Domingo, 17.05.15

Chocolate cake from Tessa

3-3 127.jpg

Não me canso de dizer a mim mesma que há males que vem por bem. E há!

Hoje foi dia de lavar e pintar a piscina. Pelos vistos, todos os anos dá-se o mesmo ritual. As paredes, costumeiramente brancas, passaram a azul cor do céu. Um ano de mudança que me recebeu aqui de braços abertos. Logo a mim, que nem sei nadar :) Os homens pintavam diligentemente e as mulheres, como sempre, limpavam a tinta que deixavam o azulejo pintalgado. O bolo já estava pronto, porque hoje também foi dia de bolo. Bolo de chocolate, com uma cobertura simples. Bolo bom, húmido, fácil. A piscina enche. Vai levar cerca de 48 horas a encher, é grande. Hoje ninguém pôde usufruir de um banho nela, mas houve churrasco, vinho, conversa, muitos risos. Terminou com bolo, e que belo final de domingo :)

3-3 137.jpg

Bolo de chocolate (Apples for jam, Tessa Kiros)

180 g de manteiga

50 g de chocolate negro

30 g de cacau em pó

3 ovos, separados

150 g de açúcar

85 g de farinha (usei metade Doves Farm e metade mix B da Schar)*

1 1/2 colher (chá) de fermento

3 colheres (sopa) de leite

 

1 pacote de natas

compota a gosto

extracto de baunilha

nozes q.b.

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º. Unte e enfarinhe uma forma de mola com 24 cm de diâmetro. Derreta a manteiga numa caçarola, junte  o chocolate partido e o cacau e mexa até dissolver. Retire a caçarola do lume. Bata as claras em castelo. Noutra tigela bata as gemas em espuma, junte o açúcar e bata. Adicione a mistura de chocolate, um pouco de cada vez. Peneire a farinha e o fermento e envolva bem. Adicione o leite e bata.

Cuidadosamente, envolva as claras em castelo até estarem incorporadas na massa. Coloque na forma e leve a cozer por cerca de 30-35 minutos. Deixe arrefecer na forma. Coloque num prato de servir e decore com natas batidas com 1 colher de sopa de compota de frutos vermelhos e 1 colher de chá de extracto de baunilha. Salpique nozes por cima e sirva.

 

*Ou 125 g de farinha de trigo se não forem intolerantes ao glúten

publicado por Ameixinha às 22:40 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar
Terça-feira, 12.05.15

Bruschetta de abacate

Bruschetta de abacate.jpg

Dias de calor pedem refeições leves e calmaria. Depois de uns dias de tempestade a primavera chegou em força. Os passarinhos dançam descontroladamente nos céus, munidos de truques de acasalamento que não sei se resultam ou não, mas parecem-me felizes. O céu está raiado de azuis e brancos e há uma neve felpuda que enevoa o ar e entope tudo que é via respiratória. Ahhhh, a primavera, que alegria :/ Depois há esse bicho fantástico que se chama gafanhoto e que todas as primaveras se atravessa no meu caminho. Estes dias, enquanto caminhava encontrei um e decidi que o melhor era atravessar a rua. Fiquei a pensar nele, porque pela reação desses bichos, sei que têm tanto pavor de mim como eu tenho deles. Percebi que o meu medo não é o facto deles saltitarem, é o facto de eles panicarem e eu não saber para onde eles vão saltar. Se eles saltassem para longe de mim... estava tudo tranquilo. Mas não, os bichinhos ficam tão desorientados comigo que nem sabem por onde se enfiar e atiram-se desalmadamente para onde calha, na esperança de conseguirem fugir. Não é uma dança elegante, daí a minha reticência aos gafanhotos. Não são elegantes nem bonitos e devem ver-me exactamente da mesma forma. Cheguei à conclusão que vivemos bem um sem o outro, eu sem gafanhotos, eles sem mim :)

O abacate também não é o meu alimento favorito, mas tenho experimentado algumas receitas que me têm surpreendido. Para além disso, tem uma gordura saudável e é bastante benéfico. As experiências com este pseudofruto continuam nesta cozinha. Até breve ;)

 

Bruschetta de abacate - Na cozinha com Nigella:

1 abacate maduro

2 colheres (chá) de sumo de lima/limão

4 fatias grossas de pão

sal e pimenta a gosto

1 colher (sopa) salsa finamente picada

 

Parta o abacate a meio, retire a polpa para uma taça com o sumo de lima, esmague bem com o garfo e tempere a gosto. Espalhe grosseiramente sobre cada fatia de pão e polvilhe com salsa.

publicado por Ameixinha às 10:47 | link do post | comentar | ver comentários (3) | partilhar
Sexta-feira, 01.05.15

Panquecas de abacate

3-3 041.jpg

Está um dia daqueles que não apetece colocar o pé fora de casa, mas está óptimo para olhar pela janela e ver a chuva a cair.

Às vezes, os piores dias, transformam-se em dias gloriosos, dias com propósito e motivo. Faz 1 mês e meio que fui convidada a sair de casa. O que de início foi um choque, faz agora mais sentido. Está tudo no seu lugar, estou onde devia estar, mais perto de tudo, mais perto de mim.

O Matias veio comigo, é o meu apêndice, a minha companhia. Da outra janela via limoeiros e uma figueira. Hoje vejo uma ameixeira e uma nogueira. Ameixeira, vejam bem! :) E ali ao lado, há um canteiro cheio de ervas aromáticas e uma piscina coberta, com água quente. Também há uma laranjeira e um limoeiro, o papagaio Lucas, a cadela Pink e os gatos Becas e Íris. Amigos verdadeiros ajudaram-me no enxoval. Ainda faltam umas coisinhas mas, a seu tempo, tudo se arranja.

Os dias que nos parecem mais cinzentos, trazem-nos belos arco-íris. Além disso, água a cair do céu é uma benção ;) Bom fim de semana!

 

Ingredientes:

1 chávena de leitelho*

1 ovo

1 colher (sopa) de mel

1 colher (chá) extracto de baunilha

1/2 abacate maduro

1/2 chávena de farinha de arroz**

1/4 chávena de farinha Doves farm self-raising**

1/2 colher (chá) fermento

1/2 colher (chá) bicarbonato

1/4 colher (chá) de sal

 

Preparação:

Num liquidificador coloque o leitelho, ovo, mel e baunilha e ligue até estar bem misturado. Junte os restantes ingredientes e vá ligando o aparelho algumas vezes só até que os ingredientes secos estejam incorporados na massa. Não bata demasiado.

Aqueça uma frigideira e coloque 1/4 de chávena da mistura. Quando começarem a aparecer bolhas na superfície da panqueca, vire-a e cozinhe por mais 1 minuto ou menos. Sirva quente com açúcar em pó, fruta fresca, xarope de ácer ou compotas.

 

*Colocar 1 colher (sopa) de sumo de limão numa chávena e completar com leite. Deixe descansar 10 minutos sem mexer e use.

**Para panquecas "normais" pode usar farinha para bolos, use cerca de 1 chávena.

 

Receita adaptada do site California Avocado.

tags:
publicado por Ameixinha às 13:50 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar
Quinta-feira, 16.04.15

Sorvete de morango

sorvet morango.jpg

As mudanças continuam. Uma das mais importantes e mais esperadas - pela maioria da humanidade - é  a primavera. Felizmente, a alergia ao pólen está controlada. Este ano os comprimidos estão a resultar. Abençoada medicina :) Não sou propriamente fã desta época do ano. Já tive que correr para o outro lado da rua à conta de um singelo gafanhoto que quis atravessar o meu caminho. Mas também há coisas que me emocionam: os campos floridos, as roupas leves, os piqueniques com amigos, o aroma doce das frutas, os gelados ;)

Um amigo deu-me morangos maduros, que tive de escolher dado o seu grau de madureza avançado e quase ultrapassado. Aproveitei e peguei num livro da Tessa Kiros, que folheei do início ao fim e encontrei uma receita marcada. De um lado da folha estavam os biscoitos de chocolate e arandos que faço muitas vezes, e do outro estava um sorvete de morango que nunca tinha experimentado. Vamos a isso! E já está. Primavera no palato.

 

Sorvete de morango, de "apples for jam" from Tessa Kiros:

500g de morangos amadurecidos

180 g de açúcar

Sumo de meio limão

1 tira de casca de limão

4 colheres (sopa) de leite sem lactose

 

Preparação:

Faça os morangos em puré num processador e coloque-os num recipiente com tampa.

Leve o açúcar, sumo e casca de limão a ferver com 375 ml de água fria. Deixe cozinhar, mexendo, até que o açúcar se dissolva completamente. Retire do fogo e deixe arrefecer por cerca de 10 minutos.

Retire a casca de limão e envolva o xarope de açúcar no puré de morangos. Adicione o leite, misture  bem e coloque no frigorífico para arrefecer. Posteriormente, coloque no congelador e bata para quebrar os cristais de hora a hora até que o sorvete esteja quase firme. Em alternativa pode usar a máquina de gelados seguindo as instruções do fabricante.

 

publicado por Ameixinha às 10:54 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar
Domingo, 22.03.15

Queques de manteiga de amêndoa

28 fev 001.jpg

 Guardo memórias da viagem a Londres. Da primeira que fiz, são memórias nubladas, tal como a cidade é, nublada e fria. Era demasiado jovem para a ter aproveitado intensamente. Muitos anos depois, 14 anos para ser mais precisa, voltei e foi tão bom. Continuo sem fazer tudo o que queria lá ter feito, sem visitar o que queria ter visto, sem vivê-la da forma que gostava. Todos estes anos, desejei muito regressar à cidade que sinto como se fosse minha, e acabei por regressar. Passaram quase 3 meses e, no meu coração, sinto ainda mais vontade de regressar. Sei que, muito provavelmente, Londres vai receber-me pela terceira vez e, resta-me esperar que não sejam precisos outros 14 anos para que isso aconteça. Da primeira viagem guardei algumas libras. Foram 14 anos a olhar para elas e, não, não recebi juros, não se multiplicaram. Levei-as comigo e gastei-as. Vim apenas com alguns trocos mas trouxe chá, roupa que comprei em Camden Town, bolachas do Tesco, postais e muitas fotografias. Na memória fica um grupo de amigos que me inspirou a escrever centenas de quadras e que me divertiu bastante. Porque aventuras em Londres, é outra classe ;)

É Primavera mas a chuva está de volta, pelo menos por estes lados. Um chá que veio de longe e um muffin a acompanhar este domingo, alguém aceita?

28 fev 012.jpg

 

 Ingredientes:

1 1/2 chávena de farinha sem glúten (Schar Mix B ou Doves Farm Self Raising)*

3/4 chávena de açúcar

1 colher (chá) de bicarbonato

1 colher (chá) de fermento

1/2 colher (chá) de sal

1 chávena de leite (usei sem lactose)

1/2 chávena de óleo

1 colher (chá) de extracto de baunilha

1 colher (sopa) de sumo de limão

1/2 chávena de manteiga de amêndoa myprotein

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Prepare um tabuleiro com forminhas para queques.

Numa tigela grande misture a farinha, açúcar, fermento, bicarbonato e sal. Junte o leite, óleo, extracto, sumo de limão e a manteiga de amêndoa e misture até ficar homogéneo.

Divida a mistura pelas forminhas e leve ao forno durante cerca de 18-20 minutos ou até que um palito inserido no centro saia limpo. Deixe arrefecer e sirva-se.

 

* Ou 1 3/4 chávena de farinha de trigo

 

Receita adaptada do blog Pastry Affair.

publicado por Ameixinha às 15:40 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar
Quarta-feira, 18.02.15

Do amor... aos biscoitos!

Amor é chocolate, e comida, e fogão, e quentura, e abraços! Amor é aquilo que nos satisfaz, satisfazendo outros. E alimentar outros - mesmo que esses outros sejam nós mesmos - é amor!

Amor não são sombras nem pedaços, é inteireza e constância. Amor é o que permanece quando o que foi, já não existe mais. É a memória, mesmo quando já nem nos lembramos do que fomos e do que o outro foi para nós.

Amor não tem dias, nem horas, tem vidas e humanidade. É cuidar, acreditar, persistir, insistir, remir, mas nunca, jamais, desistir. Não são objectos nem ilusões, são verdades e osmoses.

Amor não será, em tempo algum, promessas. Amor é um compromisso! De duas vidas, para a vida! São dois num só.

O amor está em vias de extinção, mas eu hei-de amarrar-me à esperança de quem quer - e vai - encontrá-lo na mais pequena partícula de pó. Até lá, como biscoitos

amêndoa e chocolate.jpg

Biscoitos de aveia, amêndoa e chocolate (Meaningful eats)

 

2/3 chávena de aveia sem gluten

1 colher (chá) de bicarbonato

1/2 colher (chá) de sal

1 colher (chá) de canela moída

1 chávena de manteiga de amêndoa myprotein

2/3 chávena de açúcar amarelo

2 ovos grandes

2 colheres (chá) de extracto de baunilha

2/3 chávena de pepitas de chocolate (nestlé)

 

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Prepare dois tabuleiros com papel vegetal.

Junte a aveia, bicarbonato, sal e canela. Reserve.

Bata a manteiga de amêndoa com o açúcar, ovos e baunilha por cerca de 2 minutos.

Adicione a mistura de aveia e envolva as pepitas de chocolate.

Forme bolas do tamanho de nozes e coloque nos tabuleiros de forma espaçada. Leve ao forno por cerca de 10 minutos. Deixe arrefecer no tabuleiro durante 2 minutos e, depois, transfira para uma grade para arrefecer totalmente.

Guarde numa caixa hermética.

amêndoa choc.jpg

 Rende cerca de 18 biscoitos.

 Quem viu "still alice" há-de compreender este post

publicado por Ameixinha às 18:20 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar
Segunda-feira, 02.02.15

Biscoitos

Passou-se um mês desde o início deste novo ano e já tanta desgraça aconteceu. A minha mãe partiu um elo da coluna, o Matias foi internado com uma obstrução urinária, eu fui aconselhada a fazer hidroginástica, porque adormecem-me os dois braços quando durmo na posição fetal. É suposto toda eu adormecer e não sentir nada, mas sinto que tenho os braços a dormir e, isso, não é nada confortável.

Entretanto, decidi experimentar a osteopatia. Sou completamente adepta de tudo que não seja engolir químicos e, à falta de dinheiro para hidroginástica, consultei uma osteopata amiga que me disse que o meu problema era muscular. Deu-me uma coça como se não houvesse amanhã, revirou-me para um lado e para o outro, torceu-me todinha e, não satisfeita, estalou-me os ossinhos todos. Resumindo: sou quase de elástico, porque voltou tudo ao seu sítio correcto. Estou viva mas, continuo meia dormente. Habituei-me a dormir de barriga para cima e vou revirando para um lado e para o outro até que os braços dão sinal de fraqueza. Provavelmente é mesmo a coluna a dar de si, mas não posso deixar de carregar o que é preciso. Ainda a semana passada carreguei às costas o Matias dentro da transportadora dele. Uma caminhada de mais de 4 km que eu já sabia que ia custar caro. Tenho contracturas musculares até à pontinha do dedos, mas isso é de fazer uma carrada de biscoitos todas as semanas. É uma forma de ganhar uns trocos para comprar farinhas sem glúten e pagar veterinário :) Depois, há biscoitos para consumo próprio, sem glúten, sem lactose, porque também preciso de comer e de acompanhar o café com alguma coisinha.

 

2 fev 009.jpg

Ingredientes:

1 chávena de farinha de arroz

1/2 chávena de farinha de milho

1 chávena de amido de milho

1/2 chávena de fécula de batata

1 colher (chá) de fermento

1/2 chávena de açúcar Sidul

70 g de Vaqueiro líquida

1 ovo

 

Preparação:

Misture a vaqueiro com o açúcar, adicione o ovo e mexa. Junte as farinhas e o fermento e misture até ficar homogéneo.

Humedeça a mão e faça bolinhas. Coloque-as em tabuleiro untado ou forrado com papel vegetal, achate-as com um garfo e leve a forno pré-aquecido a 180ºC até que dourem nas bordas. Deixe arrefecer e guarde num recipiente hermético.

 

Baseada nesta receita.

publicado por Ameixinha às 14:08 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar
Quinta-feira, 08.01.15

Pavlova de chocolate com lemon curd

pavlova1.JPG

O final de 2014 trouxe uma casa "nova" e um forno novo. Um forno onde se podem fazer pavlovas.

O final de 2014 trouxe novos amigos, uma viagem, muitos encontros para planear a viagem, muito chá, biscoitos, pavlovas, gargalhadas.

Convenhamos que toda e qualquer reunião de amigos onde não haja comida... é algo muito chato! Uma boa desculpa para ir para a cozinha, porque os bons amigos merecem o melhor de nós e, o meu melhor, neste momento, é uma pavlova de chocolate! Eles merecem e eu também

 

Ingredientes:

4 claras

200 g de açúcar em pó

4 colheres (sopa) de amido de milho

3 colheres (sopa) de cacau em pó

1 colher (chá) de vinagre de vinho branco ou sidra

100 g de chocolate semi-amargo

200 ml de natas sem lactose

1 colher (chá) de essência de baunilha

2 colheres (sopa) de lemon curd

frutos vermelhos

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 140ºC.

Desenhe um círculo de 23 cm de diâmetro numa folha de papel vegetal.

Bata as claras em castelo. Gradualmente junte o açúcar e vá batendo até que a mistura fique em castelo novamente. Adicione o amido, cacau e o vinagre.

Coloque a mistura dentro do círculo e espalhe fazendo uma ligeira concavidade no centro para rechear posteriormente.

Leve ao forno por cerca de 1h30min.

Para o recheio, derreta o chocolate em banho-maria ou no microondas. Remova e deixe arrefecer ligeiramente.

Bata as natas com a baunilha até ficarem espessas.

Envolva 4 colheres de sopa de natas batidas no chocolate derretido.

Envolva o lemon curd com as restantes natas.

Coloque o merengue num prato de servir, recheie com as natas e, depois, com a mistura de chocolate. Decore com amoras ou outros frutos vermelhos.

 

pavlova.jpg

 

Receita do livro "The chocolate and coffee bible".

Não tirei foto a nenhuma fatia, tornou-se tarefa impossível. Desta última até houve disputa pela última fatia. Nunca eu tinha visto uma sobremesa desaparecer tão depressa!

 

Bom fim de semana

 

publicado por Ameixinha às 21:41 | link do post | comentar | ver comentários (3) | partilhar
Quarta-feira, 24.12.14

Sonhos, leva-os o vento

sonhos vento.jpg

Nem sempre os sonhos que sonhamos são bons. Alguns são um veneno. Eles embelezam a realidade, aumentam as nossas expectativas, impulsionam-nos para outro mundo, fazem-nos acreditar na mentira. Os sonhos não matam, eles fortalecem-nos depois da realidade nos bater fortemente na face. Acorda! E acordamos, lambemos as feridas, remoemos as lembranças, suportamos as memórias, rasgamos a pele de arrependimento.

E insistentemente, o sonho vive em nós. Perdemos um, criámos outro, regamos uns quantos, esperamos que, pelo menos um, sobreviva e dê frutos. Criaturas de esperança, é o que somos. O coração, por muito magoado que esteja, insiste em esperar melhor, o que ainda não veio, o que tanto queremos, que nem sabemos merecer, mas que desejamos fortemente. Quero sonhos e um coração aberto para que entrem concretizações. Até que isso aconteça, deixo que o vento me transporte para outras paragens, lugares longínquos, sítios onde os sonhos podem ir e, um dia, onde nós também voltamos.

Engulam sonhos e deixem que corram nas vossas veias. Se o sangue é vida, não deixemos que os sonhos sejam a nossa morte ;)

 

Bolinhos de vento (daqui)

 

80 g de água

80 g de leite sem lactose

30 g de margarina vaqueiro

80 g de maizena peneirada

1 colher (chá) de fermento

2 ovos

1 pitada de sal

 

Preparação:

Num tacho, coloque a água, leite, margarina e sal e espere que ferva. Retire do lume e deite a maizena de uma só vez, mexendo bem para que não se formem grumos. Incorpere os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Numa frigideira, aqueça óleo e frite pequenas bolas de massa. Coloque em papel absorvente e passe por uma mistura de canela e açúcar.

publicado por Ameixinha às 18:38 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar
Quinta-feira, 11.12.14

Compota de abóbora com baunilha e limão

Um dia destes apareceu uma vizinha com um pedaço de abóbora na mão. É daquela abóbora amarelinha, um pouco mais doce, daquela que nem toda a gente gosta de colocar na sopa. Sabendo que ando sempre de volta dos tachos, perguntou se tinha sítio para congelar a dita. Mal olhei para ela e vi logo que, parte, ia para uma das minhas compotas favoritas. A vizinha, prontamente arranjou-me mais um pedaço de abóbora. Congelei alguma que tenho usado em sopas e decidi experimentar outra compota de abóbora. As nozes ainda não chegaram cá a casa, não sei se a senhora da nogueira se esqueceu da minha encomenda anual, ou se ainda estão a secar ao sol de inverno; por isso, embuí-me de espírito de aventura e... fiz uma pesquisa no google :)

Apareceu-me algo interessante e eu resolvi adaptar nos ingredientes e na preparação. Primeiro, porque a compota pedia laranja e eu, tendo laranjeiras em casa, mas estando demasiado escuro para ir apanhar uma, resolvi apanhar um limão que estava bem mais perto de mim e da lâmpada ;) Medo!!!

compota de abóbora baunilha.jpg

 

Ingredientes:

1 kg de abóbora limpa e cortada aos pedacinhos

0,5 kg de açúcar para compotas Sidul

1 vagem de baunilha aberta

1 pau de canela

1 casca de limão

1/2 cálice de vinho do Porto

 

Preparação:

Coloque todos os ingredientes na panela de pressão e deixe ferver por 20 minutos. Abra depois de sair todo o vapor, mexa um pouco e deixe terminar de engrossar. Guarde em frascos previamente esterilizados.

Caso prefira o método tradicional, leve o tacho ao lume com os ingredientes, mexendo ocasionalmente, até obter ponto de estrada. Guarde em frascos esterilizados.

publicado por Ameixinha às 21:08 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

mais sobre mim

a possuída moída

Sobrevivo numa selva de hipocrisia, burocracia e cegueira de quem não quer ver. Prefiro não me lembrar da crise de valores que vivemos, mesmo sendo quase impossível esquecer-me disso. Cozinho e como com prazer, mesmo que alguma culpa surja depois. Gosto de andar a pé sozinha, viajar de comboio com um livro na carteira, dizer "Bom dia" com convicção e a sorrir. Ajudar quem precisa é o que me permito fazer sem pensar duas vezes, embora haja muita gente mal-agradecida. Sou adepta da boa disposição, da humanidade e respeito nos serviços de saúde e educação, acredito na capacidade de generosidade e bondade das pessoas que me rodeiam. Entristece-me que, nem sempre, essas capacidades sejam canalizadas quando deveriam. Não gosto das vizinhas coscuvilheiras e de pessoas mal educadas, prepotentes e ocas. Os meus olhos transmitem tudo o resto de mim e são cor da canela. Amo a Fauna e a Flora. Adoro o Outono e as folhas que caem. Não vejo qualquer utilidade em peluches. E a única coisa que é afrodisíaca é o amor.

pesquisar neste blog

 

posts recentes

Posts mais comentados

aqui acontece

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

arquivos

tags

links

subscrever feeds

quantos por cá passaram...