Concentração de gajas boas na Invicta!

"Vinho do Porto vou servi-lo neste cálice
Alicerce da amizade em Portugal
É o conforto de um amor tomado aos tragos
Que trazemos por vontade em Portugal

Se nós quisermos entornar a pequenez
Se nós soubermos ser amigos desta vez
Não há champanhe que nos ganhe
Nem ninguém que nos apanhe
Porque o vinho é português"

Vinho do Porto, Carlos Paião

O vinho era português e nós também :) A Ana e o Gilbamar encontraram-se connosco (Mónica, Mary, , Conceição e eu) em frente a São Bento, para uma tarde muito bem passada. Depois juntaram-se a nós a Noémia e a Nani. Fica o relato em tentativa rimada, sem olhar a métrica e pontuações que eu não sou poeta :) Espero que gostem!
As fotos ficam como recordação, a Ana já publicou algumas no blog dela. Quem lá quiser ir ver e tentar adivinhar, está à vontade ;) Eu fico com as recordações da tarde de 8 de Abril de 2009! Obrigada a todas pela simpatia e carinho! Até à próxima ;)



Por volta do meio dia
da tarde de quarta feira
Saí para celebrar a alegria
Com pessoal à maneira

Ali na estação de São Bento
O pessoal começou a chegar
Não houve chuva nem vento
Fomos todas almoçar

Ao sol numa esplanada
Entre sorrisos e folhados
Chegam o Gilbamar e a Ana
Com sacos abarrotados

Beijinhos pra ti e pra mim
Contem lá o que acham de Portugal
Eramos tantas, enfim
Queríamos saber o que foi bem e mal

Vindos directamente do Brasil
Polpa de Cupuaçu e fécula de mandioca
A curiosidade estava a mil
E ainda bombons garoto para adoçar a boca

Já que vieram à cidade
Levam uma garrafa do seu Vinho
Em honra da amizade
Que nos reuniu tão pertinho

A Conceição e a Mónica
Tiveram que se despedir
Foi muito bom, até à próxima
Em breve voltamos a reunir

Palavra puxa palavra
Chegamos a enguias e lampreia
Ali ao lado estava sentada
Uma senhora cozinheira

Logo tratou de explicar
Como se fazia e cozinhava
A Zé pediu para perguntar
O blog que ela administrava

A senhora atrapalhada
Disse: "Moro muito longe, menina!"
Deixamos a senhora sossegada
E lá fomos à nossa vidinha.

Diretas à Lello centenária
Para ver a escadaria
entre livros de culinária
lá fomos em romaria

A Noémia logo se juntou ali
Ao grupo já formado
Fomos até ao Guarani
Dar uma de queques do Chiado

Recebemos explicação acerca do que fazer
Com o Cupuaçu e a fécula mandioca
Um para beber, outro de comer
Como seria de esperar foi uma risota!

Do Bolhão ao Majestic
Foi um pequeno saltinho
Diz que o café é chique
Pra tomar um cafézinho

A Nani acabou de chegar
Mais uns beijinhos e conversa
Seguimos para lanchar
Já que o almoço foi à pressa

Antes uma passagem pelo W.C.
Depois virei neurótica
Vá-se lá saber porquê!*

Lá vieram as despedidas
Já estava o encontro a terminar
A Nani foi com o filho e filhas
E a Zé seguiu para a Maia a resmungar.

A Noémia pegou nos outros
Mary, Ameixa, Ana e Gilbamar
E lá seguimos afoitos
A Foz visitar

Lá estavam as gaivotas
À medida que o sol poisava
Entre ruas direitas e tortas
O convívio acabava

De pé no acelarador
Chegamos a São Bento
Mexemos no motor
Para chegar a tempo

E assim termina um dia
Dos mais bem passados
Que venha outra romaria
Estão todos convocados :)


Bombons garoto, polpa de Cupuaçu, fécula de mandioca e castanhas-do-pará

Aproveito para responder a uns desafios que deixei atrasados mas não esquecidos. A Ana e a Catarina gostavam que eu revelasse 8 características da minha personalidade e isso não é nada fácil. À medida que vou escrevendo no blog vou revelando um bocadinho de mim, mas se querem que seja eu a dizer, aqui vai algo mais acerca de mim:

1- Pontual

2- Extrovertida

3- Ansiosa

4- Frontal

5- Caseira

6- Fiel

7- Teimosa

8- Realista

A Vivie também me desafiou a escrever 6 factos/banalidades/assuntos sobre mim mesma. Depois dos 8 factos acima mencionados, vou apenas dizer algumas banalidades/assuntos e não vou ser rígida no número:

Gosto de brincos e de meias; não visto nada que seja cor de laranja ou cores fluorescentes; não gosto de me ver com o cabelo comprido, a não ser que esteja preso; ando quase sempre vestida de preto, é a cor predominante; não saio de casa sem pintar os olhos; adormeço sempre na posição fetal; não me deito sem tomar banho, passar creme na cara e nas mãos; odeio andar de guarda-chuva, por isso tenho um daqueles minusculos que andam comigo para todo o lado; perdoo mas não esqueço nunca :)

Já chega de falar de mim!

O Gintoino passou-me um selinho muito lindo com uma borboleta. Obrigada pela gentileza :)

* Depois de sair do W.C. não consegui encontrar os meus óculos de sol em lado nenhum. Bolsa de gaja é assim! A Zé seguiu comigo numa correria para ver se os tinha deixado na casa de banho! Afinal estavam na bolsa, esconderam-se de mim. Que seria do encontro sem uma dose de aventura? Só mesmo eu!
publicado por Ameixinha às 15:35 | link do post | comentar | partilhar