Pétalas


Há pouco a B. foi com a A. levar algumas tonas de legumes ao porquinho da E. É um ritual que fazem todas as semanas e chegou a casa toda contente, desenfreada não bateu à porta e eu olhei com uns olhos de espanto. Saiu pensativa, fechou a porta e bateu com um "pocho?" :-)

Trazia pétalas de rosas para mim... Já num estado de decomposição mas ainda se aproveitam para secar.

A B. está a aprender a respeitar a privacidade de cada um, algo que a A. só aprendeu quando adulta e com muita discussão.

Às vezes sou muito teimosa, mas acho que respeitar os outros e o espaço de cada um é para ser ensinado e aprendido.

Eu faço a minha parte e espero que a B. faça a dela.


Agora as pétalas vão adormecer entre um dos meus objectos favoritos: um livro.
Neste caso, "Ontem não te vi em Babilónia" de António Lobo Antunes.
Não me vou fazer de muito esperta e, por isso, digo que é o único que tenho do autor e foi oferecido. É uma leitura que não entendo na perfeição, logo não me atrai. É que eu gosto de entender o que leio e ler deve ser um exercício simples e claro. Daí a minha "biblioteca" estar desprovida de Lobo Antunes.
Fica a companhia das pétalas simples com o texto complexo :-)

Obrigada B.
tags:
publicado por Ameixinha às 18:53 | link do post | comentar | partilhar