Sexta-feira, 28.11.08

Bolachas sorrisos



Esta receita de biscoitos foi a que eu usei para decorar o bolo de aniversário da minha mãe. Renderam imensas mas não as contei porque fiz biscoitos de vários tamanhos: flores pequenas, flores grandes, folhas grandes, médias e pequeninas. Sei que foram 3 ou 4 fornadas de biscoitos e que toda a gente adorou :)
Ainda não experimentei todos os cortadores que me foram enviados mas estou apaixonada pelos cortadores de folhinhas!!! Foi assim um clique à primeira vista e eu tive que os experimentar o mais depressa possível.
Achei o resultado fantástico e parece que os biscoitos tomam outro sabor, porque os olhos também comem ;)

Não me perguntem porque a receita se chama biscoitos sorrisos, a única explicação que tenho é que, quem prova, gosta e não tem vontade de chorar! Daí serem sorrisos :)
Retirei-a do fórum da amizade e faz-se assim:

1 ovo

125 gr de açúcar

250 gr de farinha

125 gr de manteiga


Bater a manteiga amolecida com o açúcar, juntar o ovo e bater bem, acrescentar a farinha e misturar. Deixar a massa repousar no frigorífico 30 minutos. Depois, estenda a massa com o rolo até ficar com 2 mm de espessura e cortam-se com os cordadores da sua preferência.

É muito simples e são deliciosos. A receita parece muito básica e nada apelativa mas são verdadeiramente viciantes :) O meu irmão disse que teve medo que eu lhe ralhasse por ter comido uma grande quantidade destes biscoitos durante a noite he he Sou muito má eu, fujammmmmm ;)
publicado por Ameixinha às 01:30 | link do post | comentar | ver comentários (65) | partilhar
Terça-feira, 25.11.08

Farofa quebra bico



Aqui estou eu para mais um intercâmbio. E se já era viciada no pau (de mandioca) agora juntei a farinha para completar o menú :)

A minha parceira é a Débora que fez Feijoada à Transmontana.

Eu optei por uma farofa quebra bico que ficou simplesmente deliciosa. Usei como acompanhamento um feijão preto com linguiça/chouriço, bem típico do Brasil e optei por uma couve lombarda cozida em água e sal por uns minutos.


Como vocês sabem a minha aventura com o pau (salvo seja) de mandioca não é das melhores porque custa a partir! Mas tive azar com a farinha, não encontrei no supermercado que costumo ir. Tive que ir no dia seguinte, propositadamente, comprar um saco de farinha de mandioca. O que eu faço pelo intercâmbio!!!


Segue a receita deliciosa, simples de fazer e baratinha. Serve duas pessoas com fome :)


Farofa quebra Bico


200g de linguiça

1 colher (sopa) de óleo (usei azeite)

1 dente de alho

80 g de tomate sem pele e sem sementes (usei 3 tomates enlatados)

20 g de cebola (coloquei meia cebola)

10 g de pimentão/pimento verde (usei mais)

pimenta dedo de moça (não usei, coloquei uma pitada de pimenta moída na hora)

1 ovo

cebolinha/salsa fresca q.b.

1 colher (sopa) àgua quente

farinha de mandioca q.b. (usei cerca de 40/50g)



Preparação:

Retire a pele à linguiça e esfarele. Aqueça o azeite e frite a linguiça. Junte o dente de alho picado e frite mais um pouco. Acrescente o tomate, o pimentão, a cebola em cubos pequenos e a pimenta dedo de moça picada.

Refogue bem todos os ingredientes, baixe o fogo, coloque um ovo no meio da farofa, pingue em cima a colher de água quente e tampe a frigideira. Quando o ovo estiver quase cozido, mexa devagar para agregar o ovo à farofa.

Junte cebolinha/salsa fresca picada e só quando estiver morna junte a farinha de mandioca suficiente para dar liga à farofa, sem perder a humidade.

E o resultado é o que se vê na foto acima :)


Para o feijão preto baseei-me na receita que vi na revista "Mulher Moderna na Cozinha, nº 95":


1 lata de feijão preto cozido

1 dente de alho picado

1/2 cebola picada

1/2 chouriço de carne

sal q.b.


Coloquei o azeite, o alho e a cebola com o chouriço cortado às rodelas e levei a refogar. Depois foi só juntar o conteúdo da lata de feijão e deixar ferver. Temperei com uma pitada de sal e ficou pronto a servir.


Mais uma vez a minha mãe aprovou o prato e disse que podia/devia fazer mais vezes, porque era muito bom.

Ora, portanto, caiu muito bem esta farofinha! E momentos depois, a minha mãe caiu mal. Acho que foi o feijão que pesou he he Estatelou-se no chão de cima de um banco e ficou abalada a tarde toda!!

Se comerem farofa quebra bico, não se ponham em cima de bancos para mudar cortinas logo no fim de comer. É que se quebra bico também pode quebrar outras coisas :)
publicado por Ameixinha às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (65) | partilhar
Sexta-feira, 21.11.08

Queques de iogurte



A minha professora de Psicologia da Saúde na faculdade era brasileira - ainda é, acho eu ;) - e quando veio para Portugal não sabia o nome de certas coisas. Então perguntou para uns colegas como se chamava um bolinho que estava no dispositor do bar, porque ela queria pedir um. Eles dispuseram-se a ensinar-lhe o nome do bolinho e ela, na hora de pedir disse: "Por favor, quero uma queca!" ;)

Com amigos assim, ninguém precisa de inimigos he he

Ingredientes:

1 iogurte natural

360 g de açúcar (usei 300g)

1 dl de óleo

3 ovos

240 g de farinha

1 colher de chá de fermento

1 laranja (sumo)


Preparação:


Bater o iogurte com o açúcar e o óleo.

Juntar os ovos um a um e bater entre cada adição.

Por fim, envolver a farinha, o fermento e o sumo de laranja.

Colocar em forminhas e levar ao forno durante 20 minutos a 180ºC.


Rendeu 23 queques. Aqui em casa adoramos estes queques, acho que foram os melhores que comi até hoje! Ficam molhadinhos por dentro, super fofos e com um sabor incrível. É comer até não haver mais ;)

Retirei esta receita do fórum da amizade!

Agora vamos a três avisos importantes e a um agradecimento :)


Primeiro: Está aberta a votação para a Sfida Della Nostra Cucina com o tema Pizza!!! Não deixem de passar lá e votar conscientemente. Tem pizzas maravilhosas e tem uma que é uma simpatia he he
Até dia 24, segunda-feira, podem enviar mail para cucinaitalianabrasileira@gmail.com e escolher a vossa preferida!


Segundo: Está aberta a votação do desafio da Quiche Salgada no Rita Palita. Têm as mais variadas quiches, algumas bem surpreendentes e deliciosas. Não deixem de dar uma espreitadela e de enviarem mail com o vosso voto para ritapalita@gmail.com até dia 23, Domingo.


Terceiro: Alerto todos os que estão a participar do Intercâmbio Culinário, que é importante enviarem para intercambioculinaria@gmail.com os nomes das receitas que vão fazer, para que não exista uma repetição das mesmas! Isto é muito importante e podem encontrar as receitas que já foram escolhidas na barra que se encontra no lado direito do blog. Estão divididas por Receitas de Intercâmbio Brasil e Receitas de Intercâmbio Portugal.


Agradecimento: à alma simpática que sugeriu este blog no Cyber Cook. Confesso que desconhecia o site, mas recebi uma mensagem a dizer que o meu blog recebeu a indicação de que tinha comida boa :) A quem quer que tenha feito essa sugestão, o meu muito obrigada!!





E é isto!
Bom fim de semana a todos :)
publicado por Ameixinha às 19:37 | link do post | comentar | ver comentários (73) | partilhar
Quarta-feira, 19.11.08

Pão rápido de chouriço



O Renato é o meu guru do pão :) Ele deu-me dicas indispensáveis para que a minha MFP fizesse pães deliciosos e comestíveis. É ao blogue dele que eu vou quando quero experimentar um pão diferente e este ficou como um dos favoritos. É um pão rápido, fácil, deixa um cheiro a chouriço fantástico e comido morno... nem digo nada, adivinhem!!!


Ingredientes:

340ml de água morna
15-20g de fermento padeiro fresco
2 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de gordura
2 colheres (chá) de sal
600g de farinha de trigo
3 chouriços tipo corrente em rodelas oblíquas (eu só tinha um chouriço e deu perfeitamente)


Preparação:

Colocar na forma da MFP os ingredientes pela ordem mencionada.

Se a MFP tiver memória em caso de falha de corrente eléctrica:

Seleccionar o programa "Ultra-rápido II" cor de côdea "Média" e no final de amassar retirar a massa e puxar a tomada de corrente (como se faltasse a luz).

Colocar a massa na pedra enfarinhada, dividi-la em duas porções e esticar cada uma delas com o rolo.

Distribuir metade do chouriço em rodelas por cada porção e enrolar a massa. Entrançar os dois rolos e colocar na MFP novamente, agora sem a pá.Ligar a tomada e deixar continuar.Se a MFP não tiver memória em caso de falha de corrente eléctrica:Seleccionar o "Normal".

Assim que terminar de amassar desligar (no botão START e não na ficha) a MFP, retirar a massa.

Colocar a massa na pedra enfarinhada, dividi-la em duas porções e esticar cada uma delas com o rolo.

Distribuir metade do chouriço em rodelas por cada porção e enrolar a massa.

Entrançar os dois rolos e colocar na MFP novamente, agora sem a pá.
Seleccionar o programa "Cozer" e deixar prosseguir.
Desenformar e deixar arrefecer numa grelha.
Para ver as notas do Renato cliquem aqui :)



Pensei juntar fatias de queijo porque tenho uma certa obsessão pelo queijo na comidinha, mas algumas pessoas que estavam presentes ao lanche não gostam de queijo e achei melhor não colocar. Nem faço ideia se ficaria bom... era um ensaio que vou testar em breve e depois digo algo :)

Com este frio sinto-me um verdadeiro chouriço... se calhar não tão saboroso mas muito bem aconchegada na roupagem. Às vezes tenho a sensação que, se tropeçar e cair, já nem me levanto porque nem me consigo mexer.


Respondo agora ao desafio que a Reflexos me fez. Achei-o bastante interessante para reflectir acerca de mim e do que espero do futuro.


Então as regras do jogo são:
- Escrever uma lista com 8 coisas que sonhamos fazer;

- Convidar 8 parceiros(as) de blogs amigos para responder;

- Comentar no blog de quem nos convidou;

- Comentar no blog dos nossos(as) convidados(as), para que saibam da “convocatória”;

- Mencionar as regras.


8 coisas que sonho fazer:

- Viajar e conhecer tudo o que há para conhecer;

- Ter um biblioteca em casa e poder comprar todos os livros que quero;

- Preservar a minha boa disposição e conseguir sorrir todos os dias, a minha vida não faz sentido de cara amarrada;

- Fazer cursos na área da culinária;

- Poder dar aos meus pais o conforto que eles merecem na velhice;

- Conseguir manter as amizades que criei até hoje e sentir que sou a melhor amiga possível;

- Manter a minha sanidade, não perder a esperança e renovar a minha fé todos os dias;

- Continuar a amar os animais, a defendê-los e a estabelecer laços, porque me fazem sentir que quem ama os animais é abençoado!


Os meus oito eleitos são as primeiras oito pessoas que comentaram no post anterior:











Como eu sempre digo, só prossegue com o desafio quem quiser. Eu achei um exercício interessante :)
tags: , ,
publicado por Ameixinha às 09:30 | link do post | comentar | ver comentários (60) | partilhar
Domingo, 16.11.08

Bolo Colchão de Noiva

Não sei porque este bolo se chama Colchão de Noiva, mas cheguei à conclusão que se a noiva se deitar neste colchão na noite de núpcias, ela vai deixar o noivo pendurado e vai lambuzar-se com este bolo!!!
É verdadeiramente delicioso e vai passar a ser feito muitas vezes!
Adorava ter uma foto do interior para mostrar, mas não tenho porque não sobrou nenhuma migalhinha :)
Pelos ingredientes acho que podem perceber o quanto ele fica fofo e leve, uma espécie de pão-de-ló suave.
Ingredientes:
6 ovos
250g de açúcar (usei apenas 200)
100gr de fécula de batata
1 colher (sopa) de farinha
1 colher (chá) de fermento
sumo de meio limão

Batem-se as claras em castelo. Depois, sem bater, mistura-se o açúcar e a farinha. Depois de bem mexido juntam-se as gemas, o fermento, a fécula e o sumo de limão.
Vai ao forno em forma bem untada e polvilhada. Deixei em forno brando.


Creme:
3 gemas (usei 2 e aproveitei as claras para fazer um pudim henriquecido para hoje, podem ver foto abaixo)
150g de açúcar (usei 120g)
3 colheres (sopa) de maizena
1 pacote de açúcar baunilhado
1/2 l de leite



Coloca-se o leite ao lume com a farinha maisena e deita-se o açúcar. Mexe-se bem e quando o creme começar a ficar espesso, deitam-se as gemas e o açúcar baunilhado, mexendo sempre.
Depois do bolo estar pronto, corta-se ao meio e recheia-se a parte de cima e os lados deste. Por fim decora-se com coco ralado. Eu decorei com umas bolachinhas que fiz com os meus cortadores novos :) Depois passei-as por chocolate.



O bolo ficou em cima da MFP, sítio onde o meu animalzinho Matias gosta de apreciar a paisagem, pois fica em frente a uma janela. Ora... todo filado lá foi ele tentar subir para a MFP e não fosse eu apanhá-lo a meio do voo, não havia bolinho para ninguém! Estava coberto com um guardanapo, mas a patita do Matias ainda conseguiu arrancar a florzita do meio :)

 

Óbvio que me deixou fula e levou umas palmadas no rabiosque. Como tinha mais biscoitos, lá consegui compor o bolinho, que todos comeram e apreciaram :)

 

Em breve repito este bolo e tiro foto do interior!

 

Agora fica a foto do Pudim Henriquecido cuja receita está aqui. Fiz tudo igual, apenas mudei a decoração. Usei amêndoa palitada que levei a torrar 5 minutos no forno!

 

 

 

 

Bom Domingo a todos!

tags: ,
publicado por Ameixinha às 10:10 | link do post | comentar | ver comentários (70) | partilhar
Quinta-feira, 13.11.08

Pizza simpatia e o oceano dentro de um embrulho


Ragazze, estou aqui com minha pizza, ok? Não esqueci de participar :) Havia eu de me esquecer de participar com um tema tão apreciado aqui em casa? Nãoooooooo!!

A minha mãe (sim, é ela mesmo!!!) é viciada em pizza e esboça um sorriso sempre que pergunto se quer que eu a faça :)

Quando é hora de rechear a pizza ela só diz: "Muito queijo, por favor!!!" ;) A minha paixão pelo queijo vem do lado materno!

Foi o nosso almoço de hoje e andei à procura de outra massa para fazer na MFP. Encontrei-a no fórum dos bimbólicos e também no Sabores de Canela, mas fiz apenas meia receita porque foi só para duas pessoas.

Gostei muito e acho que a "decoração" ficou mesmo como eu queria!

A minha massa ficou estaladiça porque o raio do fermento vahiné não leveda nada. Mas nós gostamos da massa assim. Para a próxima tento com o fermento de padeiro que deve dar o efeito que se pretende.


Ingredientes para 1 disco (se quiserem mais é só dobrar a receita):


1/2 chávena de água

1/2 colher (chá) de alho amassado

1 colher (chá) de queijo ralado (usei mozzarella)

1 colher (sopa) de azeite

1/2 colher (chá) de sal

1/2 colher (sopa) de açúcar

1 1/2 chávena de farinha de trigo (usei metade farinha 55 e outra metade farinha integral)

1 colher (chá) de femento biológico seco


Coloque por esta ordem na cuba da MFP e ligue o ciclo "massa". Misture o alho aos líquidos.

No fim do programa retire a massa e abra o disco (abri-o directamente no tapete de silicone). Pincele com azeite, polvilhe queijo por cima, pique a massa com o garfo e deixe descansar 40 minutos. Leve ao forno 5-10 minutos, até dourar levemente (saltei esta parte). Tire do forno, adicione os ingredientes que mais gostar e leve de volta ao forno até o queijo derreter.


Usei para o recheio:

1 lata de cogumelos laminados

fatias de queijo limiano

fatias de chourição

queijo mozzarella ralado para colocar por cima

pimento cortado às rodelas (era meio amarelado, alaranjado)

azeitonas pretas

oregãos para polvilhar


O nome de Pizza simpatia foi retirado de uma revista culinária "Boa Mesa", mas levava filetes de anchova em conserva e era feita numa base de pizza já pronta. Desculpem-me a falta de modéstia, mas esta que eu fiz ficou bem mais simpática, tanto na base como na apresentação :)

Portanto, se eu não ganhar esta Sfida, pelo menos fico com o título de Miss Pizza simpatia he he


Adiante que hoje o post é longo, mas a culpa não é minha!

Recebi um presente de aniversário enquanto a pizza estava no forno :) Coisas lindas e que eu tanto queria!!!

O embrulho veio do Brasil e acreditem que veio a nado por esse Atlântico fora!!! Estava tudo molhado... as formas e cortadores ainda vinham transpirados de tanto esforço físico, que fizeram para atravessar este vasto oceano que nos separa :)

Eu não faço ideia do que aconteceu, mas este embrulho deve ter vindo de barco e caiu ao mar no decorrer da viagem.

Nas fotos podem ver como eles estavam molhadinhos, era àgua por todo o lado. Eu só pensei que, se fosse de comer, eu iria engolir tudo em forma de papa he he


Até o Matias andou a cheirar o embrulho para ver se havia comidinha por ali. Não havia, mas tinha umas dezenas de cortadores fabulosos para fazer biscoitos e ele pode ter a sorte de apanhar alguns, se conseguir e se eu deixar!

Se este gatito continuar a comer como come... temos cabrito para o Natal! :)

Entre corações, estrelas, folhinhas, florzinhas, uma pomba, formas redondas e rectangulares... vinham uns cortadores em forma de Gingerbread Men (são três de diferentes tamanhos). Yuppiiiiiiiiiii!!!!

Aqui nunca mais conseguiria encontrar cortadores tão lindos :)

Obrigada às 3 meninas maravilhosas que se lembraram de mim e que me enviaram este embrulho com tanto carinho! Depois de pedir autorização posso dizer que foram as finérrimas Ritas Palitas (Glau e Renata) e a simpatiquíssima Mari do Mari's Kitchen.

Eles vieram a nado mas chegaram em excelente forma física he he

Eu até notei que os Gingerbread Men estavam mais magros ;)





Quero também agradecer à Nela os selos que ela fez questão de me oferecer. Já estão na barra do lado direito com os devidos créditos :)

Muito obrigada pelo carinho!


Abraços!!!

publicado por Ameixinha às 14:30 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Terça-feira, 11.11.08

Castanhas com erva doce


Ora, hoje é dia de São Martinho e eu, que adoro provérbios, tenho que dizer: vai à adega e prova o vinho!


Infelizmente há aqueles que acham que São Martinho é todos os dias e aparecem a casa com uma pinga a mais he he

Vi esta receita de castanhas cozidas no fórum da amizade e resolvi experimentar. Comer castanhas é viciante e, quentinhas com erva doce e açúcar ainda é pior! Cá em casa só descansamos quando já não havia mais :)

A receita é muito simples:

500-600 g de castanhas

1- 1, 5 colheres (sopa) de açúcar amarelo

1- 1,5 colheres (chá) de erva-doce


Preparação:

Dar um golpe nas castanhas e colocá-las a cozer em água com o açúcar e a erva-doce até estarem bem cozidas.

E já está... castanhas quentinhas, só falta a água pé ou a jeropiga!

Aproveito para avisar que a partir de agora as minhas fotos vai conter o nome do meu blog. Isto só acontece porque uma amiga avisou-me de um site que estava a usar as minhas fotos e as receitas sem dar qualquer referência. Depois de constatar que as fotos estavam lá e eram minhas, tão minhas que até a minha mão aparecia, eu deixei comentário a avisar que a senhora estava a praticar um crime e pedi que retirasse as minhas fotos ou que referisse de onde elas tinham sido copiadas. Ela optou por retirar as fotos, a receita continua lá sem referência :)

Mas eu acredito que muitas das fotos que ela lá tem, são copiadas de outros blogs culinários porque são muitos diferentes umas das outras, tanto na qualidade da foto como no serviço de mesa. Como se costuma dizer: não bate a bota com a perdigota!

Eu sempre achei que talvez pudesse acontecer, mas não tão rápido. Acho que gostaram do meu bolinho decorado com o saco de pasteleiro. Ganhavam mais se comprassem e experimentassem usá-lo, no fim até o poderiam provar ao invés de ficar a olhar para a foto como um burro olha para um palácio ;)
tags:
publicado por Ameixinha às 07:45 | link do post | comentar | ver comentários (56) | partilhar
Domingo, 09.11.08

Fatia do bolo de aniversário





Aqui está o interior do bolo de ontem. O sabor ficou característico do bolo floresta negra: sabor a chocolate 70% cacau a contrastar com o recheio doce de leite condensado e a cobertura.

 

Abraços e bom Domingo :)

tags:
publicado por Ameixinha às 10:35 | link do post | comentar | ver comentários (51) | partilhar
Sábado, 08.11.08

Bolo com glacê



Andei à procura de uma receita para fazer um bolo e estive indecisa até ao último momento. É um bolo simples de fazer, com recheio simples e cobertura simples. Como não sou grande fã de chantilly optei pela cobertura em glacé real e por um recheio de leite condensado. O bolo, esse, é uma receita de floresta negra.

Não vos posso dizer se ficou bom e ainda não tirei foto do interior porque ainda não o comemos. Mas deixo já ficar a receita e depois digo se ficou tão delicioso como eu penso :)

Fica um bolo baixinho e, quem quiser um bolo alto terá que dobrar a receita.




Ingredientes para o bolo:

100 g de chocolate para bolos

150 g de manteiga

150 g de açúcar

4 ovos

50 g de miolo de amêndoa ralado, farinha, maisena e pão ralado (não tinha pão ralado e usei 75g de farinha e 75 g de maisena)

1 colher de chá de fermento


Ingredientes do recheio:

Meia lata de leite condensado

25 g de manteiga


Ingredientes da cobertura:

1 clara de ovo

125 g de açúcar em pó

1 colher de sopa de sumo de limão


Preparação:


Comece por fazer o bolo (eu fiz o meu ontem à noite) derretendo o chocolate em banho-maria ou no micro-ondas. Bata a manteiga com o açúcar. Separe as gemas das claras. Misture o miolo de amêndoa com as farinhas, o fermento e o pão ralado. Junte ao creme seguido das gemas de ovos e do chocolate arrefecido.

Bata as claras em castelo e junte à massa.

Aqueça o forno a 180º C. Deite a massa na forma sem buraco, untada e meta na parte de baixo do forno por 45 minutos. Retire e deixe repousar.

Corte o bolo em duas camadas.

Para o recheio, leve o leite condensado com a margarina ao lume até que esta derreta. Coloque sobre a metade do bolo e espalhe. Cubra com a outra metade.

Prepare o glacé juntando à clara o açúcar e o limão. Bata até ficar espesso. Coloque sobre o bolo de modo a cobri-lo todo e espalhe.

Para a decoração usei amêndoa ralada e nozes pecãs. Uma grande mistura mas acho que até não ficou mal :)

Vou tentar tirar uma foto ao interior do bolo e depois venho cá colocar no post para vocês verem.

Notas:
Receita do bolo e da cobertura retirada do livro "Bolos" da Civilização.
Receita do recheio retirada do fórum dos bimbólicos.
tags:
publicado por Ameixinha às 10:45 | link do post | comentar | ver comentários (67) | partilhar
Quarta-feira, 05.11.08

Quiche de queijo fresco e oregãos

A Rita Palita é um blog catita que vive de desejos. Tal como ela, acho que todos nós temos desejos ou vontades :)

O tempo aqui está frio e uma quiche salgada não é bem refeição de Outono/Inverno mas, se for comida saída do forno, constitui uma refeição muito agradável. E como o blog é centrado nas comidas saudáveis e pouco calóricas, eu procurei algo bem leve e que fosse fácil de fazer. Encontrei a receita perfeita no livro "Boas receitas para uma boa saúde".

O nome original da receita é "Quiche de queijo e manjericão", mas como o meu manjericão foi atacado por umas lagartas esfomeadas, eu tive que o cortar e semear de novo. Só tenho manjericão seco e preferi usar os oregãos nesta receita :)

Então para as Ritas continuarem "palitas" aí vai a receita com as alterações e as considerações merecidas :)




Para 4 pessoas
Tempo de preparação: 25 minutos
Tempo de cozedura: 25 minutos (demorou mais no meu fogão)
Pré-aquecido a 200ºC (termóstato 6)

Por pessoa:
Calorias: 325 (duas fatias de quiche)
Total de gordura: 18 g
Hidratos de carbono: 25 g

Ingredientes:
1 courgette média cortada em rodelas finas
3 colheres de sopa de água
60 g de farinha
60 g de farinha integral
60 g de margarina poliinsaturada
2 ovos separados
225 g de queijo-fresco
3 colheres de sopa rasas de manjericão fresco picado (usei oregãos secos)
4 cebolos picados (não usei)
75 g de milho congelado (substituí por cogumelo, a minha mãe diz que não é galinha para catar milho he he)
Pimenta-preta moída na altura
Folhas de manjericão para enfeitar (usei salsa)



Preparação:

1. Num tacho pequeno tapado, coza as courgettes em 2 colheres de sopa de água (pus mais) a ferver até ficarem macias. Escorra e guarde.

2. Misture as farinhas, junte a margarina e trabalhe com a ponta dos dedos até a mistura ficar com o aspecto de pão ralado. Junte 1 gema e um pouco de água e trabalhe até obter a consistência da massa (juntei água morna aos bocadinhos e não sei quanto usei mas não foi muito). Levei-a alguns minutos ao frigorífico.

3. Estenda a massa num círculo de 25 cm de diâmetro (usei dois pedaços de papel vegetal para estender a massa, ela fica maleável e sem precisar de farinha para estender, adorei trabalhar esta massa). Coloque este círculo de massa numa forma antiaderente de 20 cm de diâmetro, comprimindo bem a toda a volta. Apare as pontas.

4. Misture o queijo com o manjerição (ou oregãos), a courgette, os cebolos, o milho (ou cogumelos) e a outra gema. Tempere de pimenta e sal (na receita não refere sal, mas sem sal é que não dá). Bata as claras em castelo pouco firme e envolva no preparado anterior.

5. Deite o recheio sobre a massa e leve ao forno aquecido durante 25 minutos ou até a massa ficar bem loura e o recheio firme. Antes de a servir, quente ou fria, enfeite com o manjericão ou salsa.




Notas:

- Uma boa salada verde liga muito bem com esta quiche;

- A massa pode levar um pouco de sal. Não senti necessidade. Vou usá-la sempre como base das quiches. É saudável, fácil e com pouca quantidade de ingredientes;

- A massa pode ser feita de véspera e guardada no frigorífico dentro de um saco plástico.

- O queijo fresco dá uma textura leve a esta quiche;

- Se a quiche começar a queimar por cima, cubra com uma folha de papel-manteiga, vegetal ou alumínio. Não diminua a temperatura, caso contrário a massa do fundo da quiche não vai ficar estaladiça.



A Carol desafiou-me a postar três livros para dar seguimento ao meme do Dia do Livro, que é 23 de Abril (como o dia do livro é todos os dias, faz sentido publicar sugestões de livros todos os dias).

Vou apenas referir-me a livros de culinária que são sempre consultados.


- O livro de Pantagruel

















- Cozinha tradicional Portuguesa

















- Boas receitas para uma boa saúde



















- Colecção Cordon Bleu
















Este desafio é para ser repassado e eu vou querer saber o que algumas meninas lêem. Pode ser qualquer livro... eu é que escolhi os gastronómicos e culinários :)

Passo para:











"O inferno é um local sem livros"

Elie Wiesel
publicado por Ameixinha às 14:30 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...