Sexta-feira, 31.10.08

Biscoitos de Chocamendoim


Na onda do desafio "chá da tarde", não resisti em preparar mais uns biscoitinhos. Desta vez com um ingrediente que eu adoro: amendoim! Entendo perfeitamente os macacos... é impossível resistir a amendoins e conseguir parar de comer? Só quando a consciência dita que tem mesmo que ser!


Mais uma vez renderam-me mais biscoitos do que dizia na receita. E isso é excelente! É uma receita a repetir muitas vezes, especialmente agora no frio :)

Ingredientes:


1 chávena de açúcar

125g de manteiga

1 ovo

1 1/2 chávenas de farinha (juntei um pouco de farelo de trigo para completar a meia chávena)

2 colheres (sopa) de cacau em pó (usei achocolatado e, por isso, ficaram mais branquinhos)

1 colher (chá) fermento em pó

3/4 de chávena de amendoins pelados (usei 1/2 chávena e foi suficiente)


Preparação:


Ponha o açúcar e a manteiga numa caçarola. Aqueça, mexendo com uma colher de pau, até a manteiga derreter. Deixe arrefecer. Junte o ovo e bata com uma colher de pau. Peneire a farinha, o cacau e o fermento para a caçarola. Misture e depois junte os amendoins. Misture de novo, até os ingredientes estarem ligados. Com uma colher de sopa, distribua os biscoitos num tabuleiro de forno, untado. Leve ao forno a 180º C durante 15 minutos, ou até estarem cozidos.


Para cerca de 30 unidades (a mim renderam-me 47 biscoitos, uns quantos comidos ainda quentes).


Notas:
- Coloquei a massa no frigorífico durante uns minutos e moldei bolinhas na mão. Depois achatei-as com um colher.

- Apesar de apenas mostrar um amendoim em cada biscoito, encontram-se bastantes pelo meio da massa.


- O nome original da receita é: Biscoitos de chocolate com amendoim. Eu é que decidi encurtá-lo :)

- Receita retirada de uma edição especial da Caras, Boa Mesa, Doces Sabores.



É Halloween e, há alguns anos atrás, estava em Londres! Não senti que o dia fosse muito festejado, assim como não é aqui. O ano passado os miúdos da aldeia canalizaram as abóboras para enfeitar alguns muros e vierem bater à porta :) A minha mãe atendeu e eles perguntaram-lhe: "Trick ou treat?" e a minha mãe disse: "O que é isso? Tão novos e já andam nos copos!!!" he he

Lá explicaram ao que vinham e nós, que não usamos doces em casa a não ser os que eu vou fazendo, não tínhamos nada para dar. Dispensámos uns trocos mas acho que isso não é espírito da coisa, até porque a crise está aí à porta!
Então, já comprei uns rebuçadinhos para os garotos e, se este ano decidirem não aparecer, vamos nós celebrar o dia das bruxas com a boca adoçada ;)
FELIZ DIA DAS BRUXAS!!!




Foto tirada em Nápoles pelo meu irmão mais velho, que deve ter uma tendência natural para a morbidezza ;)
publicado por Ameixinha às 01:45 | link do post | comentar | ver comentários (55) | partilhar
Terça-feira, 28.10.08

Nuvem da Aldeia



Quando vi este pudim no blog Mesa para 4 decidi que tinha que o fazer. A verdade é que já o fiz há muito tempo e a Samma deve lembrar-se pois entrei em contacto com ela para esclarecer algumas dúvidas.

O nome original é pudim da aldeia mas quando provei achei que a consistência dele era a de uma nuvem de primavera... leve e solta, desfaz-se na boca como se fosse algodão doce :)

E dei-lhe este nome, não para mudar o original, mas para dar a entender o quanto ele é bom!


Ingredientes:

2 saquetas de Pudim Mandarim

1 litro de leite

12 colheres de sopa de açúcar (eu não gosto de sobremesas muito doces mas achei pouco açúcar, isto vai ao gosto de cada um)

4 Ovos



Preparação:

Bater a claras dos ovos em castelo e reservar.

Numa panela deitar as gemas, o pó do pudim e o açúcar e misturar muito bem com uma vara de arames.

Ir deitando lentamente o leite até tudo estar bem misturado. Levar ao lume mexendo sempre até ferver. Assim que começar a ferver reduzir o lume para o mínimo e deixar cozer 3 minutos.

Findo este tempo, juntar imediatamente as claras, mexendo de baixo para cima lentamente e em cima do fogão para que elas cozinhem, mas não precisa estar ligado.


Depois de as claras estarem bem incorporadas, deitar na forma escolhida.


Provei este pudim morno e frio e gostei de ambas as formas. Tal como a Samma disse, é um pudim que fica sólido bastante rápido podendo ser comido logo a seguir. E isso é bom, não acham?


Não tenho foto do interior e não sei porquê, mas fica exactamente como o da foto da Samma.


Depois de frio, decorei com um bocadinho de caramelo líquido enquanto o Zézinho estava a dormir uma soneca :)

Aqui estão as fotos da embalagem do pudim mandarim. É um preparado com aroma de baunilha. E até vos deixo ficar o modo de preparação na última foto ;)





tags:
publicado por Ameixinha às 13:30 | link do post | comentar | ver comentários (65) | partilhar
Sábado, 25.10.08

Bolo de caramelo e outra estória

O desafio do mês de Outubro no fórum Receitas da Amizade, cuja "proprietária" é a nossa querida Belinha, consistiu na troca de receitas entre participantes. A minha companheira foi a Sílvia, que fez os bifes de perú em molho aveludado que eu já tenho postado aqui.

Eu preferi fazer um bolinho porque estou numa fase de pasteleira :)

E olhem que foi uma boa escolha, um bolinho de caramelo com cobertura de amêndoa.

Ao princípio não era para fazer porque a amêndoa é um bocadito cara, mas fui à feira buscar café e um raspador de legumes e encontrei na mesma banca, 125gr de amêndoa palitada a 1€ e trouxe.
Agora vou fazer um intervalo e contar uma das minhas estórias he he

Depois de ir buscar o café, o raspador e a amêndoa, uma das minhas amigas decidiu voltar para casa de autocarro. Fiquei logo de pé atrás... odeio andar de autocarro e em meio hora faziamos o caminho a pé para casa. Estávamos à espera do transporte e começam a aparecer os miúdos vindos da escola, dezenas deles. Começei logo a pensar que as pessoas mais velhas que ali estavam não iam ter lugar sentado. Vai daí e lancei um comentário para o ar, em tom audível: Se os meninos fossem gentis, iam deixar as pessoas mais velhas entrarem primeiro. Era bom não era? O autocarro chegou e eles entraram como se não houvesse amanhã. Duas meninas ficaram para o fim, depois de me terem ouvido dizer a mesma coisa (eu sou persintente, insistente, chata, teimosa e tudo porque estas atitudes aborrecem-me) e eu estava ali a fumegar!

Quando entramos todos já não havia lugar para ninguém! Lá fomos de pé e eu não me calava, continuava com a minha, a dizer que se fossem simpáticos deixavam as senhoras mais velhas sentarem-se porque até iam sair pertinho e tal... Aquilo parecia um monólogo, olhavam para mim como um burro olha para um palácio (tenho-me em boa consideração ok? he he) e quando estava prestes a sair, perdi o amor ao raspador e disse: Se fossem meus filhos, levavam todos com o raspador na cabeça!!! E mais nada que eu cá não engulo estas coisas nem fico a remoer os assuntos. O meu coração está perto da boca ;)

O pior de tudo é que:

1º: de nada serviu, mas saí com o pensamento de que um dia, quando forem mais velhos e quiserem um lugar sentado, hão-de lembrar-se da miúda franzina que lhes tentou abrir os olhos para o futuro. Agora meus meninos... aguentem-se à bronca e amarrem-se bem para não caírem nas curvas he he E não levam fatia de bolinho porque não merecem!

2º: Levamos exactamente meia hora de autocarro para chegar a casa. Compensa muito mais ir a pé e ainda reforça os glúteos e as pernas :)
Para quem for bonzinho e quiser experimentar aqui vai a receita:


150gr. manteiga (usei óleo)

2 chávenas de farinha

2 chávenas de açúcar

1 chávena de leite

2 colheres de chá de fermento

5 ovos

Vai uma chávena de açúcar a queimar (não muito), no fim junta-se a chávena de leite e deixa-se arrefecer.
Bate-se a manteiga com a outra chávena de açúcar, juntam-se as gemas e o caramelo frio e as claras em castelo, e por fim a farinha peneirada.

Unta-se uma forma com manteiga e polvilha-se com farinha e vai ao forno cerca de 35 minutos.

Cobertura:

150 gr. açúcar (usei 100)

150 gr. amêndoa (usei 125)

150 gr. manteiga (usei 100)

3 colheres de leite

Mistura-se tudo num tacho e vai ao lume cerca de 7 minutos, até ficar com tom de caramelo (o meu não ficou bem com tom de caramelo, para a próxima queimo um bocadito o açúcar e só depois junto a manteiga, a amêndoa e o leite). Se estiver muito espesso, junta-se um pouco de leite para se poder espalhar melhor no bolo.


Adorei o sabor deste bolo, dá um bocadito de trabalho a preparar mas vale bem o tempo e o esforço :) Ele fica fofinho e molhadinho (embora não pareça) por causa da cobertura que leva!
Esta fatia vai para todas as mães que educam os filhotes a darem o lugar às pessoas mais velhotas nos transportes públicos :)

Bom fim de semana!
Nota: Já devem ter notado que o prato é quase sempre o mesmo. Como só tenho dois pratos onde cabem os bolos, se não é um é outro he he
publicado por Ameixinha às 14:00 | link do post | comentar | ver comentários (73) | partilhar
Sexta-feira, 24.10.08

Pensar azul e outras estórias









Esta é uma postagem comprida que, a maioria não vai ler tudinho mas, desde que entenda a mensagem eu já me dou por satisfeita he he

Desde que me lembro de ser eu - acreditem que tenho períodos de esquecimento porque a idade não perdoa ;) - que penso azul! E com muito gosto pois claro!!! Biba o Fê Cê Pê - O maiore clube de futebole do mundo e quiçá do planeta! :)

Acho que a preocupação com o ambiente vem, de certa forma, da minha preocupação com os animais. Porque os amo incondicionalmente e desejo que sejam felizes sem que padecem pelos erros cometidos por aqueles que se consideram racionais!
Aqui em casa faz-se reciclagem, armazena-se àgua da chuva, usam-se lampâdas amigas do ambiente, fecha-se a água enquanto se escovam os dentes, vamos à cidade de comboio ou a pé e o automóvel é apenas usado para ir às compras (a gasolina também está pela hora do diabo!), usa-se papel reciclado para impressão/fotocópias, a iogurteira permitiu reduzir a quantidade de embalagens que iam para o lixo, as cascas dos legumes e frutas são guardadas para alimentar um porquinho que uma vizinha tem, cortei as aromáticas que foram atacadas pelas malditas lagartas só para não usar insecticida, ao invés de comprar pacotinhos de bolachas para levar na bolsa, uso uns recipientes lindinhos cujo propósito é transportar bolachas (ver foto abaixo), assim poupo no dinheiro e o ambiente e etc...


Devo dizer que demorou convencer os meus pais - especialmente o meu pai que é teimoso como o raio - até adoptar certos comportamentos de modo a proteger o ambiente mas, com insistência lá conseguimos :)


A Kláudinha lançou este desafio - quem melhor que uma família de piratas, que navegam entre águas nem sempre calmas de espada à cinta, olho de vidro e cara de mau, para incentivar os amigos a poupar este planeta que é coberto por mais de 70% de água? Vamos ajudar esta causa pelo presente e, sobretudo pelo futuro.
O "memorando" diz assim:

«O desafio azul/pensar azul, surgiu de uma campanha de poupança de energia, e depressa ganhou terreno… pensar azul é muito mais que apagar as luzes, ou desligar computadores, pensar azul é uma maneira de estar e ver a vida, tentar defender o nosso maltratado planeta, quem pensa azul recicla, poupa água, tenta ser sustentável…
Este site tem dicas para “pensar azul” e tem até alguns posters e etiquetas em pdf que podem ser impressos e colados onde quiserem…

O meu sonho era que o “pensar azul” saltasse barreiras ainda maiores, passasse para casa, de casa para os amigos, dos amigos para o mundo, o nosso mundo que queremos proteger!!!
Foi então que tive esta ideia… e porque não usar o meio mais engraçado que conheço e que consegue chegar mais longe que alguma vez imaginei?...

Porque não lançar um desafio e pintar o nosso planeta de azul?

Assim começo aqui e hoje este desafio “pensar azul” … começa assim, este blog já foi tocado por este sentimento azul há algum tempo, este blog recicla e preocupa-se com o planeta, por isso sinto-me orgulhosa de usar este selo e de o passar a 3 blogs….

O meu desafio consiste em sensibilizar estes blogs a serem mais sustentáveis, a pensar mais azul… sei que muitos já o são, mas não tinham ainda uma palavra para o definir, uma camisola para vestir, cada um destes blogs pode usar o selo e partilhá-lo com outros… a ideia principal é tornar o planeta mais azul por isso há que levar esta mensagem bem longe…
Aqui está o link para os posters e etiquetas, talvez possam imprimir alguns e colar por aí…E quem sabe postar essas fotos? as ideias sei que não vão faltar :)»

E assim começa o desafio:
Jardim com Gatos - Gintoino

A arte dos trapinhos - Noémia

Manga com Pimenta - Nana


Considerem-se desafiados … acho que já pensam azul, só falta usar o selo e lançar esta aventura … até onde vamos chegar?

Deixo algumas fotos daquilo que vou fazendo cá em casa...




A queridíssima Janeca e a Anna atribuíram-me este selo e eu agradeço publicamente o gesto. O carinho é recíproco :)




É para passar a 4 blogueiras e eu vou passá-lo a algumas blogueiras que iniciaram os seus blogs há pouquinho tempo, uma forma de incentivo e um modo de dizer que não é por cá andarem há pouco tempo que o carinho é menor ;)



Assim este selinho vai para:


Vânia

Neyma

Karla

Gina



A Neyma, do blog Vó Mindoca: Memórias Gustativas, ofereceu-me este selo cujo conteúdo é muito verdadeiro... esta Ameixa investe na proximidade :) Eu tento fazer uma visita diária a todos os blogues que tenho na minha lista de favoritos, se eu não investisse na proximidade eu nem me daria ao trabalho de o fazer. Mas eu considero que a proximidade, o toque - mesmo que seja apenas virtual -, a comunicação faz as pessoas mais felizes, mais agradáveis, mais educadas, masi humanas! Eu acredito nisso... só isso explica todo o carinho que tenho recebido ao longo deste tempo, junto com as dezenas de comentários :)

Eu acredito que só colhemos aquilo que semeamos.
Este último selo é para todos aqueles que me sentem próxima (cuidado, não é desse modo que estão a pensar ok? he he), que me deixam comentários e para aqueles que me visitam e ainda não tiveram coragem de deixar uma palavrinha, mas que voltam sempre ;)
Espero que sejam todos felizes, que invistam na proximidade e que pensem/ajam azul ;)


Bom fim de semana!

publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (41) | partilhar
Terça-feira, 21.10.08

Snickerdoodles


Na segunda feira decidi colocar em prática a receita de biscoitos para participar do chá da tarde - agora lembrei-me que ainda nem fiz uma visita ao Delishville... ai que desgraça!!! Tenho que tratar disso - e decidi fazer uns biscoitos cujo nome despertam sentimentos estranhos em mim e que não consigo explicar. Snickerdoodles é divertido, é alegre e tem algo que remete para a infância :)
Deixei o pessoal pendurado no msn e levei-me para a cozinha junto com o meu livrinho da colecção Corden Bleu ;) O meu forno portou-se bem e saíram, em três fornadas, os fabulosos snickerdoodles! Abaixo as indicações e comentários à receita.




Tempo de preparação: 15 minutos + 30 minutos (refrigerar)

Tempo de cozedura: 12 minutos por tabuleiro

Para cerca de 30 biscoitos (a mim renderam-me 57 e a maioria era do tamanho de bolachas maria)


Ingredientes:

250 g de farinha sem fermento

1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio

1/4 colher de chá de sal

Pitada generosa de noz-moscada moída (só costumava usar nas comidas salgadas mas confesso que fica delicioso em doces)

115 g de manteiga sem sal (eu usei 100 g de manteiga com sal e por isso não coloquei o 1/4 de colher de sal) à temperatura ambiente

175g de açúcar granulado (só fiz com 160g e achei que podia colocar menos, eu não sou muito formiga)

1 ovo

1 gema de ovo (aqui vai uma história: já andava a pensar o que ia fazer à clara do ovo e andava à procura de um saco plástico para congelá-la quando oiço "poc"... o ovo tinha caído ao chão mas só se tinha perdido a clara... a gema estava intacta. Problema resolvido he he)

1 colher de chá de extracto, essência ou aroma de baunilha (usei aroma que era o que tinha em casa)

1 colher de chá de raspa fina de casca de laranja ou limão (usei limão)

2 colheres de sopa de canela em pó, para revestir

2 colheres de chá de açúcar, para revestir


Preparação:
Aqueça o forno a 190ºC (posição 5 no forno a gás), de forma a ficar moderadamente quente. Prepare dois tabuleiros de ir ao forno, barrando-os com manteiga derretida (só tenho um tabuleiro e coloquei uma folha de silicone ao invés de barrar).
Peneire a farinha com o bicarbonato, o sal e a noz-moscada.

Forme um creme com a manteiga e o açúcar, adicione o ovo, a gema, a baunilha e a raspa de laranja ou limão. Bata até obter uma massa leve e fofa. Junte os ingredientes peneirados e misture bem.

Raspe a massa dos lados da tigela, cubra-a com um pedaço de película aderente e refrigere durante 30 minutos. Numa tigela pequena, misture a canela e o açúcar.

Com uma colher de chá, retire pedaços da massa e forme bolas com 2,5 cm de diâmetro. Role as bolas no açúcar com canela (esta parte leva-me o pensamento a outras paragens... onde já se viu? Rolar as bolas no açúcar e na canela he he) e coloque-as nos tabuleiros já preparados e separe-as (as bolas) a 5 cm umas das outras. Achate-as ligeiramente e leve ao forno cerca de 12 minutos ou até que comecem a ficar com os rebordos acastanhados, deslizando facilmente no tabuleiro.

Retire-as do tabuleiro e deixe arrefecer. Repita o processo com o resto da massa.

Acho que consegui, finalmente, fazer uns biscoitos em condições sem que queimassem por baixo. O aroma que vem do forno é digno de permanecer na memória olfactiva durante muito tempo. Guardei-os num recipiente hermeticamente fechado e creio que se aguentam durante muitos dias assim :)

Agora um breve momento de "cóltura" culinária:

Os snickerdoodles têm surgido sob diversos nomes nos livros de cozinha regional da América desde o século passado. Na zona do Midwest são denominados de snickerdoodles. Na wikipédia, encontrei referências que falam da origem do snickerdoodle na Alemanha, e que faz alusão à palavra "Schnecke" que significa "em forma de caracol". Outros acreditam que o nome vem dos contos de fadas e da personagem de um herói chamado Snickerdoodle por volta do ano de 1900.

Meus amigos, venha o snickerdoodle de onde vier... é bem vindo e há-de ser bem saboreado com um cházinho ;)

publicado por Ameixinha às 22:23 | link do post | comentar | ver comentários (61) | partilhar
Domingo, 19.10.08

Mousse de Canela


Há uns tempos andei à procura de um presente para oferecer a uma amiga. Uma livraria é sempre um sítio onde me sinto confortável e de onde saio um bocadito desnorteada. Há tanta coisa que eu gostava de trazer para casa... fico roídinha de inveja quando entro e saio de mãos nos bolsos. Há alturas que evito entrar só para não ficar triste com as coisas que não posso trazer comigo.

Mas, se procurar bem, lá consigo encontrar qualquer coisinha que, além de interessante, fica dentro do meu orçamento... Foi o que aconteceu com a colecção "Paladares de..." da Impala. Comprei a selecção de receitas de Outono e a de Primavera. O Outono viajou até ao Porto e a Primavera ficou comigo.

Até porque, ainda estamos a aproveitar uns dias solarengos de Primavera e eu decidi fazer uma mousse que me chamou a atenção porque tinha canela :)

É uma sobremesa fácil e rápida. Apenas temos que esperar que vá ao frio para que fique comestível. Como sempre, faço-a à noite e vai dormir para o frigorífico. No almoço do dia seguinte está pronta para ser comida.

Ingredientes:

200g de açúcar

2 ovos

4 dl de leite

4 folhas de gelatina incolor

1 colher (chá) de canela em pó

2 dl de natas batidas

50g de chocolate em tablete

1/2 colher (café) de manteiga

canela em pó q.b.


Preparação:

1. Misture metade do açúcar com as gemas e bata-as até ficarem em creme. Verta o leite, em fio, sobre o preparado de ovos e leve-o a lume brando, sem deixar ferver.

2. Retire o preparado anterior do calor; junte-lhe as folhas de gelatina, previamente demolhadas em água fria e escorridas, e misture tudo muito bem. Bata as claras em meio-castelo; acrescente-lhes o restante açúcar e bata mais um pouco, até aquele se dissolver. Aromatize com a canela em pó e envolva as natas.

3. Incorpore o preparado das claras no creme inicial e distribua por taças (individias ou uma grande). Leve-as ao frigorífico para refrescar.

4. Derreta o chocolate, partido em pedaços, com a manteiga em banho-maria. Mexa até ficar uniforme e tranfira a mistura para um cartuxo de papel vegetal (ou saco plástico), decorando com ela a mousse. Sirva-a polvilhada de canela em pó.




Para quem adora canela como eu, é uma sobremesa agradável ao paladar e à visão, não acham?
Abraços!

tags:
publicado por Ameixinha às 14:02 | link do post | comentar | ver comentários (72) | partilhar
Sexta-feira, 17.10.08

Travesseirão de coco



Nem sempre tenho boas histórias para contar nas minhas postagens. Às vezes são só mesmo boas receitas :)

Tinha uma placa de massa folhada a chegar perto do prazo de validade. Socorri-me do site Vaqueiro e fiz este travesseirão de coco. É uma receita muito simples, saborosa e que sai baratinha se não usarmos os alperces secos - estou em contenção de custos há séculos! ;)

Ingredientes:
4 maçãs reinetas (usei as que tinha em casa)

100 g de alperces secos (não usei)

50 g de farinha

70 g de coco ralado

50 g de açúcar

2 ovos

1 placa de massa folhada

açúcar em pó


Preparação:


Ligue o forno e regule-o para os 200 °C.

Pele as maçãs, corte-as em quartos e rale-as para dentro de uma tigela.

Pique os alperces em cubos pequenos e junte-os à maçã ralada.

Adicione a farinha, o coco e o açúcar e misture tudo muito bem com uma colher de pau.

Junte os ovos e continue a mexer até os incorporar no preparado.

Desenrole a placa de massa folhada e coloque no tabuleiro do forno, sobre a folha de papel vegetal em que vem enrolada.

Disponha o preparado de coco e maçãs no centro da massa. Dobre as pontas da massa sobre o recheio de modo a cobri-lo completamente.

Pique a superfície com a ponta de uma faca e leve ao forno durante cerca de 25 minutos.

Polvilhe generosamente com açúcar em pó e sirva morno ou frio.



Aproveito para avisar que a Sfida della nostra cucina, das Quatro ragazze com o tema La Pasta chegou ao fim e as votações estão abertas.
Peço que passem por lá e votem (até dia 24 de Outubro) em consciência porque há receitas surpreendentes e maravilhosas :)
A minha contribuição foi feita com a minha receita de cannelloni que virou lasanha ;)
Bom fim de semana a todos!!!


tags:
publicado por Ameixinha às 11:50 | link do post | comentar | ver comentários (51) | partilhar
Quarta-feira, 15.10.08

Escondidinho de frango


Ora cá estou eu mais uma vez a apresentar uma receita de intercâmbio cujo ingrediente adorado aparece com distinção :)
A minha parceira nesta nova empreitada é a outra menina que partilha a gestão do intercâmbio comigo e com a Nana... é a Axly!!!
Como a Axly sabe que eu desenvolvi uma paixão assolapada pela mandioca, ela enviou-me algumas receitas com esse ingrediente e eu escolhi o escondidinho de frango e não estou nada arrependida.
Mais uma vez passei um martírio para cortar e descascar a mandioca e descobri que um dos paus não estava em boas condições (às vezes acontece os paus não saírem como nós esperamos, né? eh eh), mas atrás de um pau vem logo outro (está a piorar, não está?) e consegui um escondidinho maravilhoso.
Vejam só a travessa a sair do forno... fantástico!!!



A receita canta assim:

1/2 kg de peito de frango

2 tabletes de caldo de galinha (não usei)

1 colher (sopa) de coentro ou salsa (usei salsa fresca)

1 kg de mandioca (macaxeira) cozida com água e sal

1 e 1/2 cebola ralada

1 lata de creme de leite (usei 200ml de natas light)

1 copo de requeijão

1/2 copo de leite (usei menos)

2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado (usei fatias de queijo limiano)

Polpa de tomate, cebola e alho q.b. (acrescentei eu)

Modo de Fazer:

Cozinhe o peito de frango com 1 xícara/chávena de água a ferver com as tabletes de caldo de galinha, se necessário coloque mais água fervente.

Desfie o peito e misture o caldo que sobrou do cozimento, a cebola e a salsa. Reserve (Aqui alterei a receita e levei o peito desfiado para refogar junto com a polpa de tomate, cebola e alho cortado pequenino e deixei apurar. Desliguei e reservei).

Passe a mandioca pelo espremedor ainda quente e coloque o creme de leite, misture bem até obter um puré. Despeje esse puré num recipiente refratário (20x30cm) untado com margarina e espalhe o recheio de frango e cubra com o resto da mandioca. Cubra com requeijão misturado com o leite, polvilhe com o queijo parmesão e leve ao forno para gratinar (usei queijo limiano em fatias e polvilhei com oregãos). Sirva a seguir. Pode substituir a mandioca por batata, use a variedade que fique mais sequinha (nada se compara ao sabor da mandioca, aconselho a experimentar).


Considerações finais:

A minha mãe disse que só depois de ter experimentado estes pratos é que começou a entender porque é que os povos indígenas do Brasil e do Continente Africano comem tanta mandioca. Eu e ela já sobrevivíamos só a comer disto, descascar e cortar é que é mais complicado eh eh

Mais um intercâmbio que enriqueceu a nossa mesa...

Quem ainda não participou, começe a considerar participar. Visitem o Intercâmbio Culinário, espreitem as receitas e as experiências que lá estão descritas e façam a inscrição :) Precisamos de sócias portuguesas. Atrevam-se ;)

publicado por Ameixinha às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (66) | partilhar
Domingo, 12.10.08

Iogurte de chocapic


Há algumas semanas que tenho um novo ajudante na cozinha. A iogurteira que eu tanto queria, finalmente chegou e eu tratei logo de a experimentar, não fosse a miúda ter vindo com defeito :)
Funciona que é uma maravilha e faz uns iogurtes deliciosos.

Cá em casa só eu como iogurtes. As outras personagens gostam dos líquidos e eu líquidos não consigo beber. Quero substância, como se costuma dizer :) É que ainda não estou a precisar de beber pela palhinha ou por um tubinho, ok?

Vai também servir para diminuir a quantidade de embalagens que vão para o lixo. Eu faço reciclagem mas o plástico dos iogurtes é impróprio para reciclagem e tem que ir para o lixo comum. Resolvi esse problema e estou mais contente ;)

Tenho-me controlado para não comer mais do que um iogurte por dia. Não está a ser fácil mas cada pote tem 175ml e acho que é satisfatório.

Vou fazendo experiências e, de cada vez que faço iogurtes, uso uma receita base e três ingredientes diferentes. Assim fico com 3 tipos de iogurtes. O que eu mais gostei foi este iogurte de chocapic (que comprei propositadamente para experimentar) porque não fica muito doce e contém cereais integrais, que é sempre mais saudável :)


Receita base:

800ml de leite (uso meio gordo)
1 iogurte natural
3 colheres de sopa de leite em pó
80 gr de açúcar


Mistura-se o iogurte com o leite em pó e o açúcar e depois junta-se o leite aos poucos e vai-se batendo para misturar bem. Coloca-se um bocadinho de cereais em cada pote e vai-se enchendo com a mistura do leite.

Coloquei na iogurteira sem as tampinhas e deixei por 12 horas. Se o leite estiver aquecido pode-se diminuir o tempo para 8-10 horas. Quando faço os iogurte de dia coloco uma caixa de cartão por cima para ficar escuro. A coisa dá-se melhor no escuro ;)

Já experimentei fazer com as tampas e à luz do dia e o iogurte fica mais líquido.

E aqui estou eu, a ficar viciada em iogurte caseiros e com muito prazer :)
Quero agradecer à Lu este selinho que representa a amizade num mês que é dedicado às crianças - será isto alguma indirecta? :) - e, como podem imaginar, vou passá-lo a todas as amizades fantásticas que tenho feito através do blogue e, que distingue quem me visita e quem tem e sente amizade por mim. Obrigada a todos pela presença e pelo carinho :)


Bom Domingo a todos e um óptimo inicio de semana :)
Abraços!

publicado por Ameixinha às 14:00 | link do post | comentar | ver comentários (58) | partilhar
Sexta-feira, 10.10.08

Bolo de limão com mousse de chocolate

Eu já disse que adoro o meu saco de pasteleiro e é verdade!!!
Os bolos não precisam de mais nada a não ser um saco de pasteleiro à mão para decorar :)
Na revista Delícias de Culinária nº8 vi a receita deste bolinho e, como no Domingo tinha visitas, resolvi experimentar. Não fiz a mousse de chocolate que vinha na receita porque tinha um pacote a precisar de ser utilizado, mas acredito que fique bem melhor com a mousse feita por nós.

Já agora aproveito para perguntar às amigas blogueiras quantas gramas tem 1 envelope de gelatina sem sabor, é que aqui não há envelopes e não sei seguir receitas sem saber as quantidades certas. Se puderem ajudar eu agradeço :)
Este bolo ficou uma maravilha e a decoração deu-lhe um certo encanto e ajudou à festa!

Para o bolo:

3 ovos
1 colher (sopa) de sumo de limão
1 iogurte natural (125ml)
6 colheres (sopa) de manteiga derretida
1 chávena (chá) de açúcar
1 e 1/2 colher (sopa) de raspas de limão
1 e 1/4 de chávena (chá) de farinha de trigo (eu uso também um bocadinho de farelo de trigo misturado com a farinha)
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
margarina e farinha para untar

Mousse:
1 envelope de gelatina sem sabor (a quantas gramas corresponde é que eu não sei)
4 colheres (sopa) de água fria
1 lata de leite condensado
1 pacote de natas
1 chávena (chá) de chocolate em pó
1 chávena (chá) de leite

Preparação:

1. Bata todos os ingredientes da massa numa batedeira, começando pelos líquidos. Numa forma redonda de 22cm de diâmetro, untada e enfarinhada, despeje o conteúdo batido e leve ao forno médio, pré-aquecido, por 45 minutos.
2. Hidrate a gelatina na água fria e dissolva em banho-maria, conforme as instruções da embalagem (qual embalagem, carago?) Adicione ao restante dos ingredientes da mousse no liquidificador e bata. Deixe refrescar por 1 hora.
3. Depois do bolo desenformado, passe a mousse por cima dele, leve ao frigorífico por 1 hora e sirva. Pode decorar com raspas de limão.
Usei mousse de chocolate de pacote. Batia-a antes de fazer o bolo com 250ml de leite frio e dissolvi uma folha de gelatina juntando-a à mousse. Levei ao frigorífico e depois do bolo estar frio coloquei-a às colheradas no saco de pasteleiro e decorei o bolinho. Pessoalmente, acho que não é preciso mais nada.
Espero que gostem :)


Quero agradecer este miminho à Moranguita, à Janeca, à Téia e à Mari e não vou nomear apenas 5 blogues.
Eu passo pelos vossos blogues todos os dias, acho que é sinal que os vossos blogues viciam-me, não acham? Portanto, a quem eu visito pode pegar no selinho, colar no blogue e dizer que fui eu que dei :)


Abraços!!!
tags: ,
publicado por Ameixinha às 09:00 | link do post | comentar | ver comentários (60) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...