne do próblema. Clique aqui, clique ali, muda letra, muda tamanho, etc e a coisa voltou ao normal.

O segredo é não desistir e tomar uns tranquilizantes, para não partir o bicho todo com tiros e bombas e socos nas trombas, que era o que verdadeiramente me apetecia fazer :)

Resolvido o imbróglio, seguimos a programação com um momento zen. Quer dizer... pode não ser zen mas que é oriental é... pelo menos, tem wasabi :)


Não é bem, bem uma receita, é mais uma sugestão para quem gosta de wasabi, que deixa um sabor mais marcante no puré. Eu servi com salmão grelhado mas podem comer com o que vos apetecer :)

Ingredientes:

1,350 kg de batatas, descascadas e cortadas em cubos

3/4 de chávena de leite

1 colher (sopa) de wasabi em pó

1/4 chávena de manteiga

Preparação:

Coloque as batatas num tacho com água fria e sal. Ferva até ficarem tenras, cerca de 20 minutos. Escorra e esmague-as.

Combine o leite com o wasabi e mexa até o pó se dissolver. Junte a mistura de leite e a manteiga às batatas. Com a batedeira, misture tudo até estar fofo e suave. Tempere a gosto com sal e pimenta. Pode ser preparado com duas horas de antecedência. Cubra e mantenha à temperatura ambiente. Re-aqueça em lume brando, mexendo constantemente.

Fonte: Epicurious

A partir de quinta ao início da tarde estarei ausente, só vou regressar no Domingo à noitinha e este bicho não vai atrás de mim. Portanto, portem-se bem na minha ausência, sim?

Vou deixar uma postagem agendada para que, quem costuma visitar o blog, não se sinta abandonado ;)

Continuação de óptima semana!
publicado por Ameixinha às 00:07 | link do post | comentar | ver comentários (42) | partilhar
Segunda-feira, 15.03.10

Espinafres salteados

Estou mais para Olívia Palito do que para Popeye, mas não resisto a espinafres :)
O único problema, que me enerva profundamente, é que eles murcham e ficam em nada depois de cozinhados! Tenho para mim que deve ser ao estilo Popeye, muita parra pouca uva. Os espinafres só dão força nos braços, mas depois passa o efeito e ele fica feito morcão, flácido e fraco :)

Baseei-me numa receita que vi n' O livro essencial da cozinha mediterrânica, omitindo um ingrediente que não tinha e outro que não gosto. Só não sei como é que, com 500 g de espinafres, sugerem que este prato dê para 6 porções. Só se forem para 6 Olívias Palitinhas, porque eu sou magrinha e comia tudinho, não fosse a gula uma coisa feia e não tivesse eu mais gente à mesa que quisesse provar esta refeição!
Não dá para 6, dá para 2 pessoas como acompanhamento, não mais! Temos pena, até eu gostava que rendesse muito mais mas é como digo, minga e todos sabem o que isso quer dizer, né? ;)
Atenção, ficar murcho não quer dizer que não fique bom! Aliás, o murcho pode ser sempre revigorado e, tal como o Popeye, podem ficar com uma certa força para o que der e vier he he

Ingredientes:
500 g de espinafres
2 colheres (sopa) de pinhões
1 colher (sopa) de azeite
1 cebola vermelha pequena, partida ao meio e fatiada (usei cebola castanha comum)
1 dente de alho, cortado em fatias finas
2 colheres (sopa) de passas (omiti)
1 pitada de canela moída (não usei, acho que talvez só faça sentido se usar as passas e pinhões)

Preparação:
1. Apare os talos dos espinafres e deite-os fora. Lave as folhas e rasgue-as em pequenos pedaços.
2. Deite os pinhões numa frigideira e mexa em lume médio durante 3 minutos, ou até ficarem ligeiramente alourados. Retire os pinhões da frigideira.
3. Aqueça o azeite na frigideira, acrescente a cebola e deixe cozinhar em lume fraco, mexendo de vez em quando, durante 10 minutos, ou até ficar translúcida. Aumente a temperatura para lume médio, acrescente o alho e cozinhe por 1 minuto. Adicione os espinafres (ainda com gotas de água agarradas às folhas), passas e canela à frigideira. Tape e deixe cozinhar durante 2 minutos, ou até os espinafres murcharem. Acrescente e mexa os pinhões e depois tempere a gosto (usei sal e pimenta).

Nota: A acelga resulta igualmente bem nesta receita, apesar de poder levar mais algum tempo a cozinhar do que os espinafres.

Sim, esta tigelinha que está na foto foi o que rendeu de 500 gramas de espinafres! Alimenta 6 porções de formigas, só pode :)
publicado por Ameixinha às 10:11 | link do post | comentar | ver comentários (60) | partilhar
Sexta-feira, 26.02.10

Espinafres com grão-de-bico

Estamos de dieta à base de água e vento há mais de uma semana. De uma coisa não nos podemos queixar: não morremos à sede! Mas isto é cansativo! Quero ir dar uma caminhada, esticar as pernas, ver amigos e a água não deixa, a não ser que eu não me importe de ir no enxurro, porque a aldeia é sempre a descer e até ia chegar à cidade mais rapidinho :)
Entretanto resolvi entrar noutra dieta, a da Manuela e apresento aqui uma salada quente que reuniu consenso. Grão-de-bico é algo que é sempre muito bem visto nesta casa, embora acarrete efeitos secundários manhosos he he Mas podem sempre dizer que o barulho é do vento, o que não deixa de ser verdade ;)

Para 4-6 pessoas:
2 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho grande, cortado ao meio
1 cebola média, finamente picada
1/2 colher (chá) de cominhos
pitada de pimenta-de-caiena (não tinha, usei pimenta branca)
pitada de açafrão-da-índia (usei estames de açafrão)
800 gr de grão-de-bico, enlatado, escorrido e enxaguado (cozi eu o grão na panela de pressão)
500 gr de folhas de espinafre pequenas, lavadas e sacudidas para tirar a água em excesso
2 pimientos del piquillo, escorridos e cortados às rodelas (usei pimento vermelho comum)
sal e pimenta

Preparação:

1. Aqueça o azeite numa caçarola grande com tampa em lume médio-alto. Adicione o alho e deixe refogar durante 2 minutos, ou até ficar alourado, mas não queimado. Retire com uma escumadeira e deite fora.

2. Acrescente a cebola, os cominhos, a pimenta-de-caiena e o açafrão-da-índia e deixe cozer, mexendo, durante cerca de 5 minutos até ficarem brandos. Junte o grão-de-bico e mexa, até ganhar, ligeiramente, a tonalidade do açafrão-da-índia e da pimenta.

3. Acrescente, mexendo, os espinafres apenas com a água que estiver nas folhas. Tape e coza durante 4-5 minutos até ficarem murchos (os meus levaram mais tempo). Destape, deite os pimientos del piquillo, e deixe cozer mais um pouco, mexendo com calma, até o líquido se evaporar. Tempere com sal e pimenta e sirva.



Nota: Como eu usei pimento vermelho, acrescentei-o logo no início, ao mesmo tempo da cebola, para que ele fosse ficando tenro.
Receita retirada do livro "Cozinha Mediterrânica" da Parragon.

Manuela, sei que gostas de espinafres e de grão, espero que aproves esta minha sugestão :)
Parabéns ao Delícias e Companhia pelo segundo aniversário e que conte muitos mais anos de delícias saudáveis e outras nem tanto!

Bom fim de semana a todos.
publicado por Ameixinha às 12:10 | link do post | comentar | ver comentários (58) | partilhar
Sexta-feira, 21.08.09

Beringelas gratinadas

Em época de tomates e beringelas temos que ser casamenteiros e juntar os trapinhos destes dois :)
Primeiro porque têm cores bonitas, depois porque o sabor nesta altura atinge o topo dos topos.
É caso para dizer que esta beringela tem tomates he he
Está calor para ligar o forno, mas à hora do jantar parece que entramos no Outono e o forno até apetece. Pelo menos, por aqui tem sido assim :)

Ingredientes para 4:
4 colheres (sopa) de azeite
2 cebolas finamente picadas
2 dentes de alho finamente picados
2 beringelas às rodelas grossas
3 colheres (sopa) de salsa fresca picada (não usei)
1/2 colher (chá) de tomilho seco (usei tomilho-limão fresco)
sal e pimenta a gosto
400 g de tomate enlatado picado
175 g de queijo mozzarella grosseiramente ralado
6 colheres (sopa) de queijo parmesão fresco ralado (não usei porque não tinha)

Preparação:

1- Aqueça o azeite numa caçarola em lume médio. Junte a cebola e deixe refogar por 5 minutos, ou até ficar transparente. Adicione o alho e deixe cozer uns segundos, ou até começar a ganhar cor. Com a ajuda de uma escumadeira transfira a mistura de cebola para um prato. Coza a beringela às rodelas na mesma caçarola (usei a wok), até ficarem castanhas.

2- Num prato pouco fundo, disponha a beringela por camadas. Salpique com um pouco de salsa, tomilho, sal e pimenta. Acrescente uma camada de cebola, tomate e mozzarella e polvilhe cada camada com salsa, tomilho, sal e pimenta.

3. Vá fazendo camadas e termine com uma camada de beringelas. Salpique com o queijo parmesão. Leve ao forno a 200ºC, previamente aquecido e deixe cozer destapado durante 20-30 minutos ou até a superfície ficar com um tom dourado e as beringelas ficarem tenras. Sirva quente!

Notas:
- Antes de cozinhar a beringela coloquei-a com sal e deixei largar um pouco de líquido. Depois passei por água e limpei com papel absorvente.
- Receita retirada do livro "Cozinha Mediterrânica" da Parragon Books.


Então pessoal do Norte, coméqué? Ninguém quer aparecer para receber com pompa e circunstância a Manuela C? Pode ser sem pompa e circunstância. Isto é ao gosto de freguês!
Ela já me telefonou a perguntar se alguém já tinha dito alguma coisa e eu sem nada para lhe dizer. Que vergonha! Estão a deixar-me ficar muito mal! É que já não faltam mouras a querer comparecer ao encontro de Lisboa. Vamos deixar as mouras ganhar? he he

Já começo a ter medo de ir a Lisboa, é que vai ser tanta gaja boa por metro quadrado, que eu vou ter que vir para casa com o rabo entre as pernas e olhem que o meu rabo até é bem jeitoso ;)
Só de pensar até já se me arrepiam os pêlos do bigode! Por falar nisso... tenho que fazer o bigode! Ou não... é que mulher de bigode ninguém a f***! É melhor deixar o bigode que assim ninguém se atreve a fazer-me frente :)

E é isso... me liguem vai, que é como quem diz, quem estiver interessado em conhecer a Manuela C e companhia, enviem mail para mim que já tenho novidades!
Às mouras (vou levar nas orelhas que até vou chiar!) a mesma coisa, contactem-me :)

Bom fim de semana a todos!
publicado por Ameixinha às 20:21 | link do post | comentar | ver comentários (76) | partilhar
Quarta-feira, 29.04.09

Espinafres com queijo quadriculado - Dia Verde


Há uns tempos atrás, a Nana passou-me esta receita do livro da Ofélia e faz parte da saga Cozinhando com Ofélia... literalmente?!

Como a vida não está fácil, a crise está aí, eu resolvi matar dois coelhos de uma cajadada só (salvo seja, eu adoro os bichinhos e com caçadeira em punho acho que caía para trás ao primeiro disparo), e fiz esta receita também para publicar no dia verde. É hoje!!!

É um belo acompanhamento de carnes e eu servi-o com um caril que irei publicar brevemente. Como ando numa fase desgraçada, alucinada, atrapalhada e malfadada na cozinha esqueci-me de juntar a cebola que pede na receita. Cortei-a em pétalas com muito carinho, coloquei-as numa tigelinha a aguardar a hora de ser usada e depois passou-me uma nuvem negra pelos neurónios e esqueci-me de a usar. Mesmo assim, aconselho a esqueceram a cebola ou a juntarem também uns alhos picadinhos porque o alho dá bastante sabor. Também aconselho a usarem espinafres inteiros, eu usei os picados mas acho que inteiros devem ficar ainda melhor.

Achei o efeito visual fantástico, parecem uns espinafres enclausurados :) Como adoro queijo, ficou perfeito. A Ofélia sabia das coisas!

Já agora aproveito para dizer uma frase que me tem acompanhado desde a infância e que faz bastante sentido neste post:

"Para ter boa musculatura, todo o coelhinho come verdura!"

Não sei se alguém se lembrará, mas foi dita pelo coelho que se chamava Tambor e aparecia no filme do Bambi he he

Digam lá se eu não sou uma pessoa culta? Ui ui!!! Para lá de culta :) E como fico forte depois de comer estes espinafres, é bom que o Tambor desate a correr antes que eu me lembre de pegar na caçadeira ;)



Ingredientes:

750 gramas de espinafres frescos ou 600 gramas de espinafres congelados (usei congelados, picados)
50 gramas de toucinho (usei bacon)
2 cebolas grandes
4 fatias de queijo
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sobremesa de sal
1/2 colher de sobremesa de pimenta branca
1/4 de colher de sobremesa de noz moscada em pó
1 colher de sopa de manteiga

Preparação:

Coloque os espinafres com pouca água na panela e ferva com ela tampada (não coloquei água nenhuma porque os espinafres cozem bem sem água). Corte o toucinho em quadradinhos. Descasque as cebolas e corte-as fininho. Corte o queijo em tiras largas. Aqueça o forno a 250ºC.
Aqueça o azeite com o toucinho. Coloque a cebola e refogue um pouco. Introduza os espinafres, com sal, a pimenta e a noz-moscada, misture tudo muito bem e tire do lume depois de 3 minutos. Alise a superfície dos espinafres. Reparta por cima a manteiga em pedaços pequenos. Forme em cima dos espinafres uma rendinha com tiras de queijo e leve ao forno durante 10 minutos, até que o queijo fique dourado.



Quero agradecer todos estes selos que me foram passados:


A joaninha foi enviada pela Ana. Supostamente temos que indicar 10 pessoas e citar três artesãos que admiramos. Não vou citar 10 pessoas, hoje vou apenas citar uma artesã que merece todo o reconhecimento. Chama-se Adriana e tem um blog chamado Código de Cores. Passem por lá e espreitem :)





Agradeço este belo par de cuecas à Sweet e à Catarina. O gato arrepiado foi também a Catarina que mo ofereceu, mas eu espero que não esteja ninguém desse lado do ecrã assim tão arrepiado... não é esta imagem que pretendo passar :) Tadinho do bichinho!

Obrigadadinha a todas. Passo a joaninha, as cuecas e o gato às gajas boas do encontro na Inbicta, carago! Assim ficam com a colecção completa ;)
publicado por Ameixinha às 09:45 | link do post | comentar | ver comentários (68) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...